sábado, 12 de setembro de 2015

DESCOBRINDO O BRASIL (3) - MACEIÓ E SEUS ENCANTOS - Por Neo Cirne

Nosso "Descobrindo o Brasil" de hoje sorteou dentre mais de 100 cidades selecionadas, uma cidade considero das mais simpáticas do país. Localizada na região Nordeste está Maceió, capital do lindo Estado de Alagoas. Hoje falaremos da cidade e das praias deliciosas que emolduram o belo litoral alagoano, mas sempre de uma maneira resumida. Só para atiçar o seu desejo de conhecer um lugar legal.



Recordo que em 1993, quando conheci o Estado de Alagoas, as condições de acesso rodoviário eram péssimas. Fui de carro do Rio de Janeiro até Natal - cidade que comentamos em "Descobrindo o Brasil" (2) - A nossa viagem transcorreu maravilhosamente até chegar na divisa de Sergipe com Alagoas, chegamos a atravessar a ponte que transpõe o Rio São Francisco pela BR-101, queríamos chegar ao litoral, para isto pegamos uma estrada vicinal super-esburacada. Que estrada ruim era aquela! Até que parei num posto e o frentista nos deu a dica de regressar, voltar ao Estado de Sergipe, descer a rodovia que margeia o 'Velho Chico' e atravessar o rio de balsa. Retornamos e fizemos a travessia do grande rio de balsa e alcançamos a cidade de Penedo/AL. 

Naquela época existiam apenas duas balsas fazendo a travessia do Rio São Francisco, era uma travessia demorada pela quantidade de veículos para tão poucas balsas... Uma aventura. Mas, valeu a pena esperar! 

Hoje em dia, 22 anos depois, a travessia é rápida e segura, contando com um número bem maior de balsas a fila de espera diminuiu bastante, sendo uma opção econômica para quem deseja ir para o litoral alagoano e quer evitar a BR-101 e as estradas vicinais. Vejam este vídeo do blog Viagens e Caminhos sobre a travessia:




Mesmo naquela época, a travessia foi legal, conhecemos a cidade de Penedo que possui suas peculiaridades e resquícios do Brasil-Colonial. Uma cidade com dois grandes atrativos turísticos: o cultural e o ecológico. 

Após um delicioso almoço em Penedo, seguimos rumo ao litoral por uma estrada que na época (1993) ainda não estava inaugurada, mas que se diferençava das muitas estradas alagoanas onde milhares de pessoas ficavam à beira da estrada munidos de pás, jogando terra nos buracos em troca de alguns trocados. Os viajantes chamavam este costume de 'A Indústria do Buraco', de dia os pedintes tapavam os buracos e à noite, cavavam-os, garantindo o dia seguinte de "trabalho". O Estado de Alagoas, na ocasião, era um dos mais pobres do país, mas suas belezas eram verdadeiros tesouros e convidavam ao turismo. Na nova estrada que pegamos a coisa era diferente, a obra era boa e só faltava inaugurar oficialmente. A paisagem era belíssima!

Por ela atingimos praias maravilhosas do Estado, onde destacam-se a Barra de São Miguel e a Praia do Francês, locais paradisíacos que merecem ser visitados por quem escolher Alagoas como opção de viagem. Através da estrada litorânea chegamos à linda Cidade de Maceió.


 Vejam fotos de Penedo, Barra de São Miguel e da Praia do Francês:

(PENEDO-AL)


(BARRA DE SÃO MIGUEL)

(PRAIA DO FRANCÊS)
 - Localizada no Município de Marechal Floriano -



"Maceió"

A capital de Alagoas.

Uma cidade especialmente bela. O verde dos coqueiros dominam toda a orla e pode ser apreciado de longe ou nas caminhadas pelas avenidas litorâneas, sempre ao sabor da brisa gostosa. Nos passeios de barco ou nas jangadas de velas coloridas podemos acessar as muitas piscinas naturais que a Praia da Pajuçara, bem no Centro da cidade, nos proporciona. A cidade dispõe de uma infra-estrutura hoteleira de qualidade e possui um excelente cardápio de boas opções de lazer: Teatros, Museus, Igrejas, bairros históricos, artesanatos e gastromania diversificada completam esse maravilhoso conjunto de opções.

