"UBAV-BRASIL"
"O site do internauta solidário!"

FRASE DO DIA
(de 18 a 21/04)

FRASE DE JESUS CRISTO

"AQUELE QUE CRÊ EM MIM NUNCA ESTARÁ SOZINHO"

(JESUS DE NAZARÉ)

- Homenagem de UBAV-BRASIL ao maior homem de todos os tempos: JESUS CRISTO -


TIM-TIM!

"PALAVRAS ILUMINADAS" - (13/04) - A mensagem positiva de Frei Jaime Bettega OFMcap


BOM DIA! Obrigado, Senhor, por este dia: Domingo de Ramos!



“Às vezes Deus acerta tanto que a gente nem sabe como agradecer!”
(Flora Figueiredo)



Olhar a vida, sem acentuar este ou aquele momento, é uma tarefa necessária e importante. Às vezes dá a impressão de que não se tem uma real percepção da vida. Entender-se e perceber-se é uma qualidade que deveria estar presente em todas as pessoas.


Não sei se não gastamos demasiado tempo observando os outros, em detrimento ao próprio eu?! ‘Amar a Deus sobre todas as coisas’ não deveria ser uma norma, apenas um mandamento. Interessante: quando amamos a Deus por primeiro, fica mais fácil de amar os outros, na justa sequencia. O amor a Deus favorece os outros amores. Confiar a vida a Deus, permitindo que Ele conduza os passos é aproximar-se, dia após dia, da felicidade.


Confiança em Deus é um jeito criativo e sereno de viver. E olha: às vezes Deus acerta tanto que a gente nem sabe como agradecer! Temos que reconhecer que agradecer não é o nosso forte. Somos bons em pedir. Agradecer parece não fazer parte do cotidiano. Que a gratidão possa ser a melhor oração.



Bênçãos! Paz e Bem! Santa Alegria! Abraços!



ATENÇÃO AMIGOS LEITORES:

Esta importante coluna de Frei Jaime, terá uma interrupção nesta Semana Santa, tal qual a todas as outras que compõem a nossa grade informativa. Na terça-feira, dia 22/04, ela estará de  volta trazendo as belas reflexões do nosso querido amigo, Frei Jaime Bettega.
Neste período, até o domingo de Páscoa, apenas as frases atribuídas a Jesus de Nazaré serão postadas nas frases do dia. Agradecemos a compreensão. Vocês que admiram os conselhos do querido frei, poderão visualizar e curtir suas mensagens no Facebook.

Tim-Tim!

A coordenação

-0-0-0-

Frei Jaime Bettega é pároco da Paróquia Imaculada Conceição, em Caxias do Sul, linda cidade da serra gaúcha. Vale a pena vocês conhecerem esta joia do belo Estado do Rio Grande do Sul. Aproveitem para visitar a Paróquia Imaculada Conceição e receberem as bênçãos de Deus, através de Frei Jaime Bettega.

Sua palavra vai ao ar diariamente no seu Facebook e está presente na grade de nossa programação, sempre as terças, quintas, sábados e domingos. É um prazer retransmitir as palavras de Frei Jaime Bettega. Bom Dia! 

Frei Jaime Bettega OFMcap

"ORAÇÃO DOMINICAL ESPECIAL" - DOMINGO DE RAMOS - 2014 - Por GOUBAV

Excepcionalmente, estamos escrevendo a Oração Dominical, para lembrar o Domingo de Ramos. Data que é recordada, com a benção e procissão de ramos nas igrejas cristãs. A entrada  de Nosso Senhor Jesus Cristo em Jerusalém como está descrito na Bíblia Sagrada em Mt 21, 1-11; Mc 11, 1-11; Lc 19,29-40 e Jo 12,12-19, simboliza a esperança.
O motivo da visita à cidade era para celebrar a páscoa judaica , isto é, a comemoração da libertação do povo judeu da escravidão em que viviam no Egito. O  povo de Israel comemorava tres grandes festas de peregrinação naquela época: Páscoa, Pentecostes e Tendas. A Páscoa era celebrada com o sacrifício de um animal novo. Celebrada na primeira lua cheia da primavera.


