sexta-feira, 14 de março de 2014

MENSAGEM DA NOITE - ENRIQUEÇAMO-NOS DE AMOR - De Chico Xavier/Emmanuel

ENRIQUEÇAMO-NOS DE AMOR

Mensagem do Livro CAMINHO ILUMINADO
– De Francisco Cândido Xavier/Emmanuel  -


Enriqueçamo-nos de amor e sirvamos sempre. O dinheiro pode ajudar muitíssimo, mas só o coração aberto ao esplendor solar do Bem pode amparar, libertar, erguer, salvar e aperfeiçoar para sempre.

A dificuldade alheia é uma sugestão de fraternidade e carinho.
Trabalhe com alegria.
Faça o Bem quanto possa.
Estime a simplicidade.
No calor do serviço, a sombra se desfaz.
... E pelo endereço da paz que nos fazes descobrir, por dentro de nós próprios;

Obrigado, meu Deus!

Não olvides que além da carne, em cuja protetora vestimenta agora estagias, outros círculos aguardam-te o cérebro e o coração.
Esforcemo-nos por encontrar a “parte melhor” onde estivermos.
O Sopro Divino alenta na Criação todas as cousas e todas as criaturas.

Cada dia é nova revelação do Senhor para a existência.









 Queridos amigos, agradeço imensamente a participação de vocês lendo nossas mensagens. Hoje, o nosso contador de acessos acusou a presença duas centenas e meia de pessoas, e os irmãos residentes nos Estados Unidos, Portugal, Angola, Bahrain, Costa do Marfim, França, Bélgica e Noruega. 

Esta semana foi muito boa e a nossa tendência é retornar aos índices do ano passado onde alcançamos quase 400 visitas/dia.
Fazemos com muito carinho esta obra pra vocês. Hoje foram eliminados mais de 150 artigos antigos. Estamos renovando o nosso site e este movimento de renovação é lento. 

Muito... Muito obrigado!   Boa Noite e Bom final de semana! 

Tim-Tim!  

A CRÔNICA DO DIA - ESPÍRITO ABERTO - Enviada por Cristina Castro, colunista e colaboradora de UBAV


ESPÍRITO ABERTO


Sabemos da quantidade de pessoas que passam necessidades reais, que estão desempregadas, que não têm como alimentar os filhos, que têm uma doença séria, enfim, ninguém ignora as mazelas do mundo. No entanto, muitas dessas pessoas que habitam as estatísticas não fazem parte do nosso círculo íntimo. Na maioria das vezes, nossos amigos e familiares estão bem, trabalham, possuem uma vida afetiva. Ok, eles têm lá seus problemas, mas não são exatamente o retrato da desgraça. Ainda assim, me espanta que muitos deles, mesmo sem motivo para cortar os pulsos, vivam como se fossem uns infelizes, lidando com o dia-a-dia de uma forma pesada, obstruindo o próprio caminho em vez de viver com mais leveza. São o que eu chamo de pessoas com o espírito fechado.

Eu respeito quem traz uma grande dor e não sai espalhando sorrisos à-toa, mas me enervo com quem fecha a cara por simples falta de humor. Palavrinha mágica, esta: humor. Não me refiro a quem faz piadinhas a todo instante, e sim a quem possui inteligência suficiente para saber que é preciso relevar as incomodações, curtir as diferenças e ser generoso com o que acontece à nossa volta. Humor significa ter um espírito aberto.

Esta é a resposta para quem pergunta qual é a “fórmula da felicidade” – alguém ainda pergunta isso? Eu responderia: ter o espírito aberto, só. O resto vem. Amigos, amores, oportunidades, até saúde: a fartura disso tudo depende muito da sua postura de vida. Não é evidente?

Eu já fui um caramujo ambulante, daquelas criaturinhas desconfiadas, que torcia o nariz para tudo o que não fosse xerox do meu pensamento. Desprezava os diferentes de mim e com isso, claro, custava para encontrar meu lugar no mundo. Era praticamente um autoboicote. Me trancava no quarto e achava que ninguém me compreendia. Ora, nem podiam mesmo. Aliás, nem queriam.

Um dia – e ainda bem que esse dia chegou cedo, no final da adolescência – eu pensei: calma aí, quem vai me salvar? Jesus? John Lennon? Percebi que o mundo era maior do que o meu quarto e que eu tinha apenas duas escolhas: absorvê-lo ou brigar contra ele. Contrariando minha natureza rebelde, optei por absorvê-lo. Abracei tudo o que me foi oferecido, deixei de me considerar importante, comecei a achar graça da vida e, com a passagem dos anos, só melhorei, não parei mais de me desobstruir, de lipoaspirar mágoas e ranzinzices – a não ser que desejasse posar de poeta maldita, o que não era o caso. Me salvei eu mesma e fui tratar de aproveitar cada minuto, que é o que venho fazendo até hoje.

Quando alguém me diz “como você tem sorte”, penso que tenho mesmo. Mas não a sorte de receber tudo caído no colo, e sim a sorte de ter percebido a tempo que nosso maior inimigo é a falta de humor. Sem humor, brota preconceito para tudo que é lado. A gente começa a ter mania de perseguição, qualquer coisa parece difícil e uma discussãozinha à-toa vira um dramalhão. Prefiro escalar uma montanha a viver dessa forma cansativa.

Espírito aberto. Caso você não tenha recebido gratuitamente na sua herança genética, dá pra desenvolver por si próprio.



UBAV-Brasil, indica com muito prazer as páginas do Facebook da escritora Martha Medeiros. Uma jornalista maravilhosa que tem encantado a todos com suas belas crônicas. Esta mensagem foi enviada por Cristina Castro-Niterói/RJ. Agradecemos imensamente.

Bom dia a todos!

Neo Cirne


https://www.facebook.com/CronicasDeMarthaMedeiros

Um Brinde À Vida Copyright © 2011 | Tema Desenhado por: compartidisimo | Distribuído por: Blogger