segunda-feira, 24 de fevereiro de 2014

"MAU EXEMPLO" - MP do Rio denuncia pichadores da estátua de Drummond - AGÊNCIA BRASIL




MP do Rio denuncia pichadores da estátua de Drummond

Paulo Virgílio - Repórter da Agência Brasil Edição: José Romildo

O Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MP-RJ) denunciou pelos crimes de pichação e poluição ambiental de natureza visual o casal que na madrugada de 25 de dezembro do ano passado (Natal) pichou a estátua do poeta Carlos Drummond de Andrade, em Copacabana, na zona sul do  Rio. Pablo Lucas Faria e sua então namorada, July Bernardes Vasconcellos Reis, picharam na mesma noite outros dois monumentos na zona sul carioca: o dedicado ao fundador da cidade, Estácio de Sá, no Parque do Flamengo, e a estátua do jornalista Zózimo Barroso do Amaral, no Leblon.

De acordo com a denúncia da promotora Christiane Monnerat, da 19ª Promotoria de Investigação Penal do MPRJ, os dois estão sujeitos, se condenados, a penas de um ano de prisão, além de multa. Flagrado pelas câmeras instaladas junto à estátua de Drummond, que já tinha sido alvo de outros nove casos de vandalismo, o casal foi identificado e preso dias depois pela Delegacia de Proteção ao Meio Ambiente (DPMA). Pablo, que confessou o crime, e July estão no momento em liberdade.

A denúncia cita o inquérito policial da DPMA, que faz menção à entrevista concedida por Pablo Lucas ao site Páginas de Tinta. Para a promotora Monnerat, Pablo “faz clara e indubitável apologia à prática criminosa da pichação, enaltece os pichadores, incita, ainda que indiretamente em alguns casos, a prática de condutas criminosas como o uso de drogas ilícitas, corrupção de menores, associação criminosa e outras”.




Mau exemplo

COMENTÁRIO TIM-TIM!


Olá amigos, esta notícia nos causa um repúdio imenso, trata-se da ação de vândalos e pichadores de monumentos históricos, estátuas e do patrimônio público. O que podemos esperar desta parte do povo que depreda, destrói, agride, enfeia e estimula a aculturação da sociedade? Nada! 
Não queremos um país de vândalos acobertados pela impunidade. Leis protecionistas de menores infratores estimulam demais a criminalidade, deixando a sociedade vulnerável. 

O povo está revoltado com a bandidagem, muitas vezes mascarada pelo comando juvenil e, descrente da punição aos infratores começa a fazer justiça com as próprias mãos em inúmeros locais, isto é muito grave. Achamos que é crime igual ou pior do que os destes delinquentes.  Mas, eu me pergunto: Não seria crime também permitir a greve de policiais, de agentes de segurança, de setores essenciais como os da área de saúde e serviços como, por exemplo, o de transportes e o prestado pelo CORREIOS, uma vergonha esta greve atual, que submete todo país a prejuízos enormes?
Todos estes movimentos são acobertados e estimulados pelos seus respectivos sindicatos, que deveriam tentar o diálogo até o limite da última possibilidade de acordo, antes de chegar à uma medida extrema de greve geral, tão nociva ao país. 

Nosso medo é observar os vândalos, pichadores, os covardes black bloc, torcedores de clubes totalmente descontrolados e baderneiros de plantão, quase todos a mando de alguém que os abastece e remunera. Receamos que eles possam agrupar-se numa escala maior, incontrolável. Existem vários grupos obscuros compostos de gente sórdida, que assalta bancos, saqueia o comércio, promove arrastão, mata gente inocente, ao final, quando preso, diz que é revolucionário e que sua ação foi política, visando, em consequência, uma pena abrandada ou a liberdade.  
Estes grupos agridem a polícia, que fica impotente com as prerrogativas que beneficiam a bandidagem e a sua missão policial, que manda coibir a ação nefasta do grupo, fica enfraquecida. Ficam entre a cruz e a espada. Eles zombam da segurança do Estado, tiram fotos e postam no Facebook e, pasmem, milhares curtem... Onde vamos parar?

