sábado, 28 de janeiro de 2017

CADA UM DE NÓS CARREGA O DOM DE SER FELIZ - - O Comentário agradecido de sábado - - Por Neo Cirne

O mundo está em transformação constante e nessa dinâmica os seres humanos correm atrás de respostas para as suas dúvidas e inconformismo. Buscam soluções para os seus erros ou questionamentos abissais, como, por exemplo, o futuro de todos nós. Essas dúvidas na realidade sempre existiram, dentre elas destaca-se a transição da vida, a maioria de nós não se conforma com o fim da vida terrena, esquece-se que todos os seres vivos tem seu ciclo, seu prazo de validade e, com isso, angustiam-se inconformados. Sentem que o tempo passa muito depressa e que é necessário fazer algo para conter o seu avanço. Alguns recorrem à solução na cirurgia plástica, outros buscam nas academias a manutenção de um corpo jovem, porém tudo é temporal. 

Alguns entregam-se à tristeza e deprimidos isolam-se do mundo meio decepcionados de não terem conseguido realizar seus sonhos, mas, meus amigos, não deve ser essa a postura, o mundo está aí bem pertinho de todos nós, basta que você olhe em volta e veja o quanto a sociedade evoluiu materialmente, ela só não evoluiu espiritualmente o suficiente para entender a transitoriedade da vida terrena, quanto a isso seremos mais conformados à medida que entendermos um pouco mais o avanço da idade e aceitarmos as mudanças de objetivos. 

É claro que a adaptação dos nossos sonhos à realidade de nossa idade é muito importante, não posso viver aos 50, 60 ou 70 anos um sonho de adolescente, perderia um pouco o foco da felicidade que busco. Novos ciclos... Novos sonhos. 

Se existe uma coisa inexorável na vida é o tempo, ele trás consigo uma coisa não gosta, que é o envelhecer. Não devemos esquecer que buscamos permanentemente criar novos valores e Podem ter certeza no que dizem os pesquisadores, os cientistas sociais, dizem: 'É a partir dos 50 anos que as pessoas começam a ser mais felizes', as pessoas já não pensam com tanta intensidade com coisas supérfluas, preocupam-se em adequar-se a novas situações sem abrirem mão da amorosidade. A velhice nunca foi um problemão, e sim, apenas mais uma fase da vida e devemos fazer dela uma fase deliciosa como todas as outras. Ninguém quer partir sem sentir o sabor de envelhecer, nosso aprendizado mostrou caminhos certos e errados que trilhamos, ficamos mais seletivos quanto a novas realidades, não há mais tempo para continuarmos nos enganando ou sofrendo por amores impossíveis, nem, tampouco com longos projetos. 

Nossa experiência mostrará caminhos mais rápidos para nos livrar de situações incômodas, ou resignados aceitá-las. Na velhice viveremos uma fase mais contemplativa, apreciaremos os valores pessoais, a retidão de caráter e nos desapegamos muito do plano material, mesmo entendendo que muitos não pensam assim, vivem como se pudessem acumular valores e levá-los para uma vida espiritual que lhes espera. Ledo engano! Todos nós avançaremos para a espiritualidade sem levar absolutamente nada. O que levamos dessa vida é o bem que realizamos e o exemplo positivo que deixamos, os que assim não procederem chegarão de mãos vazias do outro lado.

Assim penso, e desejo agradecer nesse sábado por esse entendimento. Aproveito para lembrar a todos nossos leitores e amigos que não devemos nunca abdicar do amor e dos bons exemplos, assim, sentindo-se felizes, vocês irão acumulando pontos positivos para essa transição que todos nós passaremos um dia. Como dizia a canção 'Tocando em frente', de Almir Sater: "Cada um de nós compõe a sua história e cada ser em si carrega o dom de ser capaz de ser feliz".



Obrigado Senhor, por nos permitir estar nesse plano tentando construir um mundo melhor edificado na Paz, no Amor, no Bem e na Boa vontade. Que Deus ilumine a todos nós!

Tim-Tim!

Neo Cirne
Colunista de UBAV

Um Brinde À Vida Copyright © 2011 | Tema Desenhado por: compartidisimo | Distribuído por: Blogger