domingo, 29 de janeiro de 2012

"AÇÃO SOCIAL DE BRASÍLIA JAN 2012"... Neo Cirne

Amigos queridos, bom dia. Com imensa satisfação que anunciamos a realização de uma ação de visita, oferta de gêneros, brindes e material de limpeza ao Lar dos Velhinhos Bezerra de Menezes, localizado na Cidade de Sobradinho - DF. Foi um sucesso! Compareceram ao evento as legionárias Lene DF e Cristal DF, e o nosso mascote 2012, Matheus. Tivemos o prazer de contar com a presença da Escola Técnica de Saúde de Planaltina - ETSP, que se fez representar com sua atenciosa Professora Zeli, e pelas alunas dedicadas Cleide, Ivonete, Eni, Valéria, Arleide, Agnalda, Antonieta, Aletícia e Deilde que ajudaram cortando cabelos dos idosos, fazendo unhas e melhorando a estética facial das senhoras abrigadas no Lar.
É bom contar com parceiros competentes, serve de exemplo para aqueles voluntários de UBAV que têm vontade de ajudar e muitas vezes deixam de realizar um movimento solidário por considerarem que estão sós. Convidem barbeiros, manicures, esteticistas, médicos, dentistas, recreadores para ajudarem vocês no movimento social que querem realizar. Tem muita gente querendo ajudar. A ação ganha mais amplitude e eficiência.

Vamos mostrar uma sequência fotográfica que começará com nosso mascote 2012 entregando um presentinho a uma das senhoras internas no Lar Bezerra de Menezes. Na sequência outras fotos do evento.


Matheus entrega um brinde

A Srª Inês Miranda, diretora do Lar, apresenta a sala de confecção de impressos
agendas, blocos de anotação, bloquinhos de geladeira. Todo este trabalho é realizado
por voluntários e idosos abrigados no Lar.

A equipe de voluntários da brilhante Escola Técnica de Saúde de Planaltina
e nossas legionárias Lene e Cristal
Neo Cirne ao lado da professora Zeli, Lene e Matheus

Aluna da ETSP em ação
Outra aluna em atividade

É isto aí amigos, esta foi mais uma ação de UBAV-BRASIL, o nosso querido brinde de amor e luz. Agradecemos muito a senhora Inês Miranda, que abriu as portas de sua maravilhosa instituição e permitiu que realizássemos este movimento, tendo ao lado a querida Escola Técnica de Saúde de Planaltina, sob o comando da Profª Maria Zeli e de suas dedicadas alunas, as quais convidamos para entrarem para este grupo maravilhoso de legionários de UBAV-BR.
Agradecemos a Lene DF (nossa participante do ano 2011), ao jovem Matheus e a querida legionária Cristal DF. Eles sempre estão presentes com seu carinho e simpatia. UBAV-BR tem grande orgulho destes participantes dedicados a causa social. Àqueles que não puderam comparecer por motivos diversos deixamos o nosso carinho e a última foto, que demonstra a alegria e o carinho daqueles que receberam a doce energia de Um Brinde à Vida.

Palavras finais da moradora do Lar Bezerra de Menezes:
Voltem sempre!
TIM-TIM!