(PISCINAS NATURAIS)
(PONTAL DO CURURIPE)


Maceió é uma cidade que tem 40 km de litoral e 22 km de lagoa e canais. Desperta paixão pelas belezas naturais, históricas e culturais que possui. Passou a ser a capital de Alagoas em 1839, possui aproximadamente 1 milhão de pessoas e tem uma temperatura média de 26 graus centígrados. O potencial folclórico é muito grande. Sem dúvida, Maceió é uma belíssima opção de lazer e prazer para suas próximas férias.



DICAS:

  • Navegar nas Jangadas com velas coloridas até as piscinas naturais, formadas pelos recifes de corais da Praia de Pajuçara;
  • Passear de barco na Lagoa Mundaú e Manguaba, entre ilhas e canais ir ao encontro de suas águas com o mar;
  • Conhecer o Pontal da Barra, bucólico bairro à margem da Lagoa Mundaú, onde as rendeiras tecem o filé, renda de origem portuguesa tipicamente alagoana;
  • Admirar a cidade do Mirante São Gonçalo que oferece uma visão panorâmica da enseada de Jaraguá até o Pontal;
  • Degustar as deliciosas tapiocas, comercializadas nas barracas que ficam nas praias de Pajuçara, Ponta Verde e Jatiúca;
  • Sentir o prazer da gula em um restaurante que serve a culinária regional, nacional ou Internacional;
  • Conhecer o Mercado do Artesanato, considerado uma vitrine da arte popular. Os produtos comercializados representam a cultura dos alagoanos;
  • Passear pela orla, tomar água de coco e apreciar a criatividade dos trabalhos confeccionados em coco, madeira, palha, bordados, cerâmica, renda, que são expostos na Feirinha da Pajuçara;
  • Reconhecer o talento dos artesãos numa visita ao Pavilhão do Artesanato. Várias lojas exibem peças que são verdadeiras obras de arte.

Enriquecer os conhecimentos numa visita aos atrativos históricos do Bairro de Jaraguá:
  • Igreja Nossa Senhora Mãe do Povo, foi a primeira a ser construída em Jaraguá em 1888;
  • Museu da Imagem e do Som, edificação construída em 1869, guarda um expressivo acervo sobre a história de Maceió;
  • Associação Comercial é um suntuoso prédio de estilo neoclássico inaugurado em 1928;
  • Memorial à República, construído em 2005, é uma homenagem aos dois primeiros presidentes do Brasil, os marechais alagoanos Deodoro da Fonseca e Floriano Peixoto;

Conhecer o Centro da cidade:
  • Museu Theo Brandão de Antropologia e Folclore, cuja construção do início do século 20 reúne as mais expressivas coleções sobre a cultura e a arte popular alagoana;
  • Catedral Metropolitana de Maceió, estilo neoclássico, foi inaugurada em 1859, com a presença do Imperador Dom Pedro II;
  • Biblioteca Pública Estadual palacete erguido em 1840, abriga um importante acervo arquitetônico histórico de Alagoas
  • Igreja de Nossa Senhora do Rosário dos Homens Pretos, construída em 1853, apresenta um estilo eclético com detalhes barroco e neoclássico;
  • Instituto Histórico e Geográfico de Alagoas, inaugurado em 1869, possui biblioteca e pinacoteca - uma contribuição inestimável à história e à cultura de Alagoas;
  • Igreja Bom Jesus dos Martírios tem um estilo eclético e possui ligeiros traços orientais. Foi Inaugurada em 1881;
  • Museu Histórico Palácio Marechal Floriano Peixoto, inaugurado em 1902, prédio de estilo neoclássico, foi sede do Governo do Estado até 2005, conhecido como Palácio dos Martírios;
  •  Museu de Arte Sacra Pierre Chalita, construído no início do século 20, guarda um dos maiores acervos de imagens e pinturas de arte-sacra do Brasil dos séculos 17 a 20;
  •  Teatro Marechal Deodoro da Fonseca, cuja fachada apresenta frontões triangulares decorados ao gosto da época de sua construção em 1905. Possui estátuas de musas que representam uma alegoria às artes.





Consideração Final
Maceió é uma das melhores opções que o Brasil oferece. Além de proporcionar ao turista a diversidade da cultura alagoana, ele ainda poderá desfrutar das belezas naturais que ficam a poucos quilômetros de distância... Tudo bem pertinho!



Boa viagem!


Tim-Tim!


FONTE DE CONSULTA: http://www.sedetur.al.gov.br/conhecendo-alagoas/