domingo, 23 de agosto de 2015

"UM GRITO DE ALERTA... O MUNDO PEDE SOCORRO!" - Texto de Neo Cirne

UM GRITO DE ALERTA...

O MUNDO PEDE SOCORRO!



- Se tivéssemos a capacidade de ouvir a voz que emana do Planeta Terra, talvez nos surpreendêssemos com um grande pedido de socorro feito por ele. Como ele não fala e a sua comunicação é feita através dos sinais que emite, o ser humano costuma não dar importância aos apelos do planeta.

O homem necessita resgatar a sabedoria dos índios que respeitam a terra e sabem que preservar a natureza é fundamental para a sobrevivência de toda sua tribo.


Na aldeia o pajé é uma figura de grande importância, principalmente nas tribos indígenas brasileiras. Ele é o detentor de muitos conhecimentos, é o responsável por passar adiante a cultura, a história e as tradições da tribo. Numa linguagem atual eu diria que ele é ‘o índio mais experiente do pedaço’. O Pajé possui também a função de curandeiro, sendo conhecedor de diversos rituais, detendo o poder curativo das ervas e das plantas. É o líder espiritual da tribo, o Xamã. 
Os indígenas respeitam-se e amam imensamente a terra que habitam. Só caçam o suficiente para comer. Tecem, produzem uma quantidade razoável do que consomem. Respeitam a vida e defendem seus territórios, evitando que invasores explorem o solo, os rios e as matas. O princípio de territorialidade, amor e zelo ao meio ambiente deveria ser ensinado as nossas crianças, com ênfase, para que elas se tornassem futuras ambientalistas. Só que, a crise do meio ambiente é tão séria que será necessária a movimentação de todos nós, crianças, jovens, adultos e idosos, todos enfim, no sentido de salvar o nosso lindo planeta, a Terra.


Citei como exemplo o índio, pois é um exemplo de amor e respeito ao lugar em que vivem. Assim, como eles, poderemos tratar com mais amor o nosso planeta, que começa a dar sinais de cansaço. Acho que ele anda muito zangado com a maneira irresponsável com que tem sido tratado.

O CLIMA
O clima é um dos sinais mais importantes que a Terra nos apresenta. Regiões que eram verdadeiros paraísos, com matas esplêndidas, rios e lagos, cheios de peixes, abundância de água e fartura de plâncton, hoje sucumbem aos longos períodos de estiagem e seca. 

A ONU reconhece a existência de 193 países em todo mundo. De toda água do planeta o Brasil possui 12% de toda água do planeta em lagos e rios, um patrimônio invejável. É difícil entender porque o sistema de captação e distribuição de água entrou em crise. Acontece que o brasileiro é um perdulário do precioso líquido, o desperdício de água potável encanada chega a 37%, considerados os vazamentos nas redes de distribuição e em ligações clandestinas. 

No Brasil, neste período do ano, boa parte dos estados do centro-oeste, norte, nordeste, sudeste e leste, ardem em chamas devido aos incêndios criminosos. Cidades importantes como Cuiabá/MT, Porto Velho/RO, Palmas/TO e centenas de outras apresentam uma forte concentração de fumaça no ar, proveniente das queimadas. Grande parte da população está doente, com problemas respiratórios. As crianças e os idosos são os que mais sofrem.
Nas maiores cidades do país, São Paulo, Belo Horizonte e Rio de Janeiro, descontroles na distribuição de energia e água afetam todos os habitantes. A capital do Estado de São Paulo, que é suprida por grandes represas que também abastecem as cidades próximas, hoje existe a escassez da água e o racionamento assombra o governo e os residentes do Estado de São Paulo, mais importante do país, já que os reservatórios estão com seus volumes no mínimo e estamos no inverno, período em que o consumo é menor.