sexta-feira, 27 de janeiro de 2012

Momento de Reflexão... Mensagem de Gandhi

Queridos amigos, bom dia! Chegamos ao fim de semana, como passou rápido! Temos o hábito de destinar um espaço para a reflexão e agradecimento pelos dias produtivos e de paz que mesmo nos momentos difíceis conseguimos encontrar. Não sei se me fiz entender, vou tentar explicar: Qualquer situação que vocês vivam em suas vidas nada é absolutamente ruim, e vice-e-versa. Isto ocorre porque na Vida tudo tem os dois lados de interpretação e de sentimento. É a Lei da Dualidade. Não há necessidade de proporcionalidade, temos grandes alegrias e perdas imensas, mas nada é 100% alegria e nada é 100% dor, a não ser que o seu foco seja direcionado a esta ou aquela emoção. Portanto, devemos meditar as sextas-feiras e ao final agradecer ao nosso bondoso Deus por tudo que nos acontece. Por mais doído que seja um momento vivido, creia que mesmo por um momento você tirará uma reflexão positiva da dura situação emocional que você passou.
Dentro desta temática, quero apresentar para o seu momento reflexivo a matéria enviada por uma amiga muito querida, que em muito pouco tempo tornou-se uma das maiores colaboradoras do projeto. Solidária SC, ela acreditou no projeto, vestiu a camisa com muito carinho e somos muito gratos pela sua atitude. Se todos fizessem um pouquinho este projeto seria maravilhoso.
Temos muitos acessos, mas a participação é ínfima para um movimento como este que requer bondade, seriedade, determinação e solidariedade, haja vista que lançamos a nossa ENQUETE PREMIADA da semana ofertando um brinde para quem escrever um pouco de sua emoção solidária. Nosso interesse é ouvir o coração das pessoas e sua voz interior sobre o tema de nossa existência a solidariedade; há 05 dias que estamos aguardando suas opiniões. Duas pessoas mandaram a definição de solidariedade, não é isto que desejamos. A pergunta é:

Você acredita que seja possível uma pessoa ofertar alguns minutos do seu tempo para participar de um grupo de pessoas, constituindo em sua cidade um núcleo de amigos voluntários para realizar movimentos de solidariedade?   
Responda e ganhe um crédito de cem reais para comprarem o que quiserem na Livraria Saraiva. Vamos lá, a enquete ficará no ar até o dia 30 de janeiro.

A matéria enviada para nossa reflexão de hoje é esta:

O Espelho de Gandhi

Alguma pessoas perguntaram a Mahatma Gandhi quais são os fatores que destroem os seres humanos. Ele respondeu: A Política sem princípios; o Prazer sem compromisso; a Riqueza sem trabalho; a Sabedoria sem caráter; os negócios sem moral; a Ciência sem humanidade; a Oração sem caridade.
A vida me ensinou que as pessoas são amigáveis, se eu sou amável; que as pessoas são tristes se estou triste; que todos me querem, se eu os quero; que todos são ruins, se eu os odeio; que há rostos sorridentes, se eu lhes sorrio; que há faces amargas, se eu sou amargo; que o mundo está feliz, se eu estou feliz; que as pessoas ficam com raiva quando eu estou com raiva; que as pessoas são gratas, se eu sou grato.
A VIDA É COMO UM ESPELHO: se você sorri para o espelho, ele sorri de volta. 

A atitude que eu tome perante a vida é a mesma que a vida vai tomar
perante mim. "Quem quer ser amado, ame".
“O caminho para a felicidade não é reto.Existem curvas chamadas EQUÍVOCOS, existem semáforos chamados AMIGOS, luzes de cautela chamadas FAMÍLIA, e tudo se consegue se tens: um estepe chamado DECISÃO, um motor poderoso chamado AMOR, um bom seguro chamado FÉ,
combustível abundante chamado PACIÊNCIA, mas acima de tudo um motorista habilidoso chamado DEUS!”
Pense nisto!

Tim-Tim!

terça-feira, 24 de janeiro de 2012

SAÚDE TIM-TIM: CUIDE BEM DO SEU CORAÇÃO

Meus amigos este simples recado poderá salvar muitas vidas e como temos por princípio brindar a vida, encaminhamos para sua apreciação. Tenham sempre boas atitudes com seu coração. Evitem estresse, bebida em excesso, fumo, evitem comida gordurosa, líquido gelado nas refeições e tenham uma vida mais saudável, com menos 70% de chance de um ataque cardíaco.



ÁGUA GELADA NAS REFEIÇÕES FAZ MAL AO SEU CORAÇÃO - PREVINA-SE.






Este é um artigo muito bom. Não só sobre a água quente após a sua refeição, mas acerca de ataques cardíacos. Os chineses e os japoneses bebem chá quente com as refeições, não água fria, talvez seja hora de mudar seus hábitos de consumo.

Para aqueles que gostam de beber água fria, este artigo é aplicável a eles. É bom ter um copo de bebida quente após a refeição.

