segunda-feira, 29 de fevereiro de 2016

CINEMA TIM-TIM: A Noite do Oscar - - - O comentário de Neo Cirne

“Cinema Tim-Tim”



A Noite do Oscar


Atualmente não é comum eu dormir muito tarde. A regularidade dos meus horários é grande, concentrando-me aos afazeres da casa, em boas leituras, em sonhar novas perspectivas de vida e analisar a possibilidade de ser mais participativo na construção de um mundo melhor. Dentre as coisas que gosto muito, o hábito de ver um bom filme me faz muito bem. Por isso, peço licença para falar um pouco da emoção de acompanhar a noite de entrega do Oscar.

Recordo que quando eu era pequeno possuía um caderninho de anotações onde escrevia os melhores filmes e as melhores músicas, dando opiniões, tecendo elogios ou críticas. Quando entrei para o ginásio - etapa escolar que corresponde ao ‘Ensino Fundamental 2’ (da 5ª até a 8ªou 9ª série) - o meu foco juvenil era baseado nas canções e nos filmes. Para manter meu velho caderno de anotações em dia eu sempre ia vendo novos filmes e procurando escrever novas músicas, escrevendo-as cifradas para poder tocar, mais tarde, no conjunto musical que eu integrava. Dos 12 até os 18 anos eu tocava guitarra e cantava numa banda carioca. Foi uma fase de vida onde descobri, aos poucos, as canções mais doces e os filmes mais empolgantes já vistos por mim. Viver aquela época, sem o estresse da vida atual, tão moderna, violenta e sem sentido, era uma delícia!



Ao chegar o final de Fevereiro eu aguardava com ansiedade o dia da cerimônia de entrega das estatuetas douradas que são entregues desde 1929 pela Academia de Academia de Artes e Ciências Cinematográficas, localizada em Los Angeles, Califórnia, E.U.A. Elas qualificam os melhores filmes em cada segmento cinematográfico. E, naturalmente, anotava tudo no velho caderno. 

Recordo que minha primeira anotação foi em 1961 e o filme ganhador foi ‘Se meu apartamento falasse’. Os melhores atores foram Burt Lancaster e Elizabeth Taylor, dois artistas inesquecíveis. O velho hábito de anotar os filmes que eu assistia perdeu-se no tempo, mas não perdi o prazer de analisar e me emocionar com um grande filme, com uma boa direção ou com uma interpretação magistral. O mundo do cinema é fantástico! Ele nos faz sonhar.

Este ano tivemos a 88ª Cerimônia de Entrega da Academia e os grandes vencedores foram:

- MELHOR FILME: “Spotlight: Segredos revelados”

- MELHOR ATOR: “Leonardo Dicaprio” em ‘O regresso’.

- MELHOR ATRIZ: “Brie Larson” em ‘O quarto de Jack’.

- MELHOR DIRETOR: “Alejandro González Iñárritu” em ‘O regresso’.

- MELHOR FILME DE ANIMAÇÃO: “Divertida Mente”, categoria em que concorreu o filme brasileiro “O Menino e o Mundo”, de Alê Abreu.

... Evidentemente, que tivemos outras categorias e quase todas merecidamente premiadas.


É isso aí, meus amigos, a vida é feita de hábitos que podem ser chatos para uns e bons para outros. O cinema e a música tornaram-se meus grandes hobbies, que me acompanham até hoje. Por isso, pedi licença, para falar um pouco desta emoção, que me deixou acordado até altas horas da noite, mas que, para mim, um apreciador da sétima arte, valeu a pena.


Tim-Tim!

Neo Cirne

Colunista de UBAV-Brasil

Um Brinde À Vida Copyright © 2011 | Tema Desenhado por: compartidisimo | Distribuído por: Blogger