Estes grupos, diversos, não tem o menor respeito à vida de ninguém, ainda ontem, (23/02), mais um grupo de torcedores do São Paulo, tirou a vida de um torcedor do Santos. É preferível que se acabe com o futebol do que continuar vendo  pessoas morrendo de maneira irracional e covarde. Nada justifica a perda de uma vida. Vida que tanto enaltecemos e buscamos valorizar. Esporte é vida, união, congraçamento e não esta violência desmedida e incontrolável.

Tememos que grupos desses maus brasileiros formem um novo partido político e, à partir daí, tomem o poder nas mãos pelo medo, truculência ou pela mentira deslavada, como outros já fizeram, antes, "há muitos e muitos anos atrás". O povo, inocente útil desta triste história, é sempre seduzido pela propaganda enganosa e paga caro seu engano. Evitem manifestações, por melhores que sejam os motivos, com estes vândalos por aí ninguém está seguro.


Perdoem-me, não é nosso propósito falar de violência, mas não podemos fechar os olhos para os fatos, que estão enfeiando a vida do nosso lindo povo. Não podemos nos enganar e nem, tão pouco, bater palmas para quem não presta... 

Neo Cirne


Tim-Tim!

PENSAMENTO ATUAL...

"QUEM PROTEGE VAGABUNDO, FAZENDO VAQUINHA PARA PAGAR SUAS DÍVIDAS COM A JUSTIÇA, ORIUNDAS DE SENTENÇA PROVENIENTE DE DESVIO DE DINHEIRO PÚBLICO, ATOS DE CORRUPÇÃO E ROUBOS AO POVO, TIRANDO-LHES O PESO DA SANSÃO JUDICIAL, NÃO É DIFERENTE DELES NÃO! É VAGABUNDO IGUAL!"



"MITOLOGIA" AS AVES MAIS ESTRANHAS DA MITOLOGIA - do site Megacurioso


Os pássaros e outras aves em geral, ao longo da história da humanidade, foram sempre criaturas que provocaram algum tipo de fascínio no homem. Elas podiam voar, eram livres para ir onde quisessem. Por conta disso, diversas culturas elegeram esses bichos para representar algumas de suas ideias de mundo ou lendas, tornando esses animais divindades ou precursores do mal. Sempre dependia da ideia que os pássaros passavam para o povo que o observava. Os mais graciosos eram adorados enquanto os mais sombrios eram temidos.
Alguns pássaros mitológicos são bem conhecidos, como a Fênix, mas a maioria foi esquecida ou é muito particular de uma única cultura. Sendo assim, separamos algumas dessas aves místicas para você conferir como os antigos criavam reproduções estranhas, assombrosas e até divinas desses bichos.

6. Benu

Fonte da imagem: ListVerse
O Benu para os egípcios antigos significava basicamente a existência do mundo como o conhecemos. De acordo com a mitologia dessa cultura, o Benu foi o precursor da criação. Ele pousou sobre o caos e quebrou o silêncio primordial do cosmos com um grito estridente. Esse grito foi o definidor de tudo que existe na Terra, determinado o que haveria e o que não haveria em sua criação.
O pássaro ainda é uma espécie de Fênix dos egípcios, sendo associado em seu tempo à ressureição. Diz a lenda que ele renascia com os primeiros raios do Sol e se desfazia com os últimos brilhos do astro. Por conta disso, ele era associado tanto à vida quanto à morte.

5. Anzu

Fonte da imagem: ListVerse
Este era um pássaro extremamente grande da mitologia da Suméria, a mais antiga civilização humana da qual se tem registro. O bicho teria o corpo de uma águia e a cabeça de um leão. Ele seria tão grande que seu voo criaria tempestades de areia e seu grito poderia chacoalhar o mundo inteiro. Até mesmo os deuses teriam medo do monstro.
Diz a mitologia que Anzu roubou a “Tábua do Destino” dos deuses e, com isso, consegui poderes divinos e pôde por fim controlar o mundo mortal.

4. Garuda ou Karura

Fonte da imagem: ListVerse
Este era um pássaro com feições humanas pertencente ao deus Visnu, da cultura hindu. Ele seria bastante grande e, no Japão, era conhecido como Karura. Além dos nomes semelhantes, as imagens feitas da criatura nas duas culturas eram muito semelhantes. Estátuas de ouro foram produzidas mostrando o animal divino em sua graça. Por ser grande e brilhante, ele era comumente confundido com o deus do fogo, segundo a mitologia.