Não é só o Estado de São Paulo que esta sofrendo com os baixos níveis em suas represas. O Estado de Minas Gerais tem quase 100 cidades em estado de alerta. Lindas cidades mineiras, que ficam às margens da Represa de Furnas, estão sofrendo com a diminuição das águas da grande represa, que são um grande apelo ao turismo local.
Ao norte de Minas Gerais, na região do Vale do Jequitinhonha, a situação é gravíssima, muitas prefeituras decretaram “estado de calamidade pública”. No nordeste brasileiro, excetuando a faixa litorânea, muitas regiões estão sofrendo com a longa estiagem e a seca é grande. 
O Rio São Francisco está em agonia com a diminuição do seu volume de água. A nascente do 'velho chico', na Serra da Canastra, ano passado secou e a pouca água do rio é contida pelas hidrelétricas diminuindo a vazão, causando graves problemas na foz, pois perdendo força o mar avança prejudicando muitos ribeirinhos que usam as águas do São Francisco para tudo.

Disse o representante da ONG Trata Brasil, Sr. Édison Carlos, profundo conhecedor do tema, Água e Esgoto (Captação e tratamento): 

- "Durante séculos transformamos os rios urbanos em distribuidores de esgoto. Acabamos com a capacidade de utilizá-los como fonte de captação de água. Este descaso histórico está cobrando seu preço nesse momento de falta d'água..."
E completou:
"Precisamos mudar a cultura da abundância pela da conservação da água, cada litro utilizado por nós é importante"


OUTROS SINAIS DE ALERTA DO PLANETA

No mundo, alguns vulcões entraram em atividade recentemente, jogando cinzas e resíduos tóxicos no ar, que são capazes de atingir cidades localizadas a mais de cinco mil quilômetros do ponto de erupção. Na América do Sul, recentemente, no Chile (vulcão Cabulco/2015) e na Colômbia (vulcão Nevado Del Ruiz/2015), entraram em erupção, causando sérios transtornos. Tragédias idênticas as da Cidade de Pompéia, situada nos arredores de Nápoles/Itália, que no ano de 79, ficou totalmente soterrada com as lavas do vulcão Vesúvio.

Terremotos têm devastado grandes cidades, como a Cidade do México (em 1985) e Porto Príncipe, no Haiti (em 2010), locais em que pereceram milhares de pessoas.
Tsunamis (ondas gigantes), Furacões, Vendavais, Ciclones e Grandes Enchentes atormentam muitos países. Friagens súbitas ou Aumento exagerado de temperatura apontam para um sério descontrole climático, cuja tendência, infelizmente, é piorar. 

Mesmo assim, com todos estes sinais, os seres humanos continuam realizando queimadas. Praticam pesca predatória, exterminando não só as baleias como toda fauna marinha. Sujam o planeta sem resolverem a questão do reaproveitamento dos resíduos de lixo das cidades. Na agricultura, o homem permanece utilizando defensivos agrícolas e contaminando os alimentos. Na pecuária, acelera o crescimento dos animais para abate com hormônios e produtos cancerígenos. Muitas pessoas adoecem e perdem suas vidas com a contaminação exagerada dos alimentos.  


Gente! Atenção!

Não é apenas um sussurro que o mundo emite e, sim, um Grande Grito de Socorro, vamos ajudar o planeta e manter a Vida.

Sim, se não mudarmos nossas atitudes, nossos hábitos de consumo e respeito ao planeta, certamente, em pouco tempo, a situação ficará incontrolável. Na escala zoológica, o homem não é tão forte quanto outras espécies de animais, que adaptam-se a altíssimas temperaturas e sobrevivem com pouca água. Talvez nossos filhos e netos não tenham daqui um tempo, o mesmo prazer que nós temos: o de brindar a vida... Brinde que representa a esperança de que o Planeta Terra sobreviva a tanta agressão e desrespeito.




Nossa matéria tem a intenção de alertar a população para o grave momento que passamos. Vamos evitar que muitas vidas sejam perdidas devido as reações violentas do clima planetário com o descaso com que é tratado. 

Ajude a preservar o planeta enquanto há tempo! Faça sua parte e evite grandes desastres ambientais. Nosso planeta padece de desamor... Então, vamos mostrar o amor que temos por ele. 




A Terra conta com a nossa colaboração, não temos um planeta reserva para mudarmos. O sinal vermelho está aceso para todos nós, queiramos ou não, teremos que mudar nossa maneira de ser e nos adaptar a um novo tempo, com amor e zelo pelo planeta, tal qual o índio.




Tim-Tim! 
Um brinde a continuidade da vida!


Neo Cirne

Colunista 
de 
UBAV-BRASIL