sexta-feira, 19 de maio de 2017

MEU AMIGO LIVRO - - (A Mensagem do Dia) - - Por Rafaela Carvalho



Meu escritor favorito costuma dizer que os livros são seus melhores porque são empáticos: fazem companhia sob qualquer circunstância. Sem questionar, eles ficam ao nosso lado em todas as ocasiões do dia a dia, sempre a postos para falar alguma coisa que nos tirará da prisão de nós mesmos, nem que seja por alguns instantes. 

 É essa justificativa que uso quando levo um livro comigo: no ônibus, na fila do banco, em uma viagem de carro, naquele almoço sozinha ou até para o bar com uns amigos, naturalmente enquanto espero alguém aparecer.

 Terminada a leitura sinto que houve uma simbiose: o livro me deu uma história enquanto viveu outra comigo. As marcas das longas viagens que fizemos juntos estão na capa surrada, já desbotando; m uma página machucada com um pequeno rasgo ou uma dobra transversal, feito sem querer na hora em que o exemplar entrou na bolsa; estão na orelha deformada, tantas vezes usada como marca-página.

 Alguns dos 'meus amigos de papel', coitados, tiveram de enfrentar dias chuvosos comigo e precisaram de horas inteiras para secar até que suas páginas desgrudassem novamente e eles pudessem continuar nossa conversa. 

 Mas a notícia boa é que, para livros, não existe mau tempo: quando suas folhas finalmente se livram da água, ganham um aspecto charmosamente deformado,enrugado de leve. E aí, é como se, dali pra frente, duas histórias diferentes estivessem impressas no papel, coexistindo. 

 Há ainda aqueles livros que são pesados e grandes demais para ir para a rua e acabam sendo lidos só dentro de casa - esses, eventualmente, ganham um ou dois respingos de café. Passado o desespero de manchar o papel, o pontinho amarronzado no pé da página se torna a lembrança mais fiel de uma tarde preguiçosa de leitura. Décadas depois, quando folhear aquelas mesmas páginas, sempre vou me lembrar daquela tarde e daquele café.

 Há quem diga que meus livros são feios ou maltratados. Mas a verdade é que eu os prefiro assim. Eles têm uma história além da que contam. Uma história que é só minha e deles. Uma troca única.

O tipo de coisa que só os melhores amigos entendem.


Rafaela Carvalho




OPINIÃO TIM-TIM

- Escolhi esse texto simples que fala do prazer da leitura, para lembrar como é gostoso manusear um bom livro. 
O que um livro pode esperar do mundo? Naturalmente, ele espera que alguém o leia do princípio ao fim, entenda a sua mensagem e o recomende aos amigos. 
O que nós esperamos de um livro? 
Esperamos que sua mensagem nos faça viajar por diversos cenários que a nossa imaginação oferece. Desejamos também que ele seja emocionante em cada página e nos faça felizes e mais completos em nossa experiência.
No mundo literário, nem tudo que se escreve é uma verdade absoluta, existem histórias diversas, livros de ficção, documentários, livros científicos, livros que revelam e instigam a nossa maneira de ser e de ver a vida.
Encontrei esse texto num folheto comercial, mas achei muito legal a maneira simples e franca, quase poética, com que a escritora Rafaela Carvalho retrata a sua experiência no mundo da leitura. Adorei a maneira lúdica com que ela tratava o livro, chegando a chamá-lo de o MEU AMIGO LIVRO... 
Muito legal!

Tim-Tim!


Comentário: Neo Cirne
Fundador de UBAV-Brasil