3. Strige ou Strix

Fonte da imagem: Lama
Striges são criaturas da mitologia grega que mais tarde foram parte da mitologia romana, sendo chamadas então de Strix. Inicialmente, essas criaturas foram referenciadas em uma história sobre dois irmãos que mataram e devoraram outra pessoa. Como punição, ambos foram transformados em criaturas horrendas, sendo um deles um Stringe. A criatura seria algo parecido com uma coruja, porém estaria sempre de cabeça para baixo, além de muito faminta.
Na mitologia das duas culturas, essas criaturas são normalmente associadas a vampiros e bruxas.

2. Liderc

Fonte da imagem: ListVerseEssas criaturas penosas são originárias da mitologia húngara, na qual são sempre associadas a bruxas. As Liderc são aves parecidas com uma galinha ou coruja, servindo de companheiras para as bruxas.
Elas nasciam de ovos que as bruxas chocam embaixo de seus braços ou simplesmente apareciam nas janelas dessas feiticeiras. As Liderc deveriam sempre se manter ocupadas com alguma tarefa dada pela bruxa, caso contrário, acabavam por matar a feiticeira. Por conta disso, elas realizavam praticamente qualquer atividade desejada pelas bruxas, como transporte de coisas, observação de inimigo e afins. A lenda ainda diz que a única forma de uma bruxa impedir sua Liderc de matá-la seria dando um atarefa impossível para a mesma, como a de carregar água em um balde sem fundo, por exemplo. Com isso, a ave maléfica ficaria infinitamente tentando completar o seu serviço.

1. Hoopoe

Fonte da imagem: ListVerseUm dos mais sinistros pássaros da mitologia que ganha a primeira posição por aparecer na mitologia de muitas culturas diferentes. Para os árabes, o hoopoe era uma espécie de pássaro sobrenatural que tinha poderes de cura e de prever acontecimentos na água. É atribuído a esse pássaro também o resgate do Rei Salomão do deserto.
Para os europeus cristãos, o bicho é bem menos simpático. Há histórias sore uma espécie de ave-besta com esse nome que era bastante cuidadosa com seus familiares, tomando conta dos novos e dos idosos de forma mais carinhosa que os humanos. Contudo, essa besta era associada à morte de uma forma bastante misteriosa, já que era sempre vista em cemitérios.
Fora isso, diz a lenda que, quando o deus cristão criou o hoopoe, o pássaro foi apresentado a todas as comidas que as aves tendem a gostar. Estranhamente, a criatura recusou todas e Deus a amaldiçoou a viver comendo o excremento de outros animais.
Viu algum erro ou gostaria de adicionar uma sugestão para atualizarmos esta matéria?
Mantenha contato com o nosso site, enviando um e-mail com sua sugestão. Será um prazer manter contato com você.

Tim-Tim!

A Primeira Mensagem - O SUCESSO - Autoria desconhecida


Dizem que conselho só se dá a quem pede. E, se vocês me convidaram para paraninfo, estou tentado a acreditar que tenho sua licença para dar alguns. Portanto, apesar da minha pouca autoridade para dar conselhos a quem quer que seja aqui vão alguns, que julgo valiosos.


Não paute sua vida, nem sua carreira, pelo dinheiro. Ame seu ofício com todo o coração. Persiga fazer o melhor. Seja fascinado pelo realizar, que o dinheiro virá como consequência. Quem pensa só em dinheiro não consegue sequer ser nem um grande bandido, nem um grande canalha.

Napoleão não invadiu a Europa por dinheiro. Hitler não matou 6 milhões de judeus por dinheiro. Michelangelo não passou 16 anos pintando a Capela Sistina por dinheiro. E, geralmente, os que só pensam nele não o ganham. Porque são incapazes de sonhar. E tudo que fica pronto na vida foi construído antes, na alma.


A propósito disso, lembro-me de uma passagem extraordinária, que descreve o diálogo entre uma freira americana cuidando de leprosos no Pacífico e um milionário texano. O milionário, vendo-a tratar daqueles leprosos, disse:

"Freira, eu não faria isso por dinheiro nenhum no mundo".

