quinta-feira, 1 de maio de 2014

"DIA 01 DE MAIO..."- - Dia de lembrar Ayrton Senna e seus Exemplos - - Por Neo Cirne


AYRTON SENNA... Do Brasil!


Desde sua idade mais tenra o brasileiro Ayrton Senna da Silva deixou bem claro a sua grande paixão pela velocidade. Seu pai construiu o seu primeiro kart, quando ele ainda tinha quatro anos de idade. Talvez naquele primeiro contato com seu “brinquedinho veloz” estivesse começando sua paixão para romper seus limites, acreditar e ir em frente, rumo à glória. Começava ali uma das mais brilhantes carreiras do automobilismo.


Ayrton Senna nasceu no dia 21 de março de 1960, se estivesse vivo estaria com 54 anos. Aquele homem de rosto menino e de olhar vibrante apaixonava milhares de pessoas em todo o mundo. O Brasil parava para ver o Senna aos domingos, nos dias de corrida de Fórmula 1. No início ele pilotou máquinas que não tinham muita chance em comparação com outras mais potentes, mas a sua qualidade "trazia no braço" o carro que pilotava fazendo-o cruzar a linha da chegada e conquistar suas vitórias.



 Era um orgulho para a nossa nação ver o nosso campeão exibindo a bandeira nacional, após uma vitória. Ayrton era considerado um dos muitos heróis do esporte brasileiro. 

 Suas conquistas vieram acontecendo quase em seguida. Sem contar as conquistas no kart e na Fórmula 2, Senna sagrou-se campeão em 1988, 1990 e 1991, tornando-se uma das personalidades mais famosas do mundo, sem perder a sua humildade, fé inabalável e a preocupação com seus semelhantes. Lutou durante toda sua vida pelos seus ideais.

 Ajudava constantemente a instituições de caridade, exigindo apenas que nada fosse divulgado. Ele detestava a ideia de seus gestos serem interpretados como promoção pessoal. Era um grande homem! Eu gostava de ouvir o Galvão Bueno, locutor da Globo, gritando a cada vitória do Senna: AYRTON SENNA, DO BRASIL!




Em alguns momentos, a decisão de ajudar foi precedida de momentos de profundo sofrimento, como no dia em que ele visitou uma entidade que dava assistência a crianças portadoras de graves deficiências. Ficou tão chocado com o quadro que Ayrton começou a passar mal e foi amparado pelas crianças que ele ajudaria. A reação do filho não surpreendeu Dona Neide, desde a infância Ayrton demonstrava um sentimento genuíno de compaixão pelos menos favorecidos. Ele era um homem generoso, preocupado com a felicidade de todos.


Ayrton faleceu no dia 01 de maio de 1994, com apenas 34 anos de idade, vítima de um acidente automobilístico, quando liderava o GP de F1 de San Marino, na Itália.
Nosso herói deixou-nos grandes lições, dentre elas a sua determinação e crença de que nada é impossível, desde que lutemos por nossos sonhos com o máximo empenho e acreditando sempre na certeza de poder realiza-los.



Busquei este texto, de autoria desconhecida, para mostrar a todos os ubavianos um ídolo, que modificou a minha vida solidária. Os gestos de desapego e solidariedade de Ayrton Senna me influenciaram demais e resultaram, anos depois, na fundação desta obra social. 
Porém, até que a fundação de UBAV efetivamente ocorresse, comecei a experimentar o sabor delicioso de ser solidário que, em tese, é a caminhada de luz que oferecemos a vocês.

Agradeço a todos que ajudam esta obra enviando matérias, notícias e postagens. Igualmente agradeço aos amigos que acreditaram na nossa proposta. Amigos que tornaram-se determinados, que passaram a realizar pequenas ações sociais e que ajudaram a vida de muitos irmãos com suas presenças positivas. Elas desejam num mundo melhor, são um orgulho para este projeto, pessoas maravilhosas que vestiram a camiseta de UBAV com muita vontade de realizar o seu melhor, em prol de pessoas carentes.

 Assim como Ayrton Senna, estas pessoas são verdadeiros heróis anônimos, que fazem a diferença praticando o bem.

Saudades de Ayrton Senna pelo seu exemplo e dos amigos de UBAV, pelas suas atitudes.


Assim como Ayrton, são todos do Brasil!


Tim-Tim!


Neo Cirne

Um Brinde À Vida Copyright © 2011 | Tema Desenhado por: compartidisimo | Distribuído por: Blogger