A água fria solidifica o alimento gorduroso que você acabou de comer... Isso retarda a digestão. Uma vez que essa 'mistura' reage com o ácido digestivo, ela reparte-se e é absorvida pelo intestino mais depressa do que o alimento sólido. Muito em breve, isso vai se transformar em gordura e levar ao câncer. É melhor tomar uma sopa quente ou água quente após cada refeição.


Sintomas comuns de ataque cardíaco grave: 

Uma nota sobre os ataques cardíacos - Você deve saber que nem todos os sintomas de ataques cardíacos vão ser dor no braço esquerdo. Esteja ciente de dor intensa no queixo. Você pode nunca ter primeiro uma dor no peito no decurso de um ataque cardíaco.


Náuseas e sudorese intensa são sintomas muito comuns. 60% das pessoas têm ataques cardíacos enquanto dormem e não conseguem despertar. Uma dor no maxilar pode despertar-te de um sono profundo. Vamos ser cuidadosos e estar atentos. Quanto mais se sabe, melhor a chance de sobreviver.


Um cardiologista diz que se todos os que lerem esta mensagem 
devem informar aos seus amigos e familiares, você pode ter certeza que vão salvar pelo menos uma vida. Seja um verdadeiro amigo e brinde a vida.
Tim-Tim!

(Mensagem enviada por Forrozin PB, que marca mais dois pontinhos na promoção participante do Ano)

quinta-feira, 19 de janeiro de 2012

Premiação Ano Novo: ANDRÉA MELO SC e seu brinde..Tim-Tim!

Com muito prazer entregamos a premiação da Promoção de Ano Novo, a querida amiga e futura voluntária do projeto UBAV-BR, ANDRÉA MELO. O prêmio foi uma prática Impressora HP 1000 -Desk Jet.
Fui recebido em sua casa, onde Andréa junto com sua mãe me ofereceu um delicioso café. Valeu, saiba que pra nós deste projeto é um prazer ofertar um brinde a uma pessoa que conhecia e era sabedor de suas qualidades solidárias, herdadas, sem dúvida alguma, de uma família de pessoas de bem e que fazem desta vida uma grande escola para evoluirem espiritualmente. Esta é a primeira vez que Andréa Melo é sorteada. Apesar de não ocupar oficialmente uma função legionária, ela acessa nosso site diariamente, comunica-se e dá sugestões. Isto é um incentivo para continuarmos querendo formar um grupo de Voluntários do Bem e que possam nos ajudar aqui em Santa Catarina a ter realmente uma representação à altura de nosso projeto. Obrigado Andréa pelo café e pela participação em UBAV-BR.

FELICIDADES E TIM-TIM!

Neo Cirne
   coordenador   

quinta-feira, 12 de janeiro de 2012

Homenagem a um grande homem... Artur da Távola

Queridos amigos, hoje abrimos o nosso espaço para homenagear um grande brasileiro, Arthur da Távola. Segundo o site http://www.pt.wikipédia.org/
Artur da Távola, o pseudônimo de Paulo Alberto Moretzsohn Monteiro de Barros, (Rio de Janeiro, 3 de janeiro de 1936 — Rio de Janeiro, 9 de maio de 2008) foi um advogado, jornalista,  radialista, escritor, professor e político brasileiro. Foi um dos fundadores do PSDBEra apresentador de um programa de música erudita na TV Senado.
Como jornalista, atuou como redator e editor em diversas revistas, notavelmente na Bloch Editores e foi colunista de televisão nos jornais Última Hora, O Globo e O Dia, sendo também diretor da Rádio Roquette Pinto. Publicou ao todo 23 livros de contos e crônicas.
Távola apresentava o programa Quem tem medo de música clássica?, na TV Senado onde demonstrava sua profunda paixão e conhecimento por música clássica e erudita. No encerramento de cada programa, ele marcou seus telespectadores com uma de suas mais célebres frases:

Música é vida interior, e quem tem vida interior jamais padecerá de solidão.

Seu compositor preferido era Vivaldi, a quem dedicou quatro programas especiais apresentando Le quattro stagioni em sua versão completa e executada pela Orquestra Filarmônica de Berlim. Também exibiu com exclusividade execuções da Orquestra Sinfônica Brasileira no Festival de Gramado nos anos de 2003 a 2007. Era apresentador de um programa sobre música na Rádio MEC.

