terça-feira, 19 de novembro de 2013

"A TERÇA-FEIRA LIVRE DE CRISTINA CASTRO RJ" - "A PONTE" (VÍDEO SOBRE HUMILDADE) - (Terceira Mensagem)


Caríssimos amigos de Ubav, nesta terceira mensagem destaquei um vídeo que exalta à uma reflexão. Ele fala de otimismo e humildade. Garanto que vocês vão gostar. Quem sabe, em breve, eu retorne para ajudar a fazer uma terça-feira bem legal. Se gostarem, comentem por favor. Quem sabe, assim eu perca o medo de escrever e, futuramente, possa mostrar um pouco mais dos meus sentimentos. Beijo no coração de vocês. 



A PONTE



VALEU GENTE!

UMA FRASE PARA TERMINAR... ACHEI LINDA!

"Cada não que eu recebi na vida entrou por um ouvido e saiu pelo outro. Não os colecionei. Não foram sobrevalorizados. Esperei, sem pressa, a hora do sim."

(Martha Medeiros)




 Cristina Castro

Tem formação em Design de Interiores e cursos diversos: Personal Organizer, Decoração, Dublagem, Estilista, figurinista e melhor dos cursos, o de ser MÃE de dois filhos incríveis, Jonas e Davi.
Além da minha formação, sou amiga e admiradora da causa Ubaviana. 

Acho todos os participantes desta obra pessoas muito especiais. Seres diferenciados e apaixonados pelo Bem.


Tim-Tim!

A TERÇA-LIVRE DE CRISTINA CASTRO RJ: O BOLETIM (segunda mensagem)

Amigos de Ubav-Brasil, bom dia! Escolhi com muito carinho esta segunda mensagem para partilhar com vocês. Acho-a muito interessante para refletir nossas atitudes com relação aos nossos filhos. Devemos contar até 10 e rever as nossas atitudes, pois muitas vezes ela é precipitada e pode ocasionar um grande mal estar. Tim-Tim!
Cristina Castro



O BOLETIM 


Era quarta-feira, 8:00 hs. Cheguei a tempo na escola do meu filho –“Não se esqueçam de vir à reunião de amanhã, é obrigatória” – Foi o que a professora tinha dito no dia anterior.

-“Que é o que essa professora pensa! Acha que podemos dispor facilmente do tempo que ela diz? Se ela soubesse quanto era importante a reunião que eu tinha as 08h30min!” Dela dependia uma boa negociação e tive que cancela-la!

Lá estávamos nós, mães e pais, e a professora. 

Começou a tempo, agradeceu nossa presença e começou a falar. Não lembro o que ela dizia, minha mente estava pensando em como iria resolver esse negócio tão importante, já me imaginava comprando aquela televisão nova, com o dinheiro.

“João Rodrigues!” – escutei ao longe – “Não está o pai de João?” – diz a professora.

“Sim, eu estou aqui” – contestei indo para receber o boletim escolar do meu filho.

Voltei pro meu lugar e disse ao abrir o boletim.... –“Para isso foi que eu vim? Que é isso?” O boletim estava cheio de seis e setes. Guardei rapidamente, para que ninguém pudesse ver como tinha se saído meu filho.

De volta para casa, aumentava ainda mais minha raiva, cada vez que pensava:

“Mas, se eu dou tudo para ele, não tem faltando nada!

Agora ele vai ver!



” Cheguei, entrei a casa, fechei a porta e gritei: “Vem aqui, João!”

João estava no quintal, correu para abraçar-me. –“Papai!” 

– “Nada de papai!” o afastei de mim, tirei o meu cinturão e não lembro quantas vezes bati ao mesmo tempo em que falava o que pensava dele.

– “Agora vai para o teu quarto!”

João foi chorando, sua face estava vermelha e a sua boca tremia.

Minha esposa não falou nada, só mexeu a cabeça num gesto de negação e entrou na cozinha.

Quando fui para cama, já mais tranquilo, minha esposa me entregou o boletim do João, que tinha ficado dentro do meu casaco, e disse:

- “Leia devagar e depois pense numa decisão...”


Bem no começo estava escrito:
BOLETIM DO PAPAI.

