quarta-feira, 11 de novembro de 2015

DEPRESSÃO TEM CURA - A Matéria do dia - De Felipe Betim

DEPRESSÃO TEM CURA


Muitas pessoas vivem verdadeiras situações de tristeza profunda e até crises de depressão, o que é um momento sério e não deve ser desconsiderado, pois quem sente na pele sabe que é uma doença capaz de nos colocar em situações emocionais extremamente conflitivas e terríveis.

Ao sentirmo-nos assim, parece que perdemos o chão. Parece que a comida perde o gosto, e as situações que antes nos davam prazer, hoje não servem mais pra nada, como se nem fizessem diferença em nossa vida, o que é bem triste, pois muitas delas incluem sair para lugares que gostamos, ou estar com pessoas amadas.

O grande problema em sentir tudo isso, é que parece que quanto mais nos entregamos à doença, mais as pessoas vão se afastando de nós, menos as coisas fazem sentido e menos nos amamos. Afinal, que razão teríamos para nos amar quando ninguém mais nos dá valor? E é aí que o problema começa a se agravar: quando passar a sentir necessidade que as outras pessoas nos aprovem, nos ponham pra cima.

Não quero que me entenda mal. A presença das outras pessoas no processo de cura desse tipo de doença emocional é muito importante, mas deixar de lutar e não tentar ver que dentro de nós sempre haverá uma chama capaz de iluminar toda e qualquer escuridão que adentrarmos é um erro, muito infelizmente cometido pela maioria das pessoas que passam por isso.

Entenda que ninguém além de você pode dar a força necessária que busca neste momento, e o quanto mais cedo você compreender isso, mais cedo será capaz de resolver seus problemas internos, pois, aos poucos, encontrará forças para sair dessa situação, e buscar sua cura física, mental e espiritual.

A vida não acabou, e a prova disso é que muitas pessoas ao seu redor estão vivendo felizes e realizadas. Porque então você apenas estaria nessas condições se a vida tivesse acabado? Claro, é natural que pensemos que tudo está contra nós quando não estamos bem, mas essa é a maior armadilha desta doença e do nosso ego: enxergar que somos coitadinhos e vítimas dos outros, quando na verdade nos tornamos vítimas apenas de nós mesmos.

Encontre através da meditação, do apoio familiar, de caminhos filosóficos (e) ou religiosos a força que reside dentro de você mesmo, pois se você não sair do lugar, todo o mal que está sentindo nesse momento só irá se agravar mais e mais, até o momento que seu corpo e mente não aguentarão mais tantas rajadas de negatividades de você e sucumbirá.
Reencontre sua força, pois ela está aí dentro de você. Reequilibre-se aos poucos sem jamais parar de buscar a luz no fim do túnel, já que no momento em que você se entregar, toda a sua busca terá sido em vão. Portanto, não desista jamais. Garanto a você que o final dessa história pode ser sempre feliz.

Paz

Felipe Betim


Fonte: Do site pensopositivo.com.br
Foto ilustrativa da web.