terça-feira, 24 de junho de 2014

FALANDO DE AMOR - (IX) - QUANDO OS OPOSTOS SE ATRAEM - Por Neo Cirne

Falando de amor (IX)

- Quando os opostos se atraem -


Recordo que quando eu era jovenzinho, lá pelos meus 11 anos, muitas vezes presenciei minha mãe aconselhando a minha irmã, cinco anos mais velha que eu, que começava a namorar. Dizia mamãe: - Filha tome cuidado com namorado, pois “todo homem não presta”.

Meu pai, já tinha ouvido várias vezes este aconselhamento materno, mas não interferia. Ficava na dele. Até que um dia, me chamou e pediu para nos afastarmos da mamãe por um instante, que ele queria conversar comigo e disse: 
- Meu filho, você já deve ter ouvido sua mãe dizer que todo homem não presta, não é? Mas, não ligue não, pois “toda mulher é complicada”.

Durante boa parte da minha vida eu pensei naqueles conselhos dos "velhos" e imaginava que um relacionamento entre HOMEM x MULHER devia ser “um bicho de 7 cabeças”, complicadíssimo. Lembrava-me, da mesma forma, daquela frase antiga e realista que dizia: “OS OPOSTOS SE ATRAEM, MAS DA MESMA FORMA REPELEM-SE”.

Entendo que nós, homens, gostamos demais de proferir a seguinte frase quando encontramos uma moça bonita e de boa conduta: “Esta é pra casar!”. Assim, criamos o estereótipo da esposa perfeita, o que na prática nem sempre resulta em sucesso ou em algo compatível com o tipo de mulher que melhor atenda as nossas expectativas de companheirismo.


Vejamos esta situação: O homem cerca-se diariamente de pessoas extrovertidas, gosta de tomar uma cervejinha com os amigos e jogar conversa fora; adora sair pra dançar, ama praia e adora praticar esporte no dia a dia. De repente ele começa um namoro com uma mulher reservada, abstêmia, caseira, tímida, que não gosta de dançar, é sedentária e detesta o sol. Mas, que é a nora dos sonhos da mamãe... Depois de casados, quem é que vai dormir todos os dias com esta mulher? A mamãe?!

A empatia de ideias, comportamentos, valores, entretenimentos desejados, objetivos e perspectivas parece-me muito razoável para viabilizar uma sintonia e uma rotina agradável entre os cônjuges. Sem que seja necessário, ao final repetir as tristes frases dos meus pais, a de que todo homem não presta e que toda mulher é complicada, não é verdade?

“Pra casar”, na verdade, deve ser aquela pessoa que tem condições de acompanhar o seu ritmo e contribuir para a sua felicidade. Os opostos se atraem, porém podem edificar relacionamentos maravilhosos. 



Tim-Tim!




Neo Cirne

Fundador, Coordenador e Colunista
de 
UBAV-Brasil

Um Brinde À Vida Copyright © 2011 | Tema Desenhado por: compartidisimo | Distribuído por: Blogger