segunda-feira, 4 de novembro de 2013

"VI...REVI E INDICO" - - O QUE VOCÊ QUER SER QUANDO CRESCER? - - Enviado por Cristina Castro/ Niterói/RJ

Gente, já vi este vídeo umas três vezes desde que recebi a indicação da nossa querida amiga Cristina. Ela é mais uma pessoa que está chegando para ajudar com a indicação de muitas matérias, e isto é muito bom. 
Disse-me ela: "- Se eu gosto de postar os meus posts para o meu grupo de amigos do Face, que é composto de algumas dezenas de pessoas, por que não compartilhar primeiro as matérias com um projeto lindo como este, que fala de amor, de solidariedade, de motivação, de espiritualidade e organiza lindas ações sociais pelo Brasil à fora? Além do mais ele possui uma visibilidade internacional, sendo visto por mais de 8.000 pessoas por mês". 

(Neo Cirne): "O alcance realmente é muito maior, mas poucas pessoas pensam assim como você, Tininha. Preferem postar dezenas de posts e mensagens do que publicar no nosso site. Quando digo nosso é porque sempre desejei que todos participassem, que cada um solidário assumisse um setor do site, por exemplo: A Frase do Dia, as pessoas poderiam selecionar e mandar suas frases para publicar. Na parte social, poderiam descrever o local onde residem, despertando o desejo das pessoas em visitarem a sua cidade ou país. Poderiam também mandar suas fotos pessoais, familiares ou de momentos especiais que quisessem dividir a emoção conosco, pois somos uma família, que chamamos de família ubaviana. São tantas pessoas lindas, queridas e capazes de fazer um site muito melhor e integrado que compõem esta família ubaviana que a esperança retorna ao nosso coração com o sabor de Vida Longa para Ubav-Brasil."

Por isso, quando vejo pessoas como você e mais umas duas ou três, que não têm o compromisso de serem colunistas mas que mesmo assim, ajudam-nos a alimentar este projeto social com matérias positivas sinto que nossa missão mobilizadora em favor do bem e da solidariedade está completa. Agradeço imensamente a colaboração.


VAMOS AO VÍDEO (VALE A PENA SER VISTO):





BOA SEMANA!


"Tim-Tim!"

"SINAIS DE ALARME" - Enviada por Cristina Castro/Niterói/RJ

SINAIS DE ALARME





Há dez sinais vermelhos, no caminho da experiência, indicando queda provável na obsessão:

- quando entramos na faixa da impaciência;
- quando acreditamos que a nossa dor é a maior;
- quando passamos a ver ingratidão nos amigos;
- quando imaginamos maldade nas atitudes dos companheiros;
- quando comentamos o lado menos feliz dessa ou daquela pessoa;
- quando reclamamos apreço e reconhecimento;
- quando supomos que o nosso trabalho está sendo excessivo;
- quando passamos o dia a exigir esforço alheio, sem prestar o mais leve serviço;
- quando pretendemos fugir de nós mesmos, através do álcool ou do entorpecente;
- quando julgamos que o dever é apenas dos outros.





Toda vez que um desses sinais venha a surgir no trânsito de nossas ideias, a Lei Divina está presente, recomendando-nos a prudência de amparar-nos no socorro da prece ou na luz do discernimento.




Artigo enviado por Cristina Castro/Niterói/RJ

Autoria: Irmã Scheilla

DIA DO INVENTOR - 04 DE NOVEMBRO - Republicação do site UOL

Heidi Strecker*
Divulgação/Abril
Professor Pardal, o personagem-inventor de Walt Disney
Eureka! Achei! Achei!

Dizem que o filósofo grego Arquimedes gritou essas palavras quando, dentro de uma banheira, descobriu a lei do empuxo (que diz que todo corpo mergulhado num fluido sofre uma força de baixo para cima).

Foi o primeiro inventor. Ou não? Dizem que a roda, muito tempo antes, foi a maior invenção de todos os tempos. E o que dizer de quem inventou o alfabeto?

As grandes invenções não param de acontecer. Johann Gutemberg inventou a imprensa. A partir daí surgiram os livros e os jornais. Dizem que o grande pintor Leonardo da Vinci inventou o a bóia, o robô, a bicicleta e o pára-quedas. James Watt inventou a máquina a vapor. Depois foi a eletricidade, o telégrafo, a fotografia, o telefone, o cinema.

Mas o que dizer daqueles que todos os dias pensam em algum jeito novo de fazer as coisas?

Meu pai, por exemplo, era metido a inventor. Inventou um dia um tijolo feito de arroz. Ficávamos observando aquela pilha de tijolos atravancando o quintal. Levíssimos. Ah, sim, mais resistentes e mais baratos. Mas coisa pior aconteceu quando a lavanderia de casa ficou inundada. Era água pra todo lado. É que o inventor tinha embutido uma máquina de lavar na parede! Pra ocupar menos espaço - dizia.

Mas a paixão dele eram as máquinas. Ainda não existia o computador e a máquina de escrever era um grande invento. Papai cismou de fazer uma máquina diferente: em vez de o papel rodar pelo carro da máquina, era a máquina que andava por cima do papel. Era engraçado! Depois ele inventou um método pra ensinar a digitar. Ele cobria as teclas com tinta colorida. Dessa vez o método funcionou, foi até industrializado.

Um dia, finalmente, depois de muito errar e tentar de novo, ele (que era professor) inventou um novo método de alfabetização. Deu certo! Muita gente passou a aprender a ler e escrever pelo método natural de alfabetização. Eureka!

Sempre tem um jeito novo de fazer as coisas. Sempre tem coisas novas para se inventar. Você já inventou o quê?

Dia 4 de novembro é o seu dia! Viva o inventor!
*Heidi Strecker é filósofa e educadora.

Um Brinde À Vida Copyright © 2011 | Tema Desenhado por: compartidisimo | Distribuído por: Blogger