terça-feira, 13 de dezembro de 2016

LIRA POÉTICA - COLCHA DE RETALHOS POÉTICOS - Por Neo Cirne

Nossa lira poética de hoje apresentará algumas poesias muito lindas, que garanto que você vai gostar. Desfilarão nesta lira de hoje os poetas Soren Kierkegaard, Vida Aires, Vinicius de Moraes e Pablo Neruda... São poesias que merecem um pouco de reflexão e sintonia. Teremos frases de Gabriel Chalita e Honoré de Balzac, bem como uma poesia curtinha de Ângela Lugo.

A Lira Poética deseja para você, prezado leitor, um mundo melhor e a permanência da poesia em seu coração. Vamos olhar o mundo com os olhos cheios de amor. Boa leitura e doce emoção! 
Tim-Tim! 
Neo Cirne




Arriscar-se

Rir é arriscar-se a parecer louco.

Chorar é arriscar-se a parecer sentimental.
Estender a mão é arriscar-se a se envolver.
Expor seus sentimentos é arriscar-se a expor o seu eu verdadeiro.
Amar é arriscar-se a não ser amado.
Expor suas idéias e sonhos em público é arriscar-se a perder.
Viver é arriscar-se a morrer.
Ter esperança é arriscar-se a sofrer decepção.
Tentar é arriscar-se a falhar.

Mas é preciso correr riscos.
Porque o maior azar da vida é não arriscar nada…
Pessoas que não arriscam, que nada fazem, nada são.
Podem estar evitando o sofrimento e a tristeza.
Mas assim não podem aprender, sentir, crescer, mudar, amar, viver…
Acorrentadas às suas atitudes, são escravas, abrem mão da sua liberdade.
Só a pessoa que arrisca é livre…
Arriscar-se é perder o pé por algum tempo.
Não se arriscar é perder a vida…

Sören Kierkegaard





Desejável lua

Quando te vejo o sol brilha...
Às carregadas nuvens passam!
O ar é uma sonora trilha,
E as horas lentas nos abraçam...

Paramos de amor o tempo,
Colorindo-nos...
Há dias de cor preta alvejada!
Abraçamo-nos em arco íris lento...
De infinitas cores desejadas.

Sobre o céu lindo a nos encantar!
Deixamos vida real sem nossa vista
Prevendo estrelas nos acompanhar...

Que brilhe a lua no seu reino noite...
Já reinamos todo o dia a dois!
E incansáveis...
Admitimo-nos também Boca- da- noite!
Assim então, desejável lua... Sois.

Vida Aires




(Foto da Praça Vinícius de Morais - Itapuã/Salvador/BA)

Como dizia o poeta 

Quem já passou por essa vida e não viveu
Pode ser mais, mas sabe menos do que eu
Porque a vida só se dá pra quem se deu
Pra quem amou, pra quem chorou, pra quem sofreu
Ah, quem nunca curtiu uma paixão nunca vai ter nada, não
Não há mal pior do que a descrença
Mesmo o amor que não compensa é melhor que a solidão
Abre os teus braços, meu irmão, deixa cair
Pra que somar se a gente pode dividir
Eu francamente já não quero nem saber
De quem não vai porque tem medo de sofrer
Ai de quem não rasga o coração, esse não vai ter perdão
Quem nunca curtiu uma paixão, nunca vai ter nada, não


Vinícius de Moraes 







Se não puderes ser um pinheiro, no topo de uma colina,
Sê um arbusto no vale mas sê
O melhor arbusto à margem do regato.
Sê um ramo, se não puderes ser uma árvore.
Se não puderes ser um ramo, sê um pouco de relva
E dá alegria a algum caminho.

Se não puderes ser uma estrada,
Sê apenas uma senda,
Se não puderes ser o Sol, sê uma estrela.
Não é pelo tamanho que terás êxito ou fracasso...
Mas sê o melhor no que quer que sejas.


Pablo Neruda



FRASES E POESIAS CURTINHAS E TOCANTES










Tim-Tim!

Um Brinde À Vida Copyright © 2011 | Tema Desenhado por: compartidisimo | Distribuído por: Blogger