quarta-feira, 5 de outubro de 2016

UMA LINDA MENSAGEM - - "RENDIÇÃO" - - Por Brahma Kumaris

Meus amigos, hoje começamos a publicar uma série de belas mensagens que tivemos o prazer de ler e gostar imensamente, por isso compartilhamos carinhosamente com vocês.
A mensagem de hoje está publicada no livro "Beleza Interior - livro das Virtudes" editado pela Brahma Kumaris, um movimento espiritualista conhecido como "Universidade Espiritual Mundial Brahma Kumaris", uma instituição que já tive o prazer de frequentar muitas vezes e constatar a positividade de seus caminhos.

O Tema que selecionei foi um que devemos praticar sempre, 'A Rendição'.




RENDIÇÃO

Rendição é nunca olhar pra trás. Ainda que o que ficou pra trás seja conhecido e atraente, mesmo que o está adiante seja, na melhor das hipóteses, apenas um sonho, render-se é caminhar constantemente para a frente. É quando cada passo não é precipitado nem indeciso, mas cuidadosamente escolhido e acertado.


O primeiro passo da rendição é pôr o pé na estrada, é renunciar definitivamente o conforto da encruzilhada e escolher uma direção. Seja ela qual for, o espírito tomou uma decisão: cada passo deixa o rastro para o que vier atrás.

Depois virão as complicações e alegrias da viagem, as dificuldades, a economia, a paciência, o humor e o companheirismo. Render-se é ser sempre criativo. É contribuir a cada segundo com virtudes para a jornada - não apenas extrair o melhor das coisas, mas torná-las belas. Há inimigos, evidentemente, mas é preciso rendê-los também. Veja seus pontos fortes, suas virtudes, e eles morrem. E se não há virtude, render-se é manter-se calmo e seguir em frente.

O estágio final da rendição é o voo. Pensamentos elevados dão suporte aos relacionamentos - pensamentos tão plenos de verdade que elevarão você naturalmente. Quando os pensamentos possuem tal clareza, o meio de transporte muda. Do chacoalhar suave ao lado dos outros, adaptando-se às dificuldades, ajudando, sendo ajudado, à decolagem. Isso é render-se ao novo, uma forma de expressão totalmente diferente, a um ponto de solitude a partir do qual é possível oferecer companhia e assistência mais sutis.

A rendição mais elevada é tornar-se um 'anjo'.




Do Livro Beleza Interior - O livro das Virtudes - Brahma Kumaris