segunda-feira, 20 de fevereiro de 2017

A LEI DO KARMA E A POLÍTICA - - Comentário de Neo Cirne

‘A LEI DO KARMA E A POLÍTICA’


A Lei do Karma é a relação entre a causa e o efeito, ela existe há milhares de anos, sendo aceita como uma realidade inquestionável por várias filosofias orientais. Ela diz que o que somos hoje, deve-se aos pensamentos que resultaram nos atos de ontem. Em outras palavras, nossos pensamentos atuais constroem nossas ações de hoje e amanhã. ‘Karma’ em sânscrito significa literalmente ação: são as atitudes que tomamos que possuem um efeito em nós e em todo o Universo.


No pensamento ocidental, a maioria das pessoas entende o karma como uma espécie de fatalidade, uma força do destino que surge do nosso passado. Corretamente entendido, o karma não é uma desculpa para a aceitação das coisas tais como estão, mas um incentivo para aproveitar o presente da forma mais criativa e positiva possível, em que toda experiência pode converter em crescimento e maior consciência de nossas ações.

Busquei nesse pequeno texto acima, escrito por Eugênio Mussak, ilustre palestrante, a introdução para falar um pouco sobre o momento sócio-político em que vivemos.

Ontem escutei de passagem, numa fila de banco, a seguinte afirmação: “A CORRUPÇÃO NO BRASIL É UM PROBLEMA KÁRMICO, POIS TODO POLÍTICO É LADRÃO!”... Pensei, na afirmação e vi que ela não possuía uma razão absoluta. Pode até ser que a corrupção tenha raízes históricas, mas temos condições de ultrapassar esse ciclo construindo uma nova história. Agora, afirmar que todo político é ladrão não é uma verdade absoluta. Existem políticos honestos, pessoas de bem engajadas em boas causas, mas, pelo que mostra a mídia, com a grande quantidade de processos contra políticos de todas as vertentes, envolvidos com atos corruptos, formação de quadrilha e outros delitos, fez com que a generalização delituosa pairasse sobre todos. Aqueles que dão maus exemplos contaminam o conceito de honradez dos bons políticos
É como um vendedor de frutas, que olhando para o balaio cheio de laranjas, observa que a grande maioria está podre e que, ao invés de separar as boas das ruins, grita para o seu auxiliar: - Menino, ‘todas’ essas laranjas estão podres, jogue-as fora! - Ele não deu uma oportunidade para aproveitar os frutos que estavam bons. A generalização é sempre burra, dá trabalho separar os bons dos ruins.

Precisamos acabar com a sequência de erros, conceitos e votos que sempre geram resultado negativo para toda sociedade. Lembrem-se da Lei da Ação e da Reação, se votarmos em pessoas desonestas deixaremos a sociedade desprotegida, ela ficará nas mãos de gente mal intencionada. Creiam, eles fizeram tantos estragos que levaremos 10 anos para nos recuperarmos. Entendo que a recuperação conceitual da classe política passará pela transparência e pelo resgate da credibilidade de todos os parlamentares. O momento atual mistura o joio com o trigo, políticos honestos misturam-se com os desonestos. 


Existem muitas saídas para a crise de falta de credibilidade, mas todas as soluções passarão pelo crivo da sociedade e pela eficiência da justiça. Delas sairá a solução para os problemas políticos atuais. Da atitude coerente surgirá um pacto que beneficiará o pensamento e as ações de todos. Um pacto capaz de mudar o rumo da história dentro da legalidade, com isso deixaremos de pensar na corrupção e na roubalheira como um problema kármico e sim, como um problema de educação, moral e justiça.


Somos uma nação muito jovem, que possui menos de 200 anos de independência do domínio português e que ainda sofre com os erros do passado, cujo maior deles foi, sem dúvida, o de ser um país escravagista. O mal feito do passado não pode inibir a boa vontade de um povo com um futuro próspero e nem, tampouco, cercear o desejo de mudança que nos fará sair dessa onda de descrédito que, no momento, vivemos. Vamos transformar essa onda negativa num turbilhão de esperança em dias mais felizes.

A vida passa muito rapidamente e daqui nada se leva, porém podemos semear bons exemplos, eles edificam o bem e ficam como um grande patrimônio para as gerações futuras.


Boa semana!

Tim-Tim!


Neo Cirne
Colunista e Fundador de UBAV-Brasil

Um Brinde À Vida Copyright © 2011 | Tema Desenhado por: compartidisimo | Distribuído por: Blogger