quarta-feira, 20 de junho de 2012

"Neo-Day" (10) Ansiedade o Mal do Século! by Neo Cirne

Queridos amigos, com muito carinho apresento este décimo comentário de Neo-Day. Desta vez falarei de um problema que aflige a milhões de pessoas. Os brasileiros não estão livres deste problema de saúde, que é considerado doença, falo da Ansiedade. Este é um problema dos tempos modernos. Se gostarem da matéria, comentem. Se não gostarem, critiquem... Mas comentem. Aliás, eu fico super feliz quando vejo alguém comentando uma matéria de nossos colunistas. Aqui temos a informação pedagógica em Tal pai ... Tal filho, coluna de Sueli Santos, as Situações que fazem a gente ficar "Pensando Bem..." Páginas da Experiência Clínica de Marilene Simão Kedhi; A Visão Zen e E "Energia da Semana" da maravilhosa amiga  Saviitri Ananda; As doces palavras fraternais de nosso amigão Antônio José; A poesia de Odara Braum e as dezenas de mensagens enviadas por muitos amigos queridos.
Eu sou meio âncora destas emoções, mas o meu espaço é este, o "Neo-Day". Quando tenho um tema que desejo repartir com vocês um tema que julgo importante, tenho o maior prazer em escrever. Às vezes sou apenas um comentarista de uma matéria publicada, como esta que eu li. Uma matéria jornalística que falava da Ansiedade, na revista ISTO É, da autoria de Cilene Pereira e Mônica Tarantino. Achei interessante fazer umas considerações. Eu, particularmente, já tive uma experiência com uma pessoa que era aeromoça e que em virtude do estresse permanente das viagens, tinha crises horríveis de depressão. Fruto das ansiedades acumuladas nas centenas de voos que realizou.


ANSIEDADE É PLANTINHA QUE CRESCE DEMAIS... NÃO A CULTIVE. (Neo Cirne)



“ANSIEDADE... O mal dos tempos modernos.”

O que é Ansiedade?
O termo tem várias definições nos dicionários não técnicos: aflição, angústia, perturbação do espírito causada pela incerteza, relação com qualquer contexto de perigo etc.
Levando-se em conta o aspecto técnico, devemos entender ansiedade como um fenômeno que ora nos beneficia, ora nos prejudica, dependendo das circunstâncias ou intensidade, e que tornar-se patológico, isto é, prejudicial ao nosso funcionamento psíquico (mental) e somático (corporal).
A ansiedade estimula o indivíduo a entrar em ação, porém, em excesso, faz exatamente o contrário, impedindo reações.

Causas

Os transtornos de ansiedade são doenças relacionadas ao funcionamento do corpo e às experiências de vida.
A pessoa pode se sentir ansiosa a maior parte do tempo sem nenhuma razão aparente ou pode ter ansiedade apenas às vezes, mas tão intensamente que se sentirá imobilizada. A sensação de ansiedade pode ser tão desconfortável que, para evitá-la, as pessoas deixam de fazer coisas simples (como usar o elevador) por causa do desconforto que sentem.
Numa entrevista concedida à Revista ISTO É, de 09 de maio de 2012, o Dr. Márcio Bernik, Coordenador do Programa de Ansiedade do Instituto de Psiquiatria da Universidade de São Paulo. Respondeu a perguntas essenciais sobre a enfermidade.

1. O QUE É?
Trata-se de um estado emocional que visa proteger de um risco próximo ou distante. A função de um estado emocional é modificar todo o funcionamento cerebral de modo rápido, aumentando a chance de sucesso do indivíduo ante a uma determinada situação.

2.  COMO SABER SE PASSOU DOS LIMITES?
Quando a ansiedade gera sofrimento excessivo, incapacitação ou prejuízo na vida afetiva, social e profissional.

3.  QUAIS OS PRINCIPAIS SINTOMAS?
Falta de ar ou respiração acelerada, mãos frias, taquicardia, irritabilidade, cansaço, problemas de concentração, dificuldade de pegar no sono, medo, tremores, náuseas, palidez, sensação geral de prontidão, como se estivesse em alarme diante de algum perigo.

4.  COMO É FEITO O DIAGNÓSTICO?
Por psiquiatras e psicólogos bem treinados. Esses profissionais avaliam se a pessoa apresenta um ou mais transtornos ansiosos. Só depois é que o profissional indica um tratamento.

5.  TÉCNICAS RESPIRATÓRIAS AJUDAM A CONTROLAR A ANSIEDADE?
Sim. O controle da respiração é um dos recursos que podem estar associados ao tratamento para conter as crises de pânico (deflagradas pela hiperventilação)

6.  QUAL É O PAPEL DO SONO?
A dificuldade de pegar no sono, o sono pouco reparador e a privação crônica do sono podem levar à sintomas de transtornos de ansiedade e humor.

7.  DOENÇAS PODEM CAUSAR AS CRISES DE ANSIEDADE?
Sim. Quadros de asma e enfermidades cardiovasculares, por exemplo, podem deflagrar crises. E sem tratamento, a ansiedade e a depressão pioram o prognóstico de pessoas com doenças cardiovasculares.

