terça-feira, 23 de setembro de 2014

"A POESIA DA NOITE" - NO TEMPO DA MINHA INFÂNCIA - Enviada por Sueli Santos

Olá amigos, boa noite! Com muito prazer apresentamos uma poesia bem gostosa, que os mais saudosistas lembrarão de alguns momentos com muito carinho. A sugestão da poesia "NO TEMPO DA MINHA INFÂNCIA", de Ismael Gayão, foi feita por nossa grande amiga Sueli Santos, exemplo da boa solidariedade mineira a quem agradecemos o envio.

Tenham uma linda noite! Aqui em Floripa o tempo mudou, o céu ficou preto anunciando muita chuva para as próximas horas. Enquanto isto, lá em São Paulo, nos reservatórios do Sistema Cantareira, não chove de jeito nenhum... Que coisa chata! Tem gente tomando banho de canequinha, como no tempo da minha infância no Rio Antigo. Aliás este é o tema da poesia da noite. Tim-Tim!

NO TEMPO DA MINHA INFÂNCIA

No tempo da minha infância
Nossa vida era normal
Nunca me foi proibido
Comer muito açúcar ou sal
Hoje tudo é diferente
Sempre alguém ensina a gente
Que comer tudo faz mal

Bebi leite ao natural
Da minha vaca Quitéria
E nunca fiquei de cama
Com uma doença séria
As crianças de hoje em dia
Não bebem como eu bebia
Pra não pegar bactéria

A barriga da miséria
Tirei com tranquilidade
Do pão com manteiga e queijo
Hoje só resta a saudade
A vida ficou sem graça
Não se pode comer massa
Por causa da obesidade

Eu comi ovo à vontade
Sem ter contra indicação
Pois o tal colesterol
Pra mim nunca foi vilão
Hoje a vida é uma loucura
Dizem que qualquer gordura
Nos mata do coração

Com a modernização
Quase tudo é proibido
Pois sempre tem uma Lei
Que nos deixa reprimido
Fazendo tudo que eu fiz
Hoje me sinto feliz
Só por ter sobrevivido

Eu nunca fui impedido
De poder me divertir
E nas casas dos amigos
Eu entrava sem pedir
Não se temia a galera
E naquele tempo era
Proibido proibir

Vi o meu pai dirigir
Numa total confiança
Sem apoio, sem air-bag
Sem cinto de segurança
E eu no banco de trás
Solto, igualzinho aos demais
Fazia a maior festança

No meu tempo de criança
Por ter sido reprovado
Ninguém ia ao psicólogo
Nem se ficava frustrado
Quando isso acontecia
A gente só repetia
Até que fosse aprovado

Não tinha superdotado
Nem a tal dislexia
E a hiperatividade
É coisa que não se via
Falta de concentração
Se curava com carão
E disso ninguém morria

Nesse tempo se bebia
Água vinda da torneira
De uma fonte natural
Ou até de uma mangueira
E essa água engarrafada
Que diz-se esterilizada
Nunca entrou na nossa feira

Para a gente era besteira
Ter perna ou braço engessado
Ter alguns dentes partidos
Ou um joelho arranhado
Papai guardava veneno
Em um armário pequeno
Sem chave e sem cadeado

Nunca fui envenenado
Com as tintas dos brinquedos
Remédios e detergentes
Se guardavam, sem segredos
E descalço, na areia
Eu joguei bola de meia
Rasgando as pontas dos dedos

Aboli todos os medos
Apostando umas carreiras
Em carros de rolimã
Sem usar cotoveleiras
Pra correr de bicicleta
Nunca usei, feito um atleta,
Capacete e joelheiras

Entre outras brincadeiras
Brinquei de Carrinho de Mão
Estátua, Jogo da Velha
Bola de Gude e Pião
De mocinhos e Cawboys
E até de super-heróis
Que vi na televisão

Eu cantei Cai, Cai Balão,
Palma é palma, Pé é pé
Gata Pintada, Esta Rua
Pai Francisco e De Marré
Também cantei Tororó
Brinquei de Escravos de Jó
E o Sapo não lava o pé

Com anzol e jereré
Muitas vezes fui pescar
E só saía do rio
Pra ir pra casa jantar
Peixe nenhum eu pagava
Mas os banhos que eu tomava
Dão prazer em recordar

Tomava banho de mar
Na estação do verão
Quando papai nos levava
Em cima de um caminhão
Não voltava bronzeado
Mas com o corpo queimado
Parecendo um camarão

Sem ter tanta evolução
O Playstation não havia
E nenhum jogo de vídeo
Naquele tempo existia
Não tinha vídeo cassete
Muito menos internet
Como se tem hoje em dia

O meu cachorro comia
O resto do nosso almoço
Não existia ração
Nem brinquedo feito osso
E para as pulgas matar
Nunca vi ninguém botar
Um colar no seu pescoço

E ele achava um colosso
Tomar banho de mangueira
Ou numa água bem fria
Debaixo duma torneira
E a gente fazia farra
Usando sabão em barra
Pra tirar sua sujeira

