segunda-feira, 22 de fevereiro de 2016

Esqueceu? Azeite - - - Dicas importantes para ter uma boa memória - - (NUTRIÇÃO)

Esqueceu? Azeite.

Se você anda com problemas de memória,
lembre-se de que o azeite pode ser muito útil.

Seja qual for o seu estilo de vida, uma coisa é certa: na correria do mundo atual, sobram coisas com que se preocupar, tudo ao mesmo tempo. E, não por acaso, a memória sofre com o acúmulo de informações, seja você o estudante que precisa guardar uma quantidade esmagadora de fórmulas e equações para o vestibular ou alguém que precisa conciliar os compromissos familiares, profissionais e pessoais.

Como se lembrar de tudo?
É natural que o cérebro sofra com todo esse desgaste e, de repente, aquele horário no médico, o número do telefone do trabalho ou o aniversário de alguém querido acabe passando batido, e isso pode acarretar muitos problemas. Se essa overdose é inevitável para o ritmo frenético da vida moderna, um alimento dos mais antigos pode ajudar a contornar esse dilema. O óleo de azeite é composto em 99% por triglicérides, formados por uma molécula de glicerol e três ácidos graxos - categoria em que se enquadra a família dos ômega 3, 6 e 9.

Os nutrientes presentes nos ácidos graxos são importantes na produção das membranas que envolvem as células do organismo humano. No caso do sistema nervoso, impulsos elétricos entram e saem do cérebro a todo instante, daí a importância de, nas células nervosas, tais membranas apresentarem permeabilidade e fluidez na medida certa para que a eletricidade percorra os neurônios da melhor maneira. Assim, a memória também sai ganhando.

“O azeite, por ser uma gordura de boa qualidade, irá auxiliar na formação de células nervosas saudáveis, além de desempenhar importante atividade antioxidante, o que irá prevenir a degeneração dessas células no cérebro, contribuindo então para a manutenção do sistema nervoso saudável”, atesta a nutricionista Suzana Machado.

Sempre alerta
Problemas de memória sempre foram associados com a idade. Por isso mesmo, a maioria das pessoas relacionadas ao assunto tem o foco em pessoas idosas. Porém, um estudo realizado na Universidade de Pittsburg, nos Estados Unidos, mostra que o ômega 3 do azeite também pode ajudar a quem é mais jovem a não ter momentos de esquecimento. Para o experimento, foram selecionadas 15 pessoas com idade entre 18 e 25 anos. Durante seis meses, todas elas consumiram diariamente um suplemento contendo dois gramas de ômega 3 - que pode ser encontrado em peixes, na linhaça, na castanha e no azeite. Quando submetidas a teste envolvendo a chamada memória de trabalho, seu desempenho foi nitidamente melhor do que o apresentado nos seis meses anteriores. A memória de trabalho, ou memória curta, está relacionada ao armazenamento temporário de informações. É graças a ela, por exemplo, que uma pessoa lembra que o fogo está ligado para cozinhar enquanto presta atenção ao noticiário da televisão.

Portanto, se quer ter uma melhor qualidade de memória, evitando desagradáveis incidentes ou não esquecer os filhos na escola, enquanto faz as compras, fica a dica!


Texto de Marcelo Ricciardi / Consultoria: Suzana Machado
Fotos: meramente ilustrativas  da web



OPINIÃO TIM-TIM
Durante anos, trabalhando na área de saúde, observei a indicação do uso do azeite de oliva, para melhorar a saúde, sempre com excelente resultado. A memória não é somente o único segmento corporal que lucra com o hábito de adicionar à dieta diária uma colher do valioso alimento. O azeite é bom para o funcionamento de todo sistema nervoso, ajuda a manter uma boa glicemia, a equilibrar a pressão sanguínea, além de ser uma fonte preciosa de energia.

Li essa matéria num e-mail e achei bem interessante socializar a informação com vocês.  Aproveito para desejar a todos uma excelente semana, sempre com Deus no coração, otimismo, saúde e alegria.

Tim-Tim!


Neo Cirne

Um Brinde À Vida Copyright © 2011 | Tema Desenhado por: compartidisimo | Distribuído por: Blogger