8.  A ANSIEDADE PODE SER CURADA?
Há tratamentos eficazes; é difícil, porém, falar em cura.



Tipos de ansiedade

a)    Agorafobia = A ansiedade que se sente em locais ou situações onde possa ser difícil ou embaraçoso escapar.
b)    Estresse pós-traumático = Após presenciar acontecimento traumático, a pessoa passa a reviver o evento.Pode ser um quadro agudo (quando ocorre dentro de um período de até 3 meses do citado evento) ou crônico quando a duração for maior e repetida.
c)   Generalizada = Quando a ansiedade flui ao longo das horas, dias, semanas e meses. Há uma preocupação excessiva e incontrolável, geralmente associada a tensão muscular, insônia e irritabilidade.
d)    Fobias = Medo excessivo e irracional revelado pela presença, ou da antecipação da presença, de um objeto ou situação que causa pavor. Exemplo: fobia de animais, de sangue, alturas e doenças. Há uma fobia que está tomando conta da sociedade, a fobia da insegurança e da violência.
e)   Transtorno de pânico = Crises súbitas de mal-estar, em geral sem que exista um fator desencadeante importante. Os ataques se repetem e há alterações de comportamento associadas ao medo de ter novas crises.
f)     Transtorno Obsessivo-Compulsivo (TOC)= É a presença de pensamentos obsessivos e a necessidade de realizar alguns rituais para suprimi-los. Como lavar as mãos repetidamente.
g)     Fobia Social = Medo persistente de situações em que a pessoa acredita estar exposta à avaliação dos outros ou de se comportar de maneira vergonhosa.
h)    Ansiedade Induzida = Uso de determinadas substâncias que pode levar a um ou mais transtornos ansiosos. Os sintomas aparecem durante a intoxicação ou até um mês após.



COMENTÁRIO NEO-DAY:

Assim, meus amigos, tivemos uma noção do Mal do Século: A ANSIEDADE. Entre incertezas, propagandas de fim dos tempos, injustiça salarial, insegurança social, as crises institucionais, as injustiças em geral, a corrupção, a sensação de impotência ante aos elementos que usurpam a nossa paz, é natural até que o homem moderno seja ansioso. Durante um pequeno momento isto é perfeitamente normal, mas quando demora um tempo maior pode se transformar em doença.

Não existe mais, em grande quantidade, aquela figura da pessoa tranquila, sem estresse, como existia antigamente. Os dias parecem menores, os encargos cada vez maiores e o sono cada vez mais curto. Já conheci pessoas que acalmava sua ansiedade, para poder dormir, colocando um paninho para lhe cobrir o rosto. Ela o chamava de DÁ A, tal qual um bebê, num retorno à Paz da 1ª Infância, estimulada pelo uso da chupeta ou do paninho no rosto.
  
Sempre chegamos ao fim de semana querendo dormir mais para compensar os dias mal dormidos. Nossa qualidade de vida piorou muito, tenho saudade do tempo em que podíamos sair à noite, em segurança, ou colocar as cadeiras na calçada e sentar na porta de casa, reunindo os vizinhos amigos, trocando idéias. Ficar escutando as histórias de cada, um era muito bom. Naquela época sorríamos muito, o povo era mais alegre e menos egocentrista. Com o coração em paz meu pai tocava violão e minha mãe cantava. Minha irmã, muito faladeira, divertia-se e eu brincava com os meninos vizinhos. Naquela época também havia ansiedade, depressão e estresse, mas a ação destes quadros era mais momentâneo. Não havia a pressão da informação que alimenta o estresse nosso de cada dia.

Hoje em dia, na hora do jantar, com a TV ligada, somos surpreendidos com uma notícia ruim do país ou do mundo (porque notícia boa é raridade). A notícia ruim é catada com maestria pelos editores jornalísticos que, com habilidade, jogam em nossos pratos.São uma variedade imensa de crimes, casos de corrupção, cachoeiras de informações ruins na hora do jantar... Repito, jogam em nossos pratos, como se quisessem temperar os nossos sonhos. 

Digam-me, quem pode dormir assim? Afirmo: Não siga o conselho de “Fique Ligado!”, se quiser dormir bem... Faça o contrário e tenha bons sonhos!

Feliz o tempo que passou, mas você sabe que podemos mudar a história, não é? Sugiro que você até veja a sua novela de cada dia, escolha uma, não mais. Tem gente que vê a das 15hs, a das 17, das 18, das 19, da 21 e agora uma as 22:30h. Sempre recheadas de violência, traição, crimes, intrigas e outras qualidades ruins... "Um prato cheio para a sua insônia. Use seu tempo para conversar com sua família, com o seu namorado ou curtir um bom livro. O Futuro está em nossas mãos! 


Ah! Como era boa a conversa no portão, mas isto não passa de um comentário saudosista, portanto... Chega de saudade! Fiz este comentário apenas para reforçar que a Ansiedade é o Mal dos Tempos Modernos... O Mal do Século. Falando nisto, deixo apenas uma pergunta que poderá me salvar da ansiedade:






- Alguém viu meu tranquilizante e o meu violão, por aí?


TIM-TIM!

“NO STRESS”

Um Brinde À Vida Copyright © 2011 | Tema Desenhado por: compartidisimo | Distribuído por: Blogger