quinta-feira, 23 de junho de 2016

FILOSOFANDO... Contentamento - O pensamento Brahma Kumaris

- Contentamento -


* Na filosofia do Yoga, Santosha (Contentamento) é um dos cinco niyamas, suporte ético do sadhana (prática). 




Contentamento é um rio subterrâneo cujo curso não pode ser interrompido. Na superfície, as pessoas pisam, empurram, puxam e arrastam; o solo seca, racha, mas por baixo, o rio continua fluindo. Mesmo que em alguns pontos seja um fio de água correndo na escuridão.

A água da superfície corre o risco de poluir e secar, pode ser usada, bebida, extraída. A água subterrânea é impenetrável. O mesmo se dá com o contentamento. É um movimento constante, invisível, sempre para frente. Não é indiferente aos desafios, mas se a paisagem da mente, a superfície da vida, for tumultuada, o rio reage, desvia, vaza, inunda, mas permanece invisível. E nunca seca.

É preciso ter um entendimento profundo para estar contente – é preciso conhecer, prever os movimentos da mente e sentir a atração do destino que está além de tudo. O contentamento é estudar a vida, não a mera aceitação dela. As pessoas dizem: “Não pense tanto”. Mas o contentamento exige que se pense profundamente, se observe com atenção, se reaja com calma movendo-se no tempo certo. Mais que tudo, a água precisa da força da correnteza para atravessar as curvas, as entradas e os altos e baixos do inconsciente. Se não há correnteza, pode haver inteligência, mas haverá sempre depressão e a sensação de que você pode estagnar.

A corrente é a força espiritual.


Fonte: Beleza Interior – O Livro das Virtudes

Brahma Kumaris Editora

PALAVRAS ILUMINADAS - (QUINTA-23/06) - A Mensagem Positiva de Frei Jaime Bettega


Bom Dia!

Vamos lá...
Se tiveres perguntas, as respostas serão construídas.
Cada coisa no seu tempo...
Espantando a pressa! Amando a vida!


“O que dá verdadeiro sentido ao encontro é a busca, e é preciso andar muito para alcançar o que está perto."
(José Saramago).


Estar sempre procurando é uma das características do ser humano. Mesmo que a possibilidade de encontro seja remota, o fato de estar procurando confere dinamismo aos dias. Fazer da vida um movimento existencial é realmente empolgante. A acomodação nunca rendeu bons retornos. Pelo contrário, muitas energias são desperdiçadas quando alguém decide deixar acontecer ao invés de fazer acontecer.

Buscar o que está longe parece até mais fácil do que tentar encontrar o que está perto. Quantos passos, quanto deslocamento: o que está bem perto nem sempre se deixa encontrar. Ilusão pensar que o mais significativo se encontra perdido numa distância infinita. O cotidiano é sempre será o lugar das surpresas.

Muitos vivem o hoje de forma desacreditada. Acham que a melhor parte está distante, quase perdida num amanhã que não chega. As pessoas mais interessantes não estão distantes, escondidas em aparências pouco reais. Que pena que o hoje já não desperta entusiasmo. Alguns saúdam quase por obrigação, dificilmente são afetivos, gostam de fazer coletânea de lamentações.

Ninguém segue adiante serenamente sem o aprendizado advindo do sofrimento. Talvez tenha chegado o momento de redescobrir o valor do hoje. O que está perto de cada um, diuturnamente, pode surpreender a qualquer momento. Não deixa de ser uma dica instigante: procurar atentamente o que pode estar perto, muito perto de cada um.


Bênçãos! Paz e Bem! Santa Alegria! Abraços!




Frei Jaime Bettega é o pároco da Paróquia Imaculada Conceição, em Caxias do Sul, linda cidade da serra gaúcha. Vale a pena vocês conhecerem esta joia do belo Estado do Rio Grande do Sul. Aproveitem para visitar a Paróquia Imaculada Conceição e receberem as bênçãos de Deus através de Frei Jaime Bettega.

Sua palavra vai ao ar diariamente no seu Facebook e está presente na grade de nossa programação, sempre as terças, quintas e domingos. É um prazer retransmitir as palavras de Frei Jaime Bettega. Bom Dia!

Frei Jaime Bettega OFMCap

Um Brinde À Vida Copyright © 2011 | Tema Desenhado por: compartidisimo | Distribuído por: Blogger