quarta-feira, 9 de julho de 2014

"TAL PAI... TAL FILHO" - - NÃO QUERO CRESCER - - A Coluna de Sueli Santos

“TAL PAI... TAL FILHO”




Não quero crescer

 No meio de uma conversa com meus filhos, percebi como eles cresceram e amadureceram. Minha filha hoje com 24 anos se lembrou de quando ela tinha uns onze anos e dizia que não queria crescer, pois ser adulto era complicado. Teria que resolver muitas coisas, ter muitas obrigações e responsabilidades. Eu dizia pra ela: Não tem jeito, uma hora ou outra a gente cresce, todos nós crescemos. A gente aumenta de tamanho, de idade, e o mundo espera que amadureçamos. Maturidade é agir com responsabilidade, se desenvolver física e emocionalmente.

E ela me perguntou: - Isso vale pra todos ou somente pra alguns?

Respondi que isso é um processo natural, e se espera que todos o atinjam, mais cedo ou mais tarde!

Agir com responsabilidade implica que você fará escolhas. Ao escolher, necessariamente, fará renúncias e, assim, deverá ser dono da decisão. Sendo dono da decisão, você está assumindo que a responsabilidade das consequências é sua, sejam elas falhas ou acertadas.

Parece simples, mas, se você é o responsável pelas consequências que as suas escolhas acarretam, não poderá se vitimar ou culpar um terceiro. Desse modo, por temer ser o responsável pelas decisões fracassadas da própria vida, muitos preferem viver continuamente se justificando em histórias passadas, e ficarem sob à custódia do pais.

É claro que cada fato em nossa vida vai nos deixar marcas e feridas, mas não podemos usá-las como desculpas eternas para nossos comportamentos. Na infância somos, de fato, vítimas do que nos é oferecido. Mas, adultos, somos nós os responsáveis pela mudança.

Você, enquanto adulto, é o responsável pelas suas escolhas, não pode ficar se escondendo atrás de papai e mamãe para sempre, pois um dia a vida vai te cobrar comportamentos e responsabilidades. Aí, então, você terá que crescer por bem ou por mal...

A conversa terminou de forma bem esclarecedora e meus filhos entenderam que eles deveriam ser os autores  da própria vida, pois eu não poderia ficar na direção da vida deles para sempre, e hoje vejo adultos responsáveis e maduros, que mesmo ainda morando na minha companhia, já buscam seu lugar na vida, com responsabilidade e maturidade!


Abraços aos amigos de UBAV


Tim-Tim

Sueli Pereira dos Santos
CRT 25.188
Terapeuta Sistêmica (Familia, individual e casal) – Psicopedagoga clínica – Letras - Psicomotricidade e Desenvolvimento Humano – Distúrbios/Transtornos de Aprendizagem – Aprendizagem e Psicopedagogia - Bioenergia - Dinâmicas de Grupo - Educação e Psicologia Social/clinica – Leitura corporal
Belo Horizonte – http://www.terapeutasistemicablogspot.com

Um Brinde À Vida Copyright © 2011 | Tema Desenhado por: compartidisimo | Distribuído por: Blogger