sábado, 15 de abril de 2017

SÁBADO DE ALELUIA - Reapresentação de Comentário -


O Sábado Santo também chamado Sábado de Aleluia, é o dia antes da Páscoa no calendário de feriados religiosos do Cristianismo. O Sábado de Aleluia é o último dia da Semana Santa.
Na tradição católica, é costume, os altares serem desnudados, pois, tal como na Sexta-Feira Santa, não se celebra a Eucaristia. As únicas celebrações são as que fazem parte da Liturgia das Horas. Além da Eucaristia, é proibido celebrar qualquer outro sacramento, exceto o da Confissão. São permitidas exéquias, mas sem celebração de missa. A distribuição da comunhão eucarística só é permitida sob a forma de viático, isto é, em caso de morte.
Muitas das igrejas de comunhão anglicana seguem estes mesmos preceitos. Já a Igreja Ortodoxa, bem como os ritos católicos orientais, seguem as suas próprias tradições e possuem terminologia própria para este dia, respectivas tradições e celebrações. Como é de esperar, apesar de a Páscoa e os dias relacionados serem importantes para todas as tradições cristãs, do Mormonismo ao Catolicismo, as celebrações variam grandemente.
Antes de 1970, os católicos romanos deviam praticar um jejum limitado:
Por exemplo, abstinência de carne de gado, mas consumo de quantidades limitadas de peixe, etc. Em alguns lugares, a manhã do Sábado de Aleluia é dedicada à "Celebração das Dores de Maria", onde se recorda a "Hora da Mãe", sem missa.
É no Sábado de Aleluia que se faz a tradicional Malhação de Judas, representando a morte de Judas Iscariotes. O Sábado Santo pode cair entre 21 de março e 24 de abril 
No Sábado Santo, é celebrada somente a Missa de Vigília Pascal depois do anoitecer, as 19h, quase sempre, dando início à Páscoa. No domingo, a Igreja faz a Missa de Páscoa.

"Procure a sua igreja, seja ela qual for. Não se afaste de sua fé, reenergize-se na sua fé".

TIM-TIM!