terça-feira, 3 de fevereiro de 2015

SAÚDE TIM-TIM - DIABETES, A EPIDEMIA SILENCIOSA - - Por Neo Cirne

 Saúde Tim-Tim!



“DIABETES”
- A Epidemia Silenciosa -

A Revista Científica The Lancet, elaborada por médicos endocrinologistas, diz que a incidência do diabetes dobrou nos últimos 20 anos. Segundo ela, são 347 milhões de pessoas com a doença no mundo. Um número tão alto que superou em muito as projeções anteriores, segundo as quais o planeta teria 285 milhões em 2010.

O diabetes mais comum, do tipo 2, é fortemente associado a outra epidemia do século 21, a obesidade combinada à vida sedentária. Uma associação perfeita para estabelecer um mal maior.

A doença pode provocar complicações como distúrbios cardíacos, derrame, danos aos rins, ao fígado e aos olhos, estabelecendo até um quadro de cegueira.

Segundo a The Lancet 138 milhões de diabéticos vivem na China e na Índia, outros 36 milhões nos Estados Unidos e na Rússia. O Brasil ocupa a 119º lugar neste ranking sombrio com seus mais de 20 milhões de diabéticos.

Em todo o mundo a prevalência em homens com mais de 25 anos cresceu de 8,3% para 9,8%, entre 1980 e 2008. Já para as mulheres com mais de 25 anos o salto foi ainda maior, saltou de 7,25% para 9,2% no mesmo período. 

“É uma epidemia seríssima, e esta será a característica da saúde mundial nas próximas décadas” disse o Dr. Majid Ezzati, epidemiologista do Imperial College London. Disse ainda, “Diferentemente dos casos de hipertensão e colesterol alto, não existe um bom tratamento para o diabetes”. 

A terapia atual consiste no uso de insulina ou de medicamentos para o controle da glicose, alimentação pobre em carboidratos e gorduras, associado às atividades físicas – por toda a vida do diabético. O prognóstico da doença é sombrio para quem não segue essa regra e eu, Neo Cirne, reconheço que não sigo, por mais que me esforce, o que me deixa muito apreensivo. As repercussões orgânicas começam a aparecer em meu corpo, sinto-me cansado e com forte ardência nas pernas e em meus olhos. Estou me cuidando, mas faço questão de dizer a vocês amigos que cuidem da saúde de vocês. Façam um exame de glicemia, pelo menos uma vez por ano e observem o índice informado no resultado. Se passar de 110 mg



“ATENÇÃO COM O DIAGNÓSTICO”

O diabetes é um distúrbio traiçoeiro, silencioso. A doença fica na espreita, durante anos e anos até que surgem as primeiras alterações nos índices de glicose no sangue. Esta fase antes do diagnóstico final é chamada de pré-diabetes e afeta àquelas pessoas que têm risco de desenvolver o distúrbio metabólico. Faz parte deste grupo:

• O OBESO
• O SEDENTÁRIO
• QUEM TEM MAIS DE 45 ANOS
• QUEM TEM COLESTEROL ALTO E HIPERTENSÃO
• HISTÓRICO DE FAMILIARES COM DIABETES

Nos obesos o pâncreas trabalha muito mais que em pessoas de físico normal, produzindo, em consequência maior quantidade de insulina, um hormônio natural fabricado por este órgão tão importante, o pâncreas. “Ele fica sobrecarregado e não consegue produzir a cota de hormônio necessário a inibir o efeito devastador do excesso de glicose circulante e armazenado no nosso organismo.” Esclarece o endocrinologista Rui Lira, vice-presidente da Sociedade Brasileira de Endocrinologia.


ELES CONVIVEM COM A DOENÇA

Algumas pessoas notáveis que conhecemos do meio esportivo e artístico convivem ou conviveram com o Diabetes, segundo o Jornal Correio Brasiliense, em sua edição de 10 de julho de2011, são eles:

• Claudia Gimenez, atriz
• Sérgio Reis, cantor.
• Milton Nascimento, cantor e compositor.
• Gary Hall Jr, nadador e campeão olímpico.
• Dado Villa-Lobos, ex-integrante do legião Urbana.
• Larry King, apresentador de TV.
• Angelina Jolie, teve diabetes durante a gravidez dos gêmeos.
• Woody Allen.
• Esta lista poderia ser aumentada de muitos mais... Inclusive eu ou você.


