quinta-feira, 14 de julho de 2016

VIDA, UMA EXPERIÊNCIA INCRÍVEL! - - A minha rotina - - Texto de Neo Cirne -

VIDA, UMA EXPERIÊNCIA INCRÍVEL!




- Texto de Neo Cirne -



Tenho um ritual matinal que sigo à risca e que me faz muito bem. Primeiramente, ao me sentar na cama, assim que acordo, faço o sinal da cruz, em forma de agradecimento a Deus, por mais um dia de vida. Em seguida, faço minha higiene pessoal, vou à cozinha ponho a água pra ferver para fazer um café que acho delicioso, acho o café da manhã a principal refeição. Enquanto a água ferve, ligo o computador e ponho uma música pra tocar, ela ajuda a fluidificar o dia, deixo-a tocando bem baixinho. As primeiras músicas são orquestradas, mas bem lentinhas, tipo Clair de Lune, de Claude Debussy. São inspiradoras! 

Enquanto a água continua fervendo, dirijo-me a um pequeno e singelo altar que possuo e faço minhas orações, normalmente peço Saúde, Paz e Luz para todos os meus familiares, para os meus amigos de UBAV, para os amigos mais necessitados de atenção por estarem doentes, peço paz, ordem e progresso para o Brasil e, finalmente, oro pelos meus antepassados. Evidente que oro pelo meu amor, afinal, sem eles a vida não teria muito significado. Uma vida sem amor é uma vida insossa, sem sabor. 


Agradeço a Deus a proteção e a determinação que me Ele dá para continuar acreditando que poderemos transformar as projeções catastróficas de um futuro cinzento para o país pintando-o com novas cores, alegres e amorosas. Depois disso escrevo e tento incentivar diariamente, no site (ou pessoalmente), os amigos que andam meio tristes, incorporando nas minhas conversas uma pitada de vivência, esperança e luz. Procuro ser um bom ouvinte, apesar de ser muito falador... Rs. 

Xi! A água já ferveu! (já imaginou se fosse o leite?). Passo o café e ponho o pão pra esquentar um pouco. Antes do café, ainda em jejum, vem uma sequência de alguns remédios para diminuir a glicemia, melhorar a produção hormonal da tireoide e ‘otras cositas’. E, vamos em frente!


Bem, agora estou pronto para encarar o dia. Ao som de uma música gostosa e de um café delicioso, saboreio minhas saudades e, em pensamentos, beijo os meus familiares e o meu grande amor que mora longe dos meus olhos, mas dentro do meu coração. Vez por outra paro e toco duas canções ao violão. Faço isso diariamente, 'all days'.


A vida tem umas coisas engraçadas que nem Freud, grande médico psicanalista considerado ‘pai da psicanálise’, explicaria. Eu me pergunto diariamente, por que optei por viver sozinho? Sempre encontro muitas respostas, mas nenhum caminho que me encoraje a um novo relacionamento. Nessa vida, por ser meio 'gira-mundo' - já fui chamado de homem do mundo - pelo tanto que conheço de lugares e pessoas. Acho que a vida é sábia e cria oportunidades para todos nós, aproveitar as oportunidades, ou não, é uma questão pessoal... Uma questão de escolha. Você pode vivê-la intensamente ou não, eu optei por vivê-la de forma abrangente, sorvendo-a como um delicioso sorvete de casquinha.

Porém, uma coisa é certa, só consegui ser assim, pois nunca permiti que parentes e amigos dessem ‘pitacos’ na minha maneira de conduzir a minha vida, por isso consegui êxito nas coisas que fiz e construí. 

Vejo por aí, tanta gente triste que abdicou de seus sonhos e do seu amor para viver uma vida infeliz, por causa de falta de controle na condução de sua vida, muita interferência externa do que ele deveria fazer profissionalmente e com sua vida sentimental. Aceitou opiniões e ficou paralisado, com seus sonhos estagnados em lembranças do passado que deram mostras de que poderia ser feliz, caso se permitisse ser feliz. É triste isso!

Para mim, se alguma coisa não deu certo, tive a humildade de reconhecer meu erro e dar um passo atrás e, tomando um fôlego, pude encarar a situação por uma outra ótica e seguir em o meu caminho, quase sempre, isso deu certo. O êxito que obtive não foi somente o do plano material, que é o que menos importa, e sim, o do crescimento espiritual. Sinto-me protegido e perfeitamente integrado com a vida e com a espiritualidade necessária para aceitar os desígnios de Deus, e se Ele permitir ainda pretendo ser e fazer muita gente feliz.


O crescimento espiritual deve ser o objetivo de todos nós, aproveitar a vida de maneira sadia e querendo o bem de todos deve ser nossa missão. Educar os nossos filhos com amor e com bons exemplos completará nossa jornada.






 Bem alimentado e nutrido de bons pensamentos procurei o computador em busca da iluminação das Palavras do Frei Jaime Bettega, sábias mensagens que sempre engradecem o meu dia e de outros comentários de amigos preciosos, que vez por outra homenageio divulgando seus vídeos e postagens. Amigos maravilhosos que usam a rede social para postarem boas mensagens.


Agora, são 10 horas, já escrevi o que tinha que escrever, atualizei o site e vou encerrar o ‘expediente internético’. Vou sair pra dar uma boa caminhada pela orla, olhando o mar de Floripa, que fica a poucos metros daqui de casa. 

Lá continuarei me inspirando com a obra de Deus, tendo a certeza de que Ele quando fez o Universo, criou um astro... Um planetinha lindo, chamado Terra. Um lugar onde temos o prazer de habitar e dividir esse prazer com sete bilhões de pessoas, uma grande família. E a cidade de Florianópolis é uma joia no tesouro chamado Brasil.


Tenho certeza de que Ele caprichou no planeta e na família, e que, por sermos uma grande família temos nossas diferenças, mais no fundo, todos nós nos amamos.



Realmente, a vida é maravilhosa! Uma experiência incrível! Uma escola que nos reserva grandes lições e aprendizagem. Aprendemos a viver com os idosos, com as crianças, com todos, pois todos têm uma boa história pra contar. Se não tiver uma boa história, construa e conte para os seus descendentes uma história de esperança e amor. Esse gesto será de grande ajuda para tornar esse convívio familiar ainda melhor. 

A vida é pulsante, surpreendente e muito desejada por todos nós. O negócio é viver e não ter a vergonha de ser feliz!


Quando estava saindo da net, estava tocando uma canção, que antes de desligar o computador procurei ouvir mais uma vez, pois ela é uma obra prima que o Gonzaguinha compôs: O que é? O que é?

Vamos ouví-la?





Bom dia!

Tim-Tim!








Neo Cirne
Colunista de UBAV-Brasil