sexta-feira, 2 de março de 2012

MOMENTO DE FÉ ... O SERMÃO DA MONTANHA ... Fragmentos

O Momento de Fé desta semana trás uma das passagens mais bonitas da filosofia cristã. Um momento de grande reflexão e poder onde Jesus Cristo, iluminado por Deus, profere o Sermão da Montanha, um longo discurso que pode ser lido no Evangelho de São Mateus, mais precisamente do capítulo 4, versículo 23, ao capítulo 7. Nestes discursos, Jesus Cristo profere lições de conduta e moral, ditando os princípios que normatizam e orientam a verdadeira vida cristã, uma vida que conduz a humanidade ao Reino de Deus e que põe em prática a vontade de Deus, que leva à verdadeira libertação do homem. Estes discursos podem ser considerados por isso como um resumo dos ensinamentos de Jesus a respeito do Reino de Deus, do acesso ao Reino e da transformação que esse Reino produz.
Além de importantes princípios ético-morais, podemos notar grandes revelações, pois aquilo que muitas vezes é tido por ruim, por desagradável, diante de Deus é o que realmente vai levar muitos à verdadeira felicidade. Esta passagem forma um paradoxo, contrariando a ideia de muitos e mais uma vez mostrando que "Deus não vê como o homem vê, o homem vê a aparência, mas Deus sonda o coração" (I Samuel 16.7). .
No Sermão da Montanha, o evangelista São Mateus está a apresentar Jesus Cristo como o novo Moisés, daí o discurso ser proferido numa montanha (talvez, apenas uma colina), pois Moisés tinha recebido os 10 Mandamentos no monte Sinai. Mas, Jesus não veio para abolir a LEI MOSAICA ou os Profetas, mas sim completá-los na sua íntegra (Mateus, 5, 17).
A VISÃO DA IGREJA CATÓLICA
A Igreja Católica (segundo o site wikipedia.org) divide os ensinamentos deste sermão (e também doutros discursos de Jesus) em duas categorias: os preceitos ou ensinamentos gerais, que todos devem seguir para obter a salvação e a definitiva libertação (ou seja, atingir a santidade), e os conselhos específicos ou conselhos evangélicos. A obediência a estes últimos conselhos é necessário só para aqueles que querem ser perfeitos, tal como Deus Pai, que é também perfeito (Mt 5, 48). Mas, mesmo que não seja obrigatório, Jesus encoraja e exorta os seus discípulos a serem perfeitos, e não só salvos.
Esta teoria foi iniciada por Santo Agostinho e desenvolvida na sua plenitude por São Tomás de Aquino, embora uma versão semelhante mas muito mais antiga foi já anunciada no famoso Didaquê, capítulo 6, versículo 2: Pois, se puderes portar todo o jugo do Senhor, serás perfeito; se não puderes, faze o que puderes para seres salvo (Did. 6, 2).
(Convidamos todos os amigos a lerem integralmente esta linda passagem bíblica)

“Fragmentos selecionados do Sermão da Montanha para o Momento de Fé Tim-Tim”


 NO INÍCIO DA NARRATIVA, JESUS FALA AO POVO DAS BEM-AVENTURANÇAS
“Bem-aventurados os humildes de espírito, porque deles é o Reino dos Céus! Bem-aventurados os que choram, porque serão consolados! Bem-aventurados os mansos, porque possuirão a terra! Bem-aventurados os que têm fome e sede de justiça, porque serão saciados! Bem-aventurados os misericordiosos, porque alcançarão misericórdia! Bem-aventurados os puros de coração, porque verão Deus! Bem-aventurados os Defensores da Paz, porque serão chamados filhos de Deus! Bem-aventurados os que são perseguidos por causa da justiça, porque deles é o Reino dos Céus! Bem-aventurados sereis quando vos caluniarem, quando vos perseguirem e disserem falsamente todo o mal contra vós por causa de Mim. Alegrai-vos e exultai, porque será grande a vossa recompensa nos céus, pois assim perseguiram os profetas que vieram antes de vós”  (Mateus, 5:3-12).



JESUS FALA DA LUZ DO MUNDO

Jesus, através das metáforas de Sal e de Luz, revela a enorme força do testemunho e a importante função dos discípulos, especialmente dos pregadores, que é, sobretudo, preservar e proteger a humanidade contra as influências malignas da corrupção e da maldade (a função do Sal) e ajudar a humanidade a conhecer, através da sua  e seu bom exemplo iluminador, o caminho da salvação (a função da Luz).

”Vós sois o sal da terra. Se o sal perde o sabor, com que lhe será restituído o sabor? Para nada mais serve senão para ser lançado fora e calcado pelos homens. Vós sois a luz do mundo. Não se pode esconder uma cidade situada sobre uma montanha nem se acende uma luz para colocá-la debaixo do alqueire, mas sim para colocá-la sobre o candeeiro, a fim de que brilhe a todos os que estão em casa. Assim, brilhe vossa luz diante dos homens, para que vejam as vossas boas obras e glorifiquem vosso Pai que está nos céus”. (Mateus, 5:13-16)


A ÚLTIMA PASSAGEM SELECIONADA POR MOMENTO TIM-TIM É A ORAÇÃO QUE JESUS UTILIZOU NAQUELE MOMENTO VISANDO ORIENTAR A TODOS A ORAR CORRETAMENTE, ESTA ORAÇÃO FICOU CONHECIDA COMO O PAI NOSSO”.

“Pai Nosso, que estais no céu, santificado seja o vosso nome; venha a nós o vosso Reino; seja feita a vossa vontade, assim na terra como no céu. O pão nosso de cada dia nos dai hoje; perdoai-nos as nossas ofensas, assim como nós perdoamos aos que nos ofenderam; e não nos deixeis cair em tentação, mas livrai-nos do mal”. (Mateus, 6:9-13)




Muitas outras passagens poderiam ser escritas pois o SERMÃO DA MONTANHA é um marco na história do cristianismo. Obrigado a todos pela leitura e pelo seu momento de fé. 

Agradecemos a sua leitura neste Momento de Fé que mostra a importância de Jesus Cristo em nossas vidas e a importância de seu apóstolo Mateus na transcrição e codificação das passagens evangelizadoras de Jesus Cristo. 

(UBAV-BRASIL utilizou como referência para busca de dados fragmentos do site www.wikipedia.org a quem agradecemos por facilitar tanto a vida dos pesquisadores.)

BOM DIA!


TIM-TIM!

Um Brinde À Vida Copyright © 2011 | Tema Desenhado por: compartidisimo | Distribuído por: Blogger