sábado, 2 de novembro de 2013

"Mensagem da Noite" - ESPIRITUALIDADE - - - ELES VIVEM - - - De Chico Xavier (do site Espiritismo.net)

Eles vivem


Ante os que partiram, precedendo-te na Grande Mudança, não permita que o desespero te ensombre o coração.
Eles não morreram.
Estão vivos.

Compartilham-te as aflições, quando te lastimas sem consolo. Inquietam-se com sua rendição aos desafios da angústia quando te afastas da confiança em Deus.
Eles sabem igualmente quanto dói a separação.

Conhecem o pranto da despedida e te recordam as mãos trementes no adeus, conservando na acústica do espírito as palavras que pronunciaste, quando não mais conseguiram responder as interpelações que articulaste no auge da amargura. Não admitas estejam eles indiferentes ao teu caminho ou à tua dor.

Eles percebem quanto te custa a readaptação ao mundo e à existência terrestre sem eles e quase sempre se transformam em cirineus de ternura incessante, amparando-te o trabalho de renovação ou enxugando-te as lágrimas quando tateais a lousa ou lhes enfeitas a memória perguntando porque.
Pensa neles com a saudade convertida em oração.

As tuas preces de amor representam acordes de esperança e devotamento, despertando-os para visões mais altas na vida. Quando puderes, realiza por eles as tarefas em que estimariam prosseguir e tê-los-ás contigo por infatigáveis zeladores de teus dias.

Se muitos deles são teu refúgio e inspiração nas atividades a que te prendes no mundo, para muitos outros deles és o apoio e o incentivo para a elevação que se lhes faz necessária.

Quando te disponhas a buscar os entes queridos domiciliados no Mais Além, não te detenhas na terra que lhes resguarda as últimas relíquias da experiência no plano material...

Contempla os céus em que mundos inumeráveis nos falam da união sem adeus e ouvirás a voz deles no próprio coração, a dizer-te que não caminharam na direção da noite, mas sim ao encontro de Novo Despertar.

Francisco Cândido Xavier & Emmanuel

REFLEXÃO SOBRE O DIA DE FINADOS - Comentário de Neo Cirne


Meus amigos, boa tarde! Hoje é o dia consagrado à lembrança dos nossos entes queridos que cumpriram a 1ª Fase da Vida, uma fase linda para uns e para outros cheia de sacrifícios e muita dor, como esta imagem que colocamos na chamada da matéria, entre o pintinho e a galinha. Claro que é só uma visão menos densa do que falar de morte mais explicitamente.

Acreditamos que culto à lembrança das pessoas que partiram deste plano não deve ser feito de maneira pontual, ou seja, um momento único por ano. Muito menos esperar que chegue o dia 02 de novembro para visitar a última morada de quem representou tanto para todos nós. Uma visita periódica será bem melhor do que deixar pra o dia 02. Assim, não congestionamos os campos santos e fugimos da especulação. Eu prefiro orar pela alma deles, em minha casa, na igreja ou em outro lugar do que ir ao cemitério nesta data. 





O que fica de nossas vidas são as lembranças das nossas atitudes, dos nossos exemplos, das qualidades positivas que ajudamos a semear. Por isso, meus amigos, não fiquem tristes e nem vamos chamar o dia de hoje de Dia de Finados ou Dia dos Mortos, vamos mudar a história e chamar esta data com um nome novo e muito mais significativo, do que estes nomes colocados no calendário pelos cristãos no século I. Darei uma sugestão para que chamemos o Dia 02 de Novembro de Dia da Saudade. Dia de lembrar tudo que passou, não só os nossos parentes e amigos que partiram deste plano, como também os nossos sonhos que ficaram para trás. Saibam que eles estão bem, cumpriram com dignidade a sua caminhada terrena e agora estão em outras fases da vida, mais evolutivas. 

Penso que esta transição poderia ser comparada a um vestibular, onde somos aprovados ou não, para a Universidade da Vida. Acredito num julgamento ou avaliação de nossas atitudes terrenas, porém não acredito que seja feita por uma banca examinadora e sim, diretamente por Deus porque tenho certeza que Ele Habita em Nós. Quando o nosso corpo não tiver mais influência e nem comando sobre os nossos mínimos desejos e estiver inerte, exaurido e no limbo, entre a vida terrena e a vida etérea (que no sentido figurado significa celestial, puríssima), neste momento, Deus assume o comando da nossa consciência e arbitra se estamos prontos para uma etapa mais evolutiva ou se devemos retornar, brevemente, para continuar o nosso aprendizado.




Portanto amigos, neste Dia da Saudade, recordo com muita emoção os meus entes queridos, mãe, pai, tios, esposa, filha e amigos de Ubav-Brasil, que nesta escola da vida já encerraram suas etapas.

A vida da gente é alegria ou lamento... é o sopro do criador... Uma atitude repleta de amor!  

A vida é um espetáculo maravilhoso, seja aqui na terra ou na Universidade da Vida.

Aproveitem bem este aprendizado terreno para evoluírem espiritualmente, já que todos nós teremos que prestar o vestibular para a Universidade da Vida.


Neo Cirne


Tim-Tim!


Um Brinde À Vida Copyright © 2011 | Tema Desenhado por: compartidisimo | Distribuído por: Blogger