quarta-feira, 3 de agosto de 2016

OLIMPÍADAS... VOCÊ TEM MEDO DO QUÊ? - - O Comentário de Neo Cirne

OLIMPÍADAS... VOCÊ TEM MEDO DO QUÊ?


Acho que a humanidade está sofrendo de uma doença crônica: o medo. Um medo generalizado que a insegurança acentua e a mídia noticiosa adora. As notícias aterrorizantes possuem para os órgãos de informação um valor imensamente maior do que as notícias boas e com isso vamos tecendo uma teia imensa de coisas ruins, que nos mantém presos, escondidos em nossas casas. O mal cria tantas raízes quanto o bem, ele é disseminado da mesma forma. Se você pratica o bem, dá bons exemplos, fala de coisas positivas com certeza gerará uma egrégora de luz que beneficiará a todos. No caso contrário, sob a pressão de maus exemplos, coisas negativas, atitudes hostis, com certeza, verá crescer uma população amedrontada e encarcerada em sua própria casa. Isso não é o que desejamos.

O exemplo ruim está disseminado por todos os lados. No momento, em Natal/RN, um grupo imenso de malfeitores amedronta a população queimando ônibus e ateando fogo nos passageiros de forma covarde e cruel. O sistema não consegue barrar a violência e pediu ajuda ao nosso glorioso Exército Nacional, que reverterá a situação trazendo a paz necessária à população.



O MEDO NAS OLIMPÍADAS


Conversando com um amigo carioca, Pedro Paulo, querido professor e profundo conhecedor da história das Olimpíadas, sendo possuidor de vasto conhecimento em Mitologia, ouvi o seguinte relato:

- Sabe Neo, eu apesar de ter um espírito livre, isento de medo e ser adepto ao conceito de que a vida continua, eu tenho certo receio em levar minha família aos grandes eventos populares, como futebol, praia lotada, o carnaval de Salvador ou nas diversas festas onde o nível de segurança seja mínimo. Porém, confesso que não estou com o menor receio de assistir as Olimpíadas. Primeiro, porque a cidade está linda. Em segundo lugar, porque a competição está bem organizada e em terceiro lugar, porque o público é de um nível mais ameno, salutar e amistoso.
As Olimpíadas são festas maravilhosas, onde se vive a emoção da competição esportiva. Existe uma mobilização imensa do país para ofertar o seu melhor e receber bem os turistas. O Rio de Janeiro é o palco mais bonito que existe, sua beleza é natural e reúne o útil ao agradável. Aqui em casa, estamos decididos a comparecer a algumas modalidades esportivas. Iremos à natação, ao futebol feminino e ao Voleibol.
“Iremos mais cedo, pois a cidade está lotada de turistas e, em consequência, o trânsito ficará mais lento e o acesso nas arenas mais demorado, mas a alegria contagiou a todos os cariocas, até os mais céticos”.   


Depois de ouvir o seu relato, disse-lhe: - Tenho o mesmo pensamento seu. Apesar de gostar muito das festas populares eu tenho evitado aglomerações. Sei que a vida ficou mais violenta e todo cuidado é pouco, mas não tenho medo. A violência em outros países é muito maior do que aqui no Brasil.

Está tudo pronto para a grande festa e, se eu estivesse morando no Rio, certamente já estaria de posse do meu ingresso para assistir o futebol masculino torcendo muito para conquistarmos a nossa primeira medalha de ouro. Eu, assim como você, não tenho medo de ir assistir as competições, como diria a minha neta: - A “vibe é outra”. (entenda-se VIBE como vibração)



Mostrei esse papo que tive com meu amigo Pedro Paulo para enfatizar a importância de participar dos eventos populares de grande expressão, porque eles são raros. Evidente, que devemos sempre ter um pouco mais de atenção quando estivermos no meio das aglomerações. Porém, com a organização e a segurança reforçada o público poderá comparecer tranquilamente e degustar, cada item do maravilhoso cardápio esportivo que a Olimpíada oferece.

Então, nas Olimpíadas vamos ter medo de que? Medo só de chegar atrasado e perder parte da competição, não é verdade? Portanto, não vá se atrasar é uma oportunidade única! Muitas competições ao ar livre podem ser vistas de graça... Aproveite!


Falando em Olimpíadas, durante essa grande festa nós publicaremos algumas matérias que falarão um pouquinho da Origem das Olimpíadas e de Mitologia Grega.
Vocês terão a oportunidade de conhecer um pouco dos antigos deuses gregos e suas influências. Descobrirão também muitas coisas interessantes, que marcaram uma religião antiga e que permanecem vivas em sua essência até os dias de hoje.

Aproveitem a festa! Não tenham medo... Tudo correrá bem. Numa cidade maravilhosa, onde a estátua do Cristo Redentor, com seus braços abertos recebe com carinho a todos nós, o que pode dar errado? Nada.

Afinal, com as Olimpíadas bem organizadas como a do “Rio 2016”, você tem medo de quê?


Tim-Tim!


Neo Cirne
Colunista de UBAV