Fui feliz a vida inteira
Sem usar um celular
De manhã ia pra aula
Mas voltava pra almoçar
Mamãe não se preocupava
Pois sabia que eu chegava
Sem precisar avisar

Comecei a trabalhar
Com oito anos de idade
Pois o meu pai me mostrava
Que pra ter dignidade
O trabalho era importante
Pra não me ver adiante
Ir pra marginalidade

Mas hoje a sociedade
Essa visão não alcança
E proíbe qualquer pai
Dar trabalho a uma criança
Prefere ver nossos filhos
Vivendo fora dos trilhos
Num mundo sem esperança

A vida era bem mais mansa,
Com um pouco de insensatez.
Eu me lembro com detalhes
De tudo que a gente fez,
Por isso tenho saudade
E hoje sinto vontade
De ser criança outra vez...

Autor: Ismael Gaião

"A MENSAGEM DA TARDE" - O MAPA DA MINA - POR PABLO SANTURIO

Olá! Quero falar com você, que está insatisfeito com seu emprego, ou quer abrir o seu próprio negócio desejando ser independente financeiramente. Enfim, com você que anda inquieto com o que tem feito para melhorar a sua condição financeira.

Dias atrás, estava conversando com um amigo sobre qual seria o esforço necessário para que uma pessoa realizar os seus sonhos. Comentávamos que é muito comum ver as pessoas reclamando, falando mal do chefe ou do serviço que estão fazendo.

Somos muito bons em olhar e criticar, muitas vezes dizendo que faríamos diferente e melhor. Mera ilusão! Quem quer fazer, faz! Não fica perdendo tempo com choradeiras e olhando para o lado, observando o que os outros estão fazendo.

Se temos um sonho ou queremos realizar algo importante aprenda o seguinte: gastamos em média, por dia, 8 (oito) horas dormindo, 2 (duas) horas almoçando, 1 (uma) hora ou mais no transporte, 40 (quarenta) minutos no banheiro, 1 (uma) hora nas redes sociais (?) - as vezes muito mais - e 8 (oito) horas trabalhando em algo que não lhe satisfaz. Somando tudo dá 20 (vinte) horas e 40 (quarenta) minutos.

Logo a pergunta que fica é: Quanto tempo por dia dedicamos ao nosso sonho? Você sabia que tem gente que dedica diariamente mais tempo no banheiro do que em trabalhar e construir seu sonho? 




Sim, tem gente que diz que quer uma coisa melhor na vida e não dedica nem 40 minutos diários a realizar este objetivo. Quantos vídeos de treinamento vemos por dia? Quantos livros lemos por semana? Quanto tempo estudamos para realizar o nosso projeto? 
ENTENDEU?

O realizador de sonhos, sabe que ele só é conseguido elaborando um tripé de metas, que se constitui em DESEJO - PLANEJAMENTO e AÇÃO. Este é o grande desafio... Portanto, vamos lá!... AÇÃO! 

Este é o verdadeiro Mapa da Mina!

Viva! Aprenda! Aproveite!



Autoria: Pablo Santurio, escritor e editor da Revista Alô - Olá 

"AQUELE ABRAÇO TIM-TIM!" - - - A SAUDAÇÃO DO PROJETO SOCIAL UM BRINDE À VIDA - - - Neo Cirne

Queridos amigos, hoje queremos abraçar e agradecer a presença de alguns amigos inesquecíveis do nosso projeto social. Primeiramente queremos agradecer aos amigos que interagem conosco, ligam para conversar, dão sugestões, fazem suas críticas construtivas, lembram de datas importantes e nos enviam algumas matérias para publicação. A todos vocês, tão presentes, agradecemos e deixamos "Aquele Abraço Tim-Tim!".

Falando em enviar matérias, brevemente anunciaremos mais um colunista de UBAV-Brasil, aguardem! Será uma surpresa maravilhosa. Pois além de ser uma mestra competente, ela é nossa amiga e participante há mais de 6 anos, já tendo organizado algumas ações sociais e encontros de grupo em sua bela cidade. Quem será? Fica o mistério até o mês de outubro, quando faremos a sua apresentação formal. Se você sabe quem é mande-nos um e-mail e habilite-se a ganhar um livro da Saraiva, sinônimo de qualidade em livraria. 



"ADOTE UMA ÁRVORE"



Queremos mandar um abraço especial aos amigos da Cidade de Canoinhas, no norte catarinense. Eles têm mantido acesa a nossa esperança de que a solidariedade é, assim como disse o Papa Francisco, a salvação da humanidade. Temos que demonstrar o nosso amor pelas pessoas e pela natureza. Ainda não publicamos as muitas ações recentes que a representante de UBAV-Canoinhas, Rita de Cássia, têm realizado junto com seus colegas e alunos.


A saber, no dia 05 de Abril o "Grupo Canoinha Feliz" realizou uma ação social na Associação dos Pacientes Oncológicos - APOCA. Uma tarde de confraternização para angariar fundos para ajudar a emérita associação social que cuida dos pacientes oncológicos da cidade.