Dentre suas inúmeras obras contos e textos destacavam-se pensamentos maravilhosos, a maior parte deles falando de amor como este texto que apresento agora:

Amar Bonito
Artur da Távola

Talvez seja tão simples, tolo e natural que você nunca tenha parado para pensar:
Aprendam a fazer bonito seu amor.
Ou fazer o seu amor ser ou ficar bonito.
Aprenda, apenas, a tão difícil arte de amar bonito.
Gostar é tão fácil que ninguém aceita aprender...
Tenho visto muito amor por aí.
Amores mesmo: bravios, gigantescos, descomunais, profundos, sinceros, cheios de entrega, doação e dádiva.
Mas esbarram na dificuldade de se tornar bonitos.
Apenas isso: bonitos, belos ou embelezados, tratados com carinho, cuidado e atenção.
Amores levados com arte e ternura de mãos jardineiras.
Aí, esses amores que são verdadeiros, eternos e descomunais, de repente se percebem ameaçados e tão somente porque não sabem ser bonitos: cobram, exigem, rotinizam, descuidam, reclamam, deixam de compreender, necessitam mais do que oferecem, precisam mais do que atendem, enchem-se de razões.
Sim, de razões.
Ter razão é o maior perigo no amor.
Quem tem razão sempre se sente no direito (e o tem) de reivindicar, de exigir justiça, equidade, equiparação, sem atinar que o que está sem razão talvez passe por um momento de sua vida no qual não possa ter razão.
Nem queira!!!
Ter razão é um perigo: em geral, enfeia um amor,
pois é invocado com justiça, mas na hora errada.
Amar bonito é saber a hora de ter razão.
Ponha a mão na consciência. Você tem certeza de que está fazendo o seu amor bonito?
De que está tirando do gesto, da ação, da reação, do olhar, da saudade, da alegria do encontro, da dor do desencontro a maior beleza possível?
Talvez não.
Cheio ou cheia de razões, você separa do amor apenas aquilo que é exigido por suas partes necessitadas, quando talvez dele devesse pouco esperar, para valorizar melhor tudo de bom que de vez em quando ele pode trazer.
Quem espera mais do que isso sofre e, sofrendo, deixa de amar bonito.
Sofrendo, deixa de ser alegre, igual, irmão, criança.
E sem soltar a criança, nenhum amor é bonito.
Não tema o romantismo. Derrube as cercas da opinião alheia.
Faça coroas de margaridas e enfeite a cabeça de quem você ama.
Saia cantando e olhe alegre.
Recomenda-se: encabulamentos, ser pego em flagrante gostando, não se cansar de olhar e olhar, não atrapalhar a convivência com teorizações, adiar sempre se possível com beijos 'aquela conversa importante que precisamos ter', arquivar, se possível, as reclamações pela pouca atenção recebida.
Para quem ama, toda atenção é sempre pouca.
Quem ama feio não sabe que pouca atenção pode ser toda a atenção possível.
Quem ama bonito não gasta tempo dessa atenção cobrando a que deixou de ter.
Não teorize sobre o amor (deixe isso para nós, pobres escritores que vemos a vida como criança de nariz encostado na vitrine cheia de brinquedos dos nossos sonhos);
não teorize sobre o amor, ame.
Siga o destino dos sentimentos aqui e agora.
Não tenha medo exatamente de tudo o que você teme, como:
a sinceridade, abrir o coração, contar a verdade do tamanho do amor que sente;
não dar certo e depois vir a sofrer (sofrerá de qualquer jeito).
Jogue pro alto todas as jogadas, estratagemas, golpes, espertezas, atitudes sabiamente eficazes (não é sábio ser sabido): seja apenas você no auge de sua emoção e carência, exatamente aquele você que a vida impede de ser.
Seja você cantando desafinado, mas todas as manhãs.
Falando besteiras, mas criando sempre.
Gaguejando flores.
Sentindo o coração bater como no tempo do Natal infantil.
Revivendo os caminhos que intuiu em criança.
Sem medo de dizer eu quero, eu estou com vontade.
Deixe o seu amor ser a mais verdadeira expressão de tudo que você é.
Se o amor existe, seu conteúdo já é manifesto.
Não se preocupe mais com ele e suas definições.
Cuide agora da forma do amor:
Cuide da voz.
Cuide da fala.
Cuide do cuidado.
Cuide de você.
Ame-se o suficiente para ser capaz de gostar do amor e só assim poder começar a tentar fazer o outro feliz.

