segunda-feira, 22 de agosto de 2016

E AGORA BRASIL? A FESTA ACABOU - - A Primeira mensagem da semana - - Neo Cirne

E AGORA BRASIL? A FESTA ACABOU.



Amigos, bom dia!

Hoje acordei fora do meu ritmo normal, não por motivo de dor ou insônia, e sim, porque fui dormir mais tarde com a alma lavada e plena de satisfação, pois tive o prazer de assistir a olimpíada mais linda das edições que acompanhei durante minha vida, e foram muitas. Observei com tristeza o apagar da chama olímpica, que passeou por todo país mostrando a importância de estarmos unidos e confiantes num futuro melhor. Valeu a pena!

Com meu corpo cansado e os olhos ardendo de tanta emoção, pois durante 17 dias observei quase todas as modalidades esportivas numa cobertura televisiva espetacular, recheadas de lindas imagens. Assim, busquei dormir.

Ao recolher- me queria conseguir conciliar meu sono com a excitação do momento, mas a tentativa foi em vão. Minha alma, incrédula pelo encerramento das competições, me perguntava: - Qual seria a programação de amanhã e, sem ter uma resposta que a satisfizesse, ela não me permitia dormir.

Queria ver novamente aqueles atletas maravilhosos rompendo seus limites e batendo recordes. Queria mais uma vez apreciar o salto com vara, a canoagem triplamente vencedora, a valentia dos atletas em geral, a garra do Vôlei e do Futebol. Sem esquecer aquele tiro medalha de prata, o sucesso nas lutas e a velejada emocionante, todos jovens campeões.
 Em meus olhos ficaram gravados o jogo de luzes da cerimônia e da disputa leal das competições com a consagração brasileira de ter conseguido realizar seu melhor desempenho olímpico. Foram 19 medalhas, todas lindas e com grandes histórias de superação. 
O Brasil mostrou que, mesmo em tempos difíceis, ele é capaz de se superar e seus filhos competindo lealmente não fugiram à luta. 


A grande festa de encerramento terminou ao som de lindos sambas de enredo e empolgantes marchinhas carnavalescas, aumentando ainda mais a intensidade da alegria e da saudade.

Após o encerramento das Olimpíadas Rio 2016, que foi um marco brasileiro na história do esporte mundial, para poder descansar procurei alguma coisa para ler e mudar o foco da festa que acabara... Tentei escrever algo... e Nada! Fui encontrar na poesia ‘José’, de Carlos Drummond de Andrade, mineiro de Itabira e carioca apaixonado, a solução para resgatar meu sono e acalmar minha alma com a finitude de tudo. 
Com as minhas desculpas ao querido poeta, procurei adaptar a poesia para responder à ‘minha alma’ que era hora de deixar meu corpo dormir e sonhar com dias melhores, esperançosos, alegres e justos, tal qual aos sonhos de uma quarta-feira de cinzas. Afinal, a festa tinha acabado. 


Envolvido nesse sentimento de vazio pelo fim da competição olímpica, escrevi:

E AGORA BRASIL?

A FESTA ACABOU,
A LUZ APAGOU,
O ATLETA PARTIU.
FICARAM EXEMPLOS,
FICARAM MEDALHAS,
FICOU A SAUDADE,
FICOU A ESPERANÇA
DE UM NOVO PAÍS.

E AGORA BRASIL?


Com esses versos adaptados à primeira estrofe do questionamento poético de Drummond acalmei a excitação da minha alma e, desejando um futuro melhor para todos os brasileiros e para o novo governo do país que está prestes a ser reconhecido internacionalmente. Assim podermos sonhar com um futuro melhor.


Não bastam medalhas no peito do povo brasileiro. O orgulho de cantar o Hino Nacional e de ver tremular nossa bandeira, que não é amarela e vermelha, como, num ato falho, disse em inglês o Presidente do Comitê Olímpico Brasileiro, Carlos Arthur Nuzman. Nossa bandeira é VERDE E AMARELA, senhor 'Nuzman' e sempre será.  


Mais calmo, às quatro horas da manhã, e com minha alma em paz, me abracei ao travesseiro e sonhei um lindo sonho de amor ao meu país. A Morfeu, deus do sono, que já começava a embalar meu sonho, adormeci declarando:

- Eu sou brasileiro, com muito orgulho e com muito amor.

Parabéns Brasil, pela linda festa. Daqui a quatro anos, se Deus nos permitir, iremos a Tóquio, pois é lá que a vai rolar a festa!


Tim-Tim!

Neo Cirne

Colunista de UBAV-Brasil

Um Brinde À Vida Copyright © 2011 | Tema Desenhado por: compartidisimo | Distribuído por: Blogger