Pelo tempo que teu pai dedica a conversar contigo antes de dormir: 6

Pelo tempo que teu pai dedica para brincar contigo: 6

Pelo tempo que teu pai dedica para te ajuda com as tarefas: 6

Pelo tempo que teu pai dedica par te levar de passeio com a família: 7

Pelo tempo que teu pai dedica para te ler um livro antes de dormir: 6

Pelo tempo que teu pai dedica para te abraçar e te beijar: 6

Pelo tempo que teu pai dedica para assistir televisão contigo: 7

Pelo tempo que teu pai dedica para escutar tuas dúvidas ou problemas: 6

Pelo tempo que teu pai dedica para te ensinar coisas: 7

Média: 6,22

As crianças tinham qualificado os seus pais. O meu deu para mim 6 e 7 (sinceramente eu tinha merecido 5 ou menos) 

Me levantei e corri para o quarto dele, o abracei e chorei. 

Queria poder voltar no tempo... mas isso não é possível. 

João abriu os olhos, ainda com os olhos inchados pelas lagrimas, sorriu, me abraçou e disse: 

- Eu te amo papai! ... Fechou os olhos e dormiu.





Acordemos pais!!! Aprendamos a dar o valor certo aquilo que é mais importante em relação aos nossos filhos, já que disso depende o sucesso ou fracasso nas suas vidas.

Já pensou qual seria a 'nota' que seu filho daria para você hoje?


Autor do texto: desconhecido.





Cristina Castro

Tem formação em Design de Interiores e cursos diversos: Personal Organizer, Decoração, Dublagem, Estilista, figurinista e possui o melhor dos cursos: o de ser MÃE de dois filhos incríveis, Jonas e Davi.
Além da minha formação, sou amiga e admiradora da causa Ubaviana. 

Acho todos os participantes desta obra pessoas muito especiais. Seres diferenciados e apaixonados pelo Bem.





Tim-Tim!


"A TERÇA-LIVRE DE CRISTINA CASTRO RJ" (Primeira Mensagem) - - - LIÇÕES DO SOFRIMENTO - - - Hugo Lapa

Meus amigos, a partir de hoje, terça-feira, dia 19 de novembro, lançamos a TERÇA-LIVRE, espaço onde quem escreve o site é o nosso participante amigo. 
As matérias de hoje foram indicadas por Cristina Castro, amiga ubaviana, moradora em Niterói-RJ. Vamos observar as matérias que ela nos enviou para publicar. 
A primeira delas é uma matéria escrita pelo professor Hugo Lapa, brilhante escritor. Vamos ao texto?


LIÇÕES DO SOFRIMENTO

Quando você estiver atravessando um profundo sofrimento, procure lembrar de seis princípios básicos da vida:

1 - Não há mal que dure para sempre. Qualquer dor, ou sofrimento que você esteja passando é necessariamente passageiro. Por mais que demore e por mais que o sofrimento pareça eterno, um dia ele sempre terá um fim.

2 - Você não é a única pessoa a sofrer no mundo. Nosso sofrimento sempre parece maior, pois estamos sentindo-o diretamente, em nós mesmos. Mas basta olhar para o lado e ver o quanto cada pessoa no mundo sofre de igual forma, ou até mais gravemente que nós.

3 - Pense que, se o sofrimento fosse menor, ele poderia não ser suficiente para provocar um movimento em você e te tirar do conformismo. No momento em que o sofrimento se torna insuportável, esse limite nos força a tomar uma atitude e a buscar um desenvolvimento. Logo, não reclame da dor, tome-a como a base de sua transformação e do seu desapego das coisas fúteis e efêmeras.

4 - Tal como uma criança grita e se debate quando toma uma vacina, nós também reclamamos e esperneamos quando Deus nos coloca diante das vacinas doloridas da vida. Da mesma forma que a vacina irá imunizar a criança e evitar doenças futuras, assim também o sofrimento advindo das adversidades da vida tem o poder de imunizar nosso espírito e nos libertar das futuras doenças da alma.

5 - Saiba que, se os sofrimentos da vida fossem simples de serem vencidos, o mérito espiritual seria igualmente simples, e pouco traria de benefícios espirituais para nosso espírito. Quanto maior o sofrimento, maior o mérito em supera-lo, e consequentemente, maior a conquista espiritual. Portanto, não reclame do sofrimento, agradeça a Deus a oportunidade de atravessar uma provação.

6 – E por fim, não se esqueça: Deus nos dá a cruz do sofrimento na medida em que podemos carrega-la. Se Deus desse uma cruz mais pesada do que alguém poderia conduzi-la, ele seria um Deus injusto. Como Deus é a inteligência perfeita e infinita, Ele te conhece muito melhor do que ti mesmo, e sabe que você é capaz de carregar uma pesada cruz. Logo, não reclame da injustiça do sofrimento, tome para si a sua cruz, pois ela foi esculpida pelo carpinteiro cósmico, que conhece tuas forças e sabe que você é capaz.