SABENDO MAIS

ü Há dois tipos de diabetes, além do gestacional: O 1, de nascença e o Tipo 2, adquirido. O Tipo 1 é conhecido como diabete melitos, caracteriza-se pela dependência de insulina. O tipo 2 surge como consequência de uma produção insuficiente de insulina.
ü O Diabetes tipo 1 é diagnosticado normalmente na infância enquanto o Tipo 2 se desenvolve ao longo da vida madura.
ü A gestacional desaparece depois do parto. Estas pacientes, porém podem desenvolver a do Tipo 2 no futuro.
ü Quando a doença está sem controle o paciente poderá apresentar muita sede, aumento da vontade de urinar, muita fome, má cicatrização de ferimentos, cansaço e má circulação das pernas.
ü Os pacientes deverão adotar uma prática regular de exercícios físicos e adotar uma dieta isenta de açúcar, pobre em gorduras e carboidratos (arroz, batata, macarrão, pizza, mandioca, doces e sorvetes)


Em nome de uma saúde melhor e de uma Vida Longa e Saudável recomendo a todos vocês, amigos e leitores de UBAV-BRASIL, não finjam que não têm nada. Certifiquem-se de que está tudo bem fazendo seus Check-Ups anuais. Procure seu médico clínico, faça seus exames periódicos. Se necessário vá a um endocrinologista, mas não brinque com sua saúde. Como dizia o ginasta e ator Paulo Cintura na inesquecível ‘Escolinha do Professor Raimundo’ :

 “SAÚDE É O QUE INTERESSA... O RESTO NÃO TEM PRESSA!”.

Um abraço a todos e Tim-Tim!
Neo Cirne

Fontes:
- Considerações pessoais do colunista de UBAV / Neo Cirne
- Jornal O Correio Brasiliense
- Livro A Cura do Diabetes

Foto: site/alimentosetratamentos.com.br

PALAVRAS ILUMINADAS - (TERÇA-03/02/2015) - A Mensagem positiva de Frei Jaime Bettega OFMcap


Bom Dia!
Espreguiçando os membros, exercitando os músculos: em frente... 
Há muito por ser feito!


“Lágrimas: revelam o que o coração cansou de guardar.”

 Não se sabe bem de onde vem esse aprendizado, mas as pessoas gostam de guardar coisas. Não basta ter uma reserva mínima, equilibrada. É preciso guardar tudo. Isso supõe espaço e adequações. Quanto mais se guarda, menos se precisa. Se com as coisas acontece isso, com o coração não é diferente.

 Em alguns momentos, o coração vira depósito. Guarda-se de tudo e não se sabe o que de fato precisa ser reciclado e nem o que deve se privilegiado. De tanto acumular, o coração pode ficar cansado.

 Algumas pessoas não se permitem guardar algumas alegrias. Simplesmente, elas vão amontoado tristezas. Quando não são suas as tristezas, acumulam as dos outros. No círculo de relacionamentos, é fácil perceber os que são colecionadores de dissabores. De tantos relatos catastróficos, quando estão otimistas, dá a impressão que algo errado aconteceu. Algumas tristezas sempre vão acompanhar os dias.

Quando as lágrimas caem é possível deduzir que o coração cansou de acumular algumas dores. Talvez fosse interessante dar uma vasculhada nas prateleiras do coração. Desfazer-se de alguns fatos e sentimentos doloridos é uma alternativa de alívio. Se as lágrimas forem insistentes, é bom deixa-las rolar. Claro, nada de exageros. Afinal, a vida vai acontecendo entre alegrias e dores. Bom é saber que tudo passa. Que o coração não acumule apenas o que não deu certo. Reserve um espaço para a alegria. Motivos não faltam.


Bênçãos! Paz e Bem! Santa Alegria! Abraços!



Frei Jaime Bettega é o pároco da Paróquia Imaculada Conceição, em Caxias do Sul, linda cidade da serra gaúcha. Vale a pena vocês conhecerem esta joia do belo Estado do Rio Grande do Sul. Aproveitem para visitar a Paróquia Imaculada Conceição e receberem as bênçãos de Deus, através de Frei Jaime Bettega.

Sua palavra vai ao ar diariamente no seu Facebook e está presente na grade de nossa programação, sempre as terças, quintas, sábados e domingos. É um prazer retransmitir as palavras de Frei Jaime Bettega. Bom Dia!

Frei Jaime Bettega OFMCap

Um Brinde À Vida Copyright © 2011 | Tema Desenhado por: compartidisimo | Distribuído por: Blogger