Da mesma forma que Artur da Távola escrevia de maneira vibrante o amor, outros temas compuseram sua linda obra como esta que fala em despedida, esta poesia foi enviada por SOLANGE BA, que marca mais dois pontinhos pela sua publicação de "Nunca se sabe onde está uma despedida".


Nunca se sabe onde está uma despedida ...

                                                                         de Artur da Távola
Nunca se sabe onde está uma despedida. Até no afã do até logo pode esconder-se um nunca mais. Na frase infeliz, na simples conversa, algo pode estar morrendo, do amor ou da amizade.


Há despedidas que não são patentes. Não se lhes percebe o estalo do afastamento, que pode estar no instante de mau humor, na resposta infeliz, na alegria que não se repete ou na palavra que deixamos de dar e receber. Às vezes, está na palavra que dizemos.


Nem sempre as pessoas se separam: esgarçam-se às vezes. Viver esgarça. É algo que se afasta sem romper completamente. Também no que esgarça pode haver despedida pois, embora não haja perda de matéria, nunca mais será como antes.


Despedir-se é sutil, nem sempre aparece. Seres em mutação, vivemos a mudar sem saber. Na mudança, transforma-se em recordação o que antes era união e vontade, amizade ou convivência. Tudo faz-se retrato, álbum, caderno, poema, carta, saudade ou memória. A despedida não é por querer: acontece a despeito. Um simples "até já" pode conter inimagináveis nuncas. Ou sempre.


Maravilhosa e cruel a vida! Tudo pode acontecer. As ligações, salvo poucas, fazem-se precárias e falíveis. Nosso destino é preso a acontecimentos semicontroláveis. Ou impulsos, cansaços, e as discordâncias, são imprevisíveis. E geram despedidas antes insuperáveis.


Ninguém sabe de quem se afastará. Nem quais as amizades e amores de toda a vida, nada obstante existam. Raros captam a dor que estala em cada hipótese de despedida. Separar-se contém sempre a hipótese da despedida. Por isso, uma dor sempre se infiltra em cada afastamento. Algo se assusta, escondido em tudo o que se separa. Ainda que para ir ali pertinho e logo voltar.


Quem viaja ameaça a despedida. "Partir é morrer um pouco". Dizem os franceses, e com razão. Ainda que para encontrar-se depois, quem parte arrisca despedidas. Por isso, a emoção subjacente percorre-lhe o mistério e a "região das certezas absolutas".


As grandes despedidas dão-se - contudo - sem que o percebamos. As que sabemos e sofremos não são despedidas completas, pois a saudade e a memória hão de trazer de volta o sentimento genuíno que agora causa dor. As grandes despedidas infiltram-se no cotidiano e nos atos corriqueiros de cada dia sem ser percebidas. Muitos anos depois, vamos verificar que disfarçado em dia-a-dia ali estavam e estalavam saudades antecipadas, vários nuncas dos quais jamais suspeitamos. Nunca se sabe onde está uma despedida.


A não ser muito depois.


Artur da Távola era um grande pensador, dentre seus pensamentos destaco um falando de AMOR que eu adoro e compartilho com vocês:


O AMOR...

O amor... Ah, o amor...
O amor quebra barreiras, une facções,
destrói preconceitos,
cura doenças...
Não há vida decente sem amor!
E é certo, quem ama, é muito amado.
E vive a vida mais alegremente...

TIM-TIM!

"Nunca sabemos a hora de partir...mas sempre sentimos a saudade de quem parte e da saudade nos leva a pensar: como foi bom amar você. Feliz o tempo que passou"
(Neo Cirne)

Um Brinde À Vida Copyright © 2011 | Tema Desenhado por: compartidisimo | Distribuído por: Blogger