terça-feira, 2 de outubro de 2012

A LIRA POÉTICA LEMBRA MÁRIO QUINTANA - Por Neo Cirne

Com prazer a Lira Poética lembra Mário Quintana, um poeta e escritor gaúcho maravilhoso imortalizado pela sua palavra fácil e plena de emoção. Dele trazemos uma passagem bem conhecida, que há anos circula pela internet, mas que é sempre bom reler, quanto mais ouvir numa bela interpretação.




Com vocês, Mário Quintana e o Tempo, na voz do ator Antônio Abujamra, uma passagem emocionante. Preparem seus corações e vejam o vídeo do You Tube... Lindo!

 

"O TEMPO"

A vida são deveres que nós trouxemos para fazer em casa.
Quando se vê, já são seis horas!
Quando se vê, já é sexta-feira...
Quando se vê, já é Natal...
Quando se vê, já terminou o ano...
Quando se vê, já não sabemos mais por onde andam nossos amigos...
Quando se vê, perdemos o amor da nossa vida.
Quando se vê, já passaram-se 50 anos!
Agora, agora é tarde demais para ser reprovado.
Se me fosse dado, um dia, outra oportunidade, eu nem olhava o relógio.
Eu seguiria sempre em frente e iria, jogando pelo caminho, 
a casaca dourada e inútil das horas...
Eu seguraria todos os meus amigos.
Já não sei onde e como estão, e diria, vocês... 
Vocês são extremamente importantes para mim
Eu seguraria o meu amor que está há muito a minha frente e diria:
Eu te amo!

 Desta forma, eu digo:
 Não deixe de fazer algo que gosta, devido à falta de tempo,
não deixe de ter alguém ao seu lado ou de fazer algo, por puro medo de ser feliz,
a única falta que terá,
será desse tempo que, infelizmente, não voltará mais.'


MÁRIO QUINTANA
(Gaúcho de Alegrete. RS)
(*1906+1994)
PARA FINALIZAR ESTA MATÉRIA, DEDICO A UMA PESSOA MUITO ESPECIAL ESTE POEMA DE NOSSO QUERIDO POETA, MÁRIO QUINTANA, HOJE HOMENAGEADO PELA LIRA POÉTICA DE UBAV.

BORBOLETAS



TIM-TIM!

Um Brinde À Vida Copyright © 2011 | Tema Desenhado por: compartidisimo | Distribuído por: Blogger