* Em Julho, por ocasião do aniversário de UBAV-Brasil, o grupo realizou uma ação social na Casa de Acolhimento Santa Clara, que cuida de crianças tuteladas pela justiça. Brincaram, cantaram e alegraram as crianças que encontram-se afastadas de suas famílias por decisão judicial.

LAR SÃO FRANCISCO
O cuidado de UBAV com a preservação da imagem das crianças tuteladas

* Em 31 de Agosto fizeram ação social em outro orfanato da cidade, o Lar São Francisco, com fotos já publicadas pelo nosso site. Foi um sucesso!



* Dia 22/09, o Grupo Canoinha Feliz mobilizou toda Escola de Educação Básica Almirante Barroso para chamar a atenção da sociedade sobre a necessidade de preservar a natureza, realizando o plantio de mudas de árvores bem na frente da escola com a presença de autoridades, professores e com a presença de alunos de todas as turmas. 

A MOBILIZAÇÃO: Em cada sala de aula os alunos ajudaram, selecionaram as mudas, uns colocaram nomes nas mudinhas, fizeram cartazes ressaltando a importância do Dia das Árvores, comprometeram-se a proteger as mudas plantadas como forma de demonstrar o amor que possuem pela manutenção da vida, já que a árvore é o melhor símbolo de vida.

Nossa representante local, Professora Rita de Cássia, foi a ganhadora do concurso de frases 2013, o qual acabamos de anunciar o resultado. Com sabedoria ela motivou seus alunos para que vissem o site e participassem da votação, bem como participassem dos movimentos sociais de UBAV. 
A vitória de sua frase foi incontestável, atingiu 58% dos votos. Até adversários que concorriam com outras frases votaram na linda frase de Charles Chaplin. 

Enfim, a cada dia que passa, o "Grupo Canoinha Feliz", afirma a sua importância, atitude social e qualidade. Estão de parabéns todos os alunos e professores da Escola Estadual Almirante Barroso. Esta semana ainda publicaremos as fotos do evento ADOTE UMA ÁRVORE, realizado ontem, dia 22/09.


E pra todos vocês... AQUELE ABRAÇO TIM-TIM!


Este é um bom exemplo para ser seguido por todos nós. E você, o que tem feito para ajudar a construir um mundo melhor? Nada? Pena! 

Já que você não tem feito nada pelo menos vote direito, não repita os velhos erros do passado, que agrandaram tanto a injustiça e o apetite voraz dos corruptos... O país agradecerá. 


Tim-Tim!


Neo Cirne

Coordenador de UBAV

"PALAVRAS ILUMINADAS" - (TERÇA-23/09) - A Mensagem positiva de Frei Jaime Bettega OFMcap


Bom Dia!
Não importa o que terei pela frente; importa estar com vontade de começar tudo de novo!


“Saudade: é um sentimento que quando não cabe no coração, escorre pelos olhos.”
(Bob Marley).


Chega um momento na vida em que é preciso fazer as pazes com a saudade. Ela não é tão dolorida como muitos pensam e falam. Impossível amar sem deixar espaço para a saudade. Se não existisse a saudade, a vida seria sem muita graça. A saudade tem a capacidade de movimentar, de aglutinar e de projetar. Enquanto reúne sentimentos contraditórios, a saudade é capaz de verdadeiras explosões.

Não restam dúvidas de que a saudade tem uma aliada: a criatividade. Quem sente saudade sabe ser criativo. Ensaia versos, cantarola melodias, e assim a vida vai acontecendo. Nem toda saudade é capaz de se aliar ao hoje. Há um impulso que extrapola e encontra no amanhã o espaço ideal.

Mas há momentos exigentes: a saudade acha um jeito de chegar aos olhos: as lágrimas caem. Talvez tenha cor. Não se parecem com a dor, mas machucam. Tem momentos em que a saudade passa. Talvez nem passe, apenas acomoda-se em algum lugar qualquer. De tempos em tempos, ela volta para lembrar que se está vivo, que a vida leva jeito, que o amor não foi desfeito.

Se a existência está assinalada pela intensidade, não há coração que comporte tanta saudade. Às vezes nem é saudade de alguém. É só saudades. Talvez seja de algum olhar, de meros registros, de algo que nunca existiu externamente, mas fez morada no inconsciente.

Que bom que existe saudade. Se não fosse ela, não teríamos lágrimas.


Bênçãos! Paz e Bem! Santa Alegria! Abraços!




Frei Jaime Bettega é pároco da Paróquia Imaculada Conceição, em Caxias do Sul, linda cidade da serra gaúcha. Vale a pena vocês conhecerem esta joia do belo Estado do Rio Grande do Sul. Aproveitem para visitar a Paróquia Imaculada Conceição e receberem as bênçãos de Deus, através de Frei Jaime Bettega.

Sua palavra vai ao ar diariamente no seu Facebook e está presente na grade de nossa programação, sempre as terças, quintas, sábados e domingos. É um prazer retransmitir as palavras de Frei Jaime Bettega. Bom Dia!

Frei Jaime Bettega OFMcap

Um Brinde À Vida Copyright © 2011 | Tema Desenhado por: compartidisimo | Distribuído por: Blogger