domingo, 26 de março de 2017

UMA CRÔNICA PARA CURTIR - - AS VERDADEIRAS MULHERES FELIZES - - De Martha Medeiros

AS VERDADEIRAS MULHERES FELIZES


Ao enumerar as diversas mazelas por que passam as criaturas do sexo feminino, ela me veio com esta: ‘Os homens são as verdadeiras mulheres felizes’.

   Atente para a sutileza da frase. O que ela quis dizer? Que os homens saem pela porta de manhã e vão trabalhar sem pensar se os filhos estão bem agasalhados ou se fizeram o dever da escola. Os homens não menstruam, não têm celulite, não passam por alterações hormonais que detonam o humor. Os homens não se preocupam tanto com o cabelo e não morrem de culpa quando não telefonam para suas mães.

  Os homens comem qualquer coisa na rua e o cardápio do jantar não é da sua conta, a não ser quando decidem cozinhar eles próprios, e isso é sempre um momento de lazer, nunca um dever. Os homens não encasquetam tanto, são mais práticos. 

Eu, que estou longe de ser uma feminista e mais longe ainda de ser ranzinza, tenho que reconhecer o brilhantismo da frase: os homens são mulheres felizes. Eles fazem tudo o que a gente gostaria de fazer: não se preocupam em demasia com nada. 





Autoria: Martha Medeiros, crônica 'As verdadeiras mulheres felizes'. 



- COMENTÁRIO TIM-TIM

É sempre um prazer postar o pensamento da brilhante escritora gaúcha Martha Medeiros. Com seu jeito simples de escrever ela consegue transmitir o pensamento com grande habilidade, moldando assim um cenário mental que alguns de nós já experimentaram. 
Quanto ao tema abordado por ela em sua brilhante crônica de hoje, pergunto, quem de nós não vivenciou um questionamento dessa intensidade em suas vidas? 
Eu, por exemplo, quando era menino, ouvi minha mãe exclamar algumas vezes que gostaria de ser como meu pai, ter a liberdade de ir trabalhar e não ter que pensar em detalhes domésticos como a criação dos filhos, limpeza da casa e a elaboração de uma refeição saborosa, entre muitas outras atribuições que lhes cabiam no dia a dia. Mesmo assim, ela entendia que indo trabalhar, alguma coisa ficaria prejudicada em sua vida. Assim, resolveu abdicar do sonho de trabalhar fora para educar seus filhos com mais afinco e colocou mais amor na sua missão doméstica. 
Ela entendia que cada um tinha sua missão na vida, a partir daí acalmou seu coração e a relação tornou-se mais feliz e prazerosa. Cada um tem a sua missão em colaborar com a manutenção da família e todos nós somos frutos de uma grande mulher, trabalhe ela fora ou não. 
A verdadeira mulher entende que, nessa competição de gêneros, ela sempre se destaca em relação ao homem mesmo que isso não seja reconhecido por alguns ou algumas desde o 'Tempo de Adão e Eva'. 

Viva as mulheres! Motivo de orgulho, amor e carinho de qualquer homem que seja capaz de ser agradecido por ter, caminhando ao seu lado uma grande mulher.

Tim-Tim!

Neo Cirne
Colunista e comentarista


NOTA: Por motivo de saúde temos diminuído a publicação de nossas matérias, em breve, se Deus permitir, tudo voltará ao normal.