Autor: Hugo Lapa 




Cristina Castro é uma entusiasta do projeto Um Brinde À Vida, e atendendo aos inúmeros pedidos feitos para que as pessoas se oferecessem para escrever, indicar ou opinar sobre novas matérias, ela, espontaneamente, se ofereceu para fazer suas indicações e tecer seus comentários. Faremos um teste, deixando as terças-feiras livres para os nossos amigos. Hoje, especialmente, Cristina inaugura esta nova forma de atuar do nosso site, onde as terças-feira serão destinadas as indicações de vocês. 
Quem sabe, dentre estes amigos surja um novo colunista para o projeto. 

Vamos ver a apresentação de Cristina Castro:


Bom dia  amigos!
  
Nunca escrevi para nenhum veículo antes, fiquei feliz e honrada com o convite do Neo. Não tenho muita prática para escrever, mas sou boa conselheira e graças a Deus, dou muita sorte nas indicações que faço aos amigos. O que tenho é uma vontade imensa de viver, ser feliz e ajudar as pessoas.

A solidariedade e alegria passaram a fazer parte da minha vida. Passei por algumas situações na vida que me fizeram repensar em como eu vinha agindo e como era minha postura diante da vida. Situações que fugiam ao meu controle, onde pude descobrir a força que tenho e fortalecer minha fé. Nos piores momentos me agarrei  a  Deus , e pude assim ter forças para continuar. 

Gostaria de passar pra vocês um pouco do que aprendi. É lógico que cada um tem seus problemas, não é verdade? Uns são maiores que outros, mas a verdade é que cada um é que sabe "a dor que traz no coração". Mas, no meu caso, todas estas dores me deram mais esperança, mais força, mais fé! Apesar de tudo, ainda acredito nas pessoas, no amor e no poder de reconstruir a vida.
Aos 41 anos dou valor ao que realmente importa. Se eu posso resolver um problema, ótimo! Se não depende de mim, não adianta me preocupar, perder noites de sono, ficar de mal humor... Aprendi que as paredes podem ser pintadas, sofás podem ser trocados, mas os filhos estes crescem rápido demais... Que as pessoas que mais amamos, de repente, se vão, e ficamos com a sensação de que fizemos pouco, de que amamos menos do que elas mereciam, que deveríamos tê-las abraçado mais e mais, ter dito muitos EU TE AMO!
Por isso hoje, quero e necessito ser feliz!  Hoje sei que ser feliz independe das circunstâncias, podemos viver um momento triste, mas a felicidade está dentro de nós, guardadinha...
Quero passar isso para as pessoas, uma palavra comum, que seleciona palavras corretas que nos mostre o que fazer para conseguir mudar o cenário de nossas vidas. E se esta minha visão, puder ajudar vocês ficarei imensamente feliz. Outra coisa que aprendi foi a perdoar, e isso foi a coisa mais sensacional que aprendi! Porque o perdão nos faz livres! Independentemente do sentimento da outra pessoa. O perdão alivia, limpa o coração.
 Enfim, ainda tenho muito que aprender. Mas gostaria de passar a mensagem de que tudo é aprendizado: as coisas boas, as ruins, pessoas boas nos dão exemplos e as más, lições.  Principalmente a de não sermos iguais a elas.

Inicialmente, farei pequenos comentários em textos selecionados por mim, tendo sempre o intuito em fortalecer a positividade e a esperança. Afinal, esta é a proposta deste site lindo e que possui um nome belíssimo: Um Brinde À Vida! O brinde é perfeitamente entendido como um agradecimento permanente ao bom Deus, pela graça de estar viva e acreditando no futuro.

Cristina Castro


Tem formação em Design de Interiores e cursos diversos: Personal Organizer, Decoração, Dublagem, Estilista, figurinista e melhor dos cursos, o de ser MÃE de dois filhos incríveis, Jonas e Davi.
Além da minha formação, sou amiga e admiradora da causa Ubaviana. 

Acho todos os participantes desta obra pessoas muito especiais. Seres diferenciados e apaixonados pelo Bem.

Tim-Tim!

Um Brinde À Vida Copyright © 2011 | Tema Desenhado por: compartidisimo | Distribuído por: Blogger