domingo, 9 de dezembro de 2018

FALANDO DE AMOR (XXV): “Bons Momentos e Dor de Cabeça” - (10/12) - Por Neo Cirne


Falando de Amor
XXV


Bons Momentos e Dor de Cabeça!

- Por Neo Cirne -  

Olá amigos, estou tendo o prazer de voltar a escrever um pouco. Ontem ouvi um comentário de uma amiga querida que me falou: “Neo, acho que você encontrou um “ponto de equilíbrio” na sua cidade e sem perceber acostumou-se com a tranquilidade e está ficando meio preguiçoso para escrever”. Disse-lhe que não, que a vida é uma sucessão de momentos, uns bons e outros ruins. Uma das coisas ruins da vida é observar que nosso corpo, em dado momento, não acompanha mais nossa mente livre e jovem, sim, a sua mente pode permanecer jovem durante toda existência enquanto o seu corpo cansa com o passar dos anos, tudo vai da sua forma de enxergar e entender o mundo. Nesse momento, a tranquilidade é importante para por o pensamento em ordem.

Devemos nos desapegar dos fatos, objetos, pensamentos e fotos que lhe arremetam a um passado de dor ou de tristeza, isso é uma atitude saudável, imediata, para manter nossa consciência ativa sem ficar preso nas amarras do saudosismo prejudicial e da frustração. Quanto mais tempo levarmos "ruminando" esses momentos de dor, mais sofreremos. Mal comparando, situações assim tem o gosto da goma de mascar; durante um tempo tem até certo sabor, mas depois de mascar a situação indesejada por dias, semanas e meses, passamos a sofrer muito, portanto: cuspa o chiclete. Quanto mais a atitude for breve, mais atenuará o sofrimento.

Já as lembranças boas, nós deveremos conservá-las, pois fazem parte do melhor de nós. Só com tranquilidade poderemos qualificar os momentos em bons ou ruins. Devemos manter as boas lembranças na mente consciente e mandar os momentos ruins para o nosso inconsciente, grande lixo mental. 

Outro dia, lembrei-me de um amigo que me relatou a sua situação amorosa tinha chegado ao fim. Durante mais de dez anos foi apaixonado por uma pessoa em quem depositou sua melhor emoção, formava com ela um lindo par. Eram grandes amantes, parceiros e confidentes. Viviam distantes geograficamente ele no NE e ela no SUL do país, mas segundo ele, falavam-se diariamente e, sempre que possível, estavam próximos. Ele, meio saudoso disse-me que a amava muito e querendo uma aproximação maior chegou a pedir-lhe a mão em casamento por duas vezes, gesto que não foi aceito com um sorriso nos lábios. Ele achava que era por motivos familiares... Não era! Havia uma diferença capaz de gerar uma “grande dor de cabeça”, insegurança. O medo dela romper a zona de conforto e começar uma relação pra valer.

Na última eleição, por questão ideológica, eu soube de diversos casos de separação por motivos de opção partidária... É uma baita dor de cabeça as diferenças ideológicas. São situações difíceis de explicar, mas fácil de aceitar. A união de um conservador democrata com uma lulopetista, só pode dar errado. O amor pode tudo:


Mas o que é o amor?  A melhor definição que conheço é: 

AMOR É O INTERESSE SUBLIME PELA VIDA E PELO DESENVOLVIMENTO DE UMA PESSOA. AMAR ALGUÉM É CONTRIBUIR EFETIVAMENTE PELO CRESCIMENTO E DESENVOLVIMENTO DE UMA PESSOA.


Esse conceito pode ser aplicado ao amor pelos seus pais, filhos, amigos e até ao seu AMOR-PRÓPRIO. Se você está se esforçando em manter a higidez do seu corpo, seja com dietas, seja malhando na academia de ginástica ou com consultas médicas periódicas você está falando para o seu corpo que você o ama, então seu amor-próprio se sente valorizado. 
Agora se você, não se cuida, está sempre adiando a dieta para manter seu corpo mais saudável, troca de calçada quando passa na porta da academia de ginástica pra não se estressar, está sempre com sobrepeso, tem pressão alta, pré-diabetes e nos finais de semana abusa no álcool, atenção: você pode estar arranjando muita dor de cabeça pra você e o seu amor-próprio está muito carente. Precisa repensar seus pontos de vista e maneira de viver para ter uma vida mais saudável.  

Desejo que todos sejam felizes! Cada um com seus  hábitos, de preferência sem dores de cabeça no futuro... Saia da Zona de Conforto, exercite-se e sinta-se mais saudável e feliz!

Afinal, a vida passa tão rapidamente, não é verdade?

Tim-Tim!


Neo Cirne












Comentário: 
Falando de Amor voltará ao ar daqui a 30 dias. Obrigado por lerem nossa matéria. 
Valeu amigos!

Um Brinde À Vida Copyright © 2011 | Tema Desenhado por: compartidisimo | Distribuído por: Blogger