quarta-feira, 13 de agosto de 2014

FALANDO DE AMOR ( XI ) - A história de um homem que ensinou a humanidade o que é o Amor - Por Neo Cirne

Com o título desta matéria poderíamos muito bem estar falando de Jesus Cristo, outro homem que com sua luz, exemplos e gestos de amor, modificou a trajetória daqueles que viveram antes dele e depois dele. Porém, hoje queremos lembrar um homem simples, que nasceu em Stratford-upon-Avon, Inglaterra, em 23 de abril de 1564 e faleceu no dia do seu aniversário, quando completou 60 anos de idade, em 1616. 
É considerado até hoje um ícone da dramaturgia mundial, além de grande poeta. Suas obras até os dias de hoje lotam os teatros do mundo. Evidente que não falo de uma pessoa comum, evidente que falo de William Shakespeare, a referência mundial dos gêneros tragédia, drama, comédia, poesia e romance. Um mestre!

Dentre os seus principais trabalhos destacamos Romeu e Julieta, Rei Lear, Macbeth, O Mercador de Veneza, Sonho de uma Noite de Verão, A Megera Domada, Otelo e tantas outras obras fantásticas. Sua obra principal foi Hamlet, um sucesso épico.

William Shakespeare destacou-se principalmente na maneira profunda com que tratou todas as formas de amor. Em pleno século 21 a espécie humana, tão preocupada com as barbaridades que o homem tem provocado, parece que esfriou e o amor está cada vez mais frio, não dá mais IBOPE. Porém, sei que isto é uma questão de momento, no fim o amor vencerá. 
Com tantas guerras, tanta insegurança e governos mentirosos, sem qualidade, repletos de pessoas de mau caráter e origem sombria, afastam temporariamente qualquer possibilidade de ver aumentar a amorosidade entre as pessoas, já que estas ficam preocupadas com a sobrevivência e necessidades imediatas. Os padrões humanos estão mudando pra pior com a falta de amor entre as pessoas. Precisamos muito resgatar os padrões de amor.

Shakespeare deixou milhares de textos e frases lindas que até hoje são referências para os estudantes de literatura romântica e cursos de teatro. Apreciados entre os poetas, pessoas apaixonadas e pessoas comuns que adotam o Amor e não a Guerra como lema de suas vidas.

Sim, realmente, com Shakespeare a humanidade tem aprendido muito o sentido do Amor. Este nobre professor com seus notáveis ensinamentos mostrou e mostra que somos eternos aprendizes na doce arte de amar. Ele nos deixou o caminho florido do amor imortal. Por que os homens preferem o caminho pedregoso da desesperança, da guerra e da dor? 





Vejam o trecho de Shakespeare que selecionamos hoje para a reflexão e prazer de vocês.




Aprender

"Depois de algum tempo você aprende a diferença, a sutil diferença entre dar a mão e acorrentar uma alma. E você aprende que amar não significa apoiar-se, e que companhia nem sempre significa segurança.
Começa a aprender que beijos não são contratos e que presentes não são promessas.
Começa a aceitar suas derrotas com a cabeça erguida e olhos adiante, com a graça de um adulto e não com a tristeza de uma criança. .

Aprende a construir todas as suas estradas no hoje, porque o terreno do amanhã é incerto demais para os planos, e o futuro tem o costume de cair em meio ao vão.

Depois de um tempo você aprende que o sol queima se ficar exposto por muito tempo.
E aprende que, não importa o quanto você se importe, algumas pessoas simplesmente não se importam... E aceita que não importa quão boa seja uma pessoa, ela vai feri-lo de vez em quando e você precisa perdoá-la por isso.
Aprende que falar pode aliviar dores emocionais. Descobre que se leva anos para construir confiança e apenas segundos para destruí-la... e que você pode fazer coisas em um instante das quais se arrependerá pelo resto da vida.
Aprende que verdadeiras amizades continuam a crescer mesmo a longas distâncias.
E o que importa não é o que você tem na vida, mas quem você tem na vida. E que bons amigos são a família que nos permitiram escolher.
Aprende que não temos de mudar de amigos se compreendemos que os amigos mudam... Percebe que seu melhor amigo e você podem fazer qualquer coisa, ou nada, e terem bons momentos juntos.
Descobre que as pessoas com quem você mais se importa na vida são tomadas de você muito depressa... Por isso sempre devemos deixar as pessoas que amamos com palavras amorosas; pode ser a última vez que as vejamos.
Aprende que as circunstâncias e os ambientes têm influência sobre nós, mas nós somos responsáveis por nós mesmos.

Começa a aprender que não se deve comparar com os outros, mas com o melhor que pode ser.
Descobre que se leva muito tempo para se tornar a pessoa que quer ser, e que o tempo é curto.
Aprende que não importa aonde já chegou, mas para onde está indo... Mas, se você não sabe para onde está indo, qualquer caminho serve.

Aprende que ou você controla seus atos ou eles o controlarão... E que ser flexível não significa ser fraco ou não ter personalidade, pois não importa quão delicada e frágil seja uma situação, sempre existem dois lados.

Aprende que heróis são pessoas que fizeram o que era necessário fazer, enfrentando as consequências.Aprende que paciência requer muita prática.
Descobre que algumas vezes a pessoa que você espera que o chute quando você cai é uma das poucas que o ajudam a levantar-se.
Aprende que maturidade tem mais a ver com os tipos de experiência que se teve e o que você aprendeu com elas do que com quantos aniversários você celebrou.
Aprende que há mais dos seus pais em você do que você supunha.Aprende que nunca se deve dizer a uma criança que sonhos são bobagens...Poucas coisas são tão humilhantes e seria uma tragédia se ela acreditasse nisso.
Aprende que quando está com raiva tem o direito de estar com raiva, mas isso não te dá o direito de ser cruel.
Descobre que só porque alguém não o ama do jeito que você quer que ame não significa que esse alguém não o ama com tudo o que pode, pois existem pessoas que nos amam, mas simplesmente não sabem como demonstrar ou viver isso.
Aprende que nem sempre é suficiente ser perdoado por alguém...
Algumas vezes você tem de aprender a perdoar a si mesmo.
Aprende que com a mesma severidade com que julga, você será em algum momento condenado.
Aprende que não importa em quantos pedaços seu coração foi partido, o mundo não para para que você o conserte.
Aprende que o tempo não é algo que possa voltar.

Portanto, plante seu jardim e decore sua alma, em vez de esperar que alguém lhe traga flores.
E você aprende que realmente pode suportar... que realmente é forte, e que pode ir muito mais longe depois de pensar que não se pode mais.E que realmente a vida tem valor e que você tem valor diante da vida!
"Nossas dúvidas são traidoras e nos fazem perder o bem que poderíamos conquistar se não fosse o medo de tentar".

William Shakespeare
Retrato de Chandos; pintura atribuída a John Taylor
e com autenticidade desconhecida. 
National Portrait Gallery, London.


Texto: Neo Cirne
Imagens ilustrativas da web



  

Um Brinde À Vida Copyright © 2011 | Tema Desenhado por: compartidisimo | Distribuído por: Blogger