sexta-feira, 30 de agosto de 2013

"TAL PAI... TAL FILHO" - AUTO-ESTIMA NA RELAÇÃO PAIS E FILHOS - Coluna Mensal de Sueli Santos (SETEMBRO)

Tal Pai... Tal Filho!



Olá amigos, neste mês de setembro, envio um texto da minha amiga Camila Lobato, que também é terapeuta sistêmica como eu, no qual explica como os pais influenciam na auto-estima dos seus filhos. Esta é uma complementação da última matéria publicada por nós e com ela, encerramos o tema auto-estima.

Como já mencionei anteriormente, a terapia sistêmica, busca as causas das disfunções do momento, no sistema (família ou meios) na qual o indivíduo fez parte, e diante disto, entendemos que nossos pais recebem dos pais deles aquilo que os mesmos receberam de seus pais (nossos bisavôs), e o ciclo vai sendo perpetuado e repetido de geração à geração e uma vez que os pais na sua infância foram  podados e/ou desacreditados, eles transferiram para seus filhos uma baixa-estima, conforme o texto abaixo.
Espero que apreciem e qualquer dúvida ou esclarecimentos entrem em contato no endereço a seguir:
www.terapeutasistemica.blogspot.com




Auto-Estima na Relação Pais e Filhos



Auto-estima é um termo muito ouvido nos nossos dias. Mas talvez poucas pessoas já pararam para pensar como se dá a auto-estima na relação pais e filhos. Como é a auto-estima dos seus filhos? E antes: como é a auto-estima de vocês, pais?

Começo definindo o que é auto-estima.

Bom, auto-estima todos nos temos. Muitos Psicólogos, psiquiatras e em dicionários dão a definição desse termo como alguém que faz uma avaliação de si mesma como sendo intrinsecamente positiva ou negativa; pessoa capaz de acreditar nela mesma, de se sentir capaz de enfrentar os problemas da vida; pessoa que tem amor próprio, que sabe expressar o que deseja e o que sente; que não depende da opinião dos outros... assim vão as várias definições.

E como fica isso na relação pais e filhos?

Na verdade o nível de auto-estima de quem é pai ou mãe, muito antes esta relacionado à como seus pais qualificaram suas ações, habilidades e competência na sua infância. Os pais desses pais. Isso vai passando de geração para geração e tornando-se um círculo vicioso. Então quando os pais compreendem que a auto-estima dos seus filhos depende diretamente da sua própria auto-estima passam a olhar e cuidar mais deles mesmos antes de querer resolver questões que envolvem seus filhos.

Uma pessoa com baixa auto-estima tem profundo senso de desvalorização e inutilidade; espera que alguém construa sua felicidade, deposita no outro a responsabilidade de todas as coisas da sua vida. Isso é muito comum na relação pais e filhos. Pais com auto-estima baixa depende do amor e respeito dos filhos para ter sua auto-estima aumentada. Assim, os pais exigem deles que os filhos representem seu valor perante a sociedade e a família, provando que as ama como pai ou mãe. Isso gerará riscos para os pais e, principalmente para os filhos.

Os pais nunca poderão passar para os filhos o que não se tem ou não sabem. Como desejar a felicidade para os filhos, sendo que vocês, pais, não encontram a de vocês? Só ensina o que se sabe. O que os pais são irão passar para os filhos, consciente ou inconscientemente; através de palavras ou gestos.

Então como já havia dito no começo não estou aqui para culpá-los, mas para contribuir para pensarem e cuidarem um pouco mais de vocês. Conhecer seus limites, habilidades, frustrações; lidar com suas inseguranças e responsabilidades. Antes de pais vocês são seres humanos que tem suas necessidades, desejos e dificuldades. Tire um tempo para vocês, reflitam sobre vocês enquanto pessoas. Assim poderão ser melhores para vocês e consequentemente para os filhos. Pais com uma alta auto-estima, filhos com alta auto-estima.



Desejo que a vida se torne um canteiro de oportunidades para você ser feliz...
Com carinho, solidariedade e amizade.

Tim-Tim!



Sueli Pereira dos Santos
CRT 25.188

Terapeuta Sistêmica (Familia, individual e casal) – Psicopedagoga clínica – Letras - Psicomotricidade e Desenvolvimento Humano – 

Distúrbios/Transtornos de Aprendizagem – Aprendizagem e Psicopedagogia - Bioenergia - Dinâmicas de Grupo - Educação e Psicologia Social/clinica – Leitura corporal - Belo Horizonte - 

www.terapeutasistemica.blogspot.com


Um Brinde À Vida Copyright © 2011 | Tema Desenhado por: compartidisimo | Distribuído por: Blogger