E ela responde:

"Eu também não, meu filho".

Não estou fazendo com isso nenhuma apologia à pobreza, muito pelo contrário. Digo apenas que pensar e realizar tem trazido mais fortuna do que pensar em fortuna.

Meu segundo conselho:

Pense no seu País Porque, principalmente hoje, pensar em todos é a melhor maneira de pensar em si.

Afinal é difícil viver numa nação onde a maioria morre de fome e a minoria morre de medo. E o caos político gera uma queda de padrão de vida generalizada.

Os pobres vivem como bichos e uma elite brega, sem cultura e sem refinamento, não chega a viver como Homem. Rouba, mas vive uma vida digna de Odorico Paraguassu. (personagem de Chico Anysio, onde interpretava um político corrupto, não destes que fazem vaquinha para pagar as suas dívidas com a sociedade – estes são tão ladrões quanto eles)

Meu terceiro conselho vem diretamente da Bíblia:

"seja quente ou seja frio, não seja morno que eu te vomito"

É exatamente isso que está escrito na carta de Laodiceia: seja quente ou seja frio, não seja morno que eu te vomito. É preferível o erro à omissão. O fracasso, ao tédio. O escândalo, ao vazio.

Porque já vi grandes livros e filmes sobre a tristeza, a tragédia, o fracasso. Mas ninguém narra o ócio, a acomodação, o não fazer, o remanso.

Colabore com seu biógrafo. Faça, erre, tente, falhe, lute. Mas, por favor, não jogue fora, se acomodando, a extraordinária oportunidade de ter
vivido. Viva a vida intensamente!

Tendo consciência de que, cada homem foi feito para fazer história. Que todo homem é um milagre e traz em si uma evolução. Que é mais do que sexo ou dinheiro. Você foi criado para construir pirâmides e versos, descobrir continentes e mundos, e, caminhar sempre com um saco de interrogações na mão e uma caixa de possibilidades na outra.

Não use Rider, não dê férias a seus pés. Não se sente e passe a ser analista da vida alheia, espectador do mundo, comentarista do cotidiano, dessas pessoas que vivem a dizer: eu não disse!, eu sabia!

Toda família tem um tio batalhador e bem de vida. E, durante o almoço de domingo, tem que aguentar aquele outro tio muito inteligente e fracassado
contar tudo que ele faria, se fizesse alguma coisa.

Chega dos poetas não publicados. Empresários de mesa de bar. Pessoas que fazem coisas fantásticas toda sexta de noite, todo sábado e domingo, mas que na segunda não sabem concretizar o que falam. Porque não sabem ansiar, não sabem perder a pose, porque não sabem recomeçar. Porque não sabem trabalhar.

Eu digo: trabalhem, trabalhem, trabalhem. Das 8 às 12, das 12 às 8 e mais se for preciso. Trabalho não mata. Ocupa o tempo. Evita o ócio, que é a
morada do demônio, e constrói prodígios.

O Brasil, este país de malandros e espertos, da vantagem em tudo, tem muito que aprender com aqueles “trouxas” dos japoneses. Porque eles para reconstruírem sua nação, trabalharam de sol a sol e construíram, em menos de 50 anos, a 2ª maior megapotência do planeta, enquanto nós, os espertos, construímos uma das maiores impotências do trabalho. Trabalhe! Muitos de seus colegas dirão que você está perdendo sua vida, porque você vai trabalhar enquanto eles veraneiam.

Porque você vai trabalhar, enquanto eles vão ao mesmo bar da semana anterior, conversar as mesmas conversas, mas o tempo, que é mesmo o senhor da razão, vai bendizer o fruto do seu esforço, e só o trabalho lhe leva a conhecer pessoas e mundos que os acomodados não conhecerão.

E isso se chama sucesso.





 “TRABALHE EM ALGO QUE VOCÊ REALMENTE GOSTE E VOCÊ NUNCA PRECISARÁ TRABALHAR NA VIDA". (Confúcio)





(Autoria desconhecida)

Um Brinde À Vida Copyright © 2011 | Tema Desenhado por: compartidisimo | Distribuído por: Blogger