Ingressou na cidade montado em um jumentinho, mostrando ser humilde e manso de coração, no entanto foi aclamado como rei “Bendito aquele que vem em nome do Senhor”(Mt 21,9). Gritavam “Hosana”, um grito de júbilo que era utilizado para saudar a Deus ou ao rei e significa ” salva, ajuda por favor!” Era usado nas festas judaicas como a da Páscoa.
Com esta entrada estava se cumprindo a profecia de Zacarias: “Exulta de alegria, filha de Sião, solta gritos de júbilo  filha de Jerusalém eis que vem a ti o teu rei, justo e vitorioso, ele é simples e vem montado num jumento, no  potro de uma jumenta”.
Imagine-se o que deve ter passado pela cabeça da elite sacerdotal. Verdadeiro horror daquele que entrava como rei na cidade, exatamente como a profecia antecipara. E além disso, como primeira providência promove uma verdadeira limpeza no templo, expulsando os que utilizavam aquele local para negócios, certamente com apoio dos sacerdotes.
A procissão de ramos tem origem no século IV em Jerusalém.Os ramos que são abençoados no domingo de Ramos e que temos o costume de colocar junto ao crucifixo em casa, serão incinerados e utilizados na quarta-feira de cinzas do ano posterior. Eles são a origem das cinzas que são usadas na Benção das Cinzas.
Qual tipo de ramo deve ser utilizado? A dúvida é bastante comum, talvez derivada da antífona : “pueri hebraeorum, portantes ramos olivarum…”
Os primeiros cristãos recordavam a entrada de Jesus em Jerusalém com uma celebração no Monte das Oliveiras. Depois, com palmas e ramos de oliveira dirigiam-se à cidade cantando hinos de louvor. Utilizavam ramos da vegetação abundante em sua região, e nós mantendo a tradição, usaremos ramos abundantes em nossa região, não necessariamente oliveiras.


Hoje é um dia muito especial para todos os cristãos e para nós também, por isto republicamos a mensagem que fala do início da caminhada de Jesus Cristo e da Semana da Paixão. Em respeito a todas as outras religiões, até segunda-feira, dia 21 de abril, nosso site não apresentará matérias novas e terá uma pequena mudança na sua apresentação. Colocaremos no ar algumas músicas clássicas e religiosas em homenagem ao maior homem de toda história da humanidade: Jesus Cristo. 


A ORAÇÃO DE HOJE É O PAI NOSSO





-0-0-0-0-

Os nossos amigos que gostam de orar devem aproveitar esta Semana Santa, para reforçar seus votos com Cristo. Orem e peçam com muita vontade para que o nosso país tenha um futuro grandioso e que as pessoas que dirigem esta grande nação sejam pessoas do bem e voltadas para o bem estar do povo, sem qualquer exclusão. A unidade de nosso país é que dará chance a este povo de ser mais feliz e, esta felicidade, virá plenamente com os exemplos de Jesus Cristo.

"Uma boa semana para vocês, cheia de paz, reflexão e muito amor" 


GOUBAV

"TAL PAI... TAL FILHO" - Uma dica para a Relação Pais e Filhos - A orientação familiar de Sueli Santos

Neste mês vou postar um trecho do texto do livro do Içami Tiba que fala da complexidade e ao mesmo tempo da simplicidade de educar uma criança.

Medo de errar todos os pais têm, principalmente quando são "marinheiros de primeira viagem", mas eu sempre digo que eles devem seguir a intuição, e não se preocuparem tanto, pois eles estão fazendo o seu melhor,  desde que aja amor e bom senso em relação à super proteção, colocar limites e  às vezes proibir mesmo alguns comportamentos dos pequenos: isto quer dizer amá-los. As crianças têm uma grande sensibilidade pra perceberem quem é o líder, se sentem ou não protegidas, se costumam ter comportamentos, às vezes, inadequados pra testar este amor dos pais. Fazem isto para sentirem-se realmente amadas. Isto é uma característica típica do ser humano e muito mais presente nas crianças.

Tim-Tim

Sueli  Santos



Uma dica para a Relação Pais e Filhos

O medo de errar pode paralisar o elefante. Não há pais que queiram errar com os filhos, pelo contrário. Por medo de errar é que acabam errando, pois não estabelecem limites. Só um erro não traumatiza o educando. O que distorce a educação é os pais frequentemente deixarem de agir quando necessário. Mas a vida oferece muitas oportunidades de compensar o prejuízo.

Uma atitude adequada tomada em relação a um filho nem sempre é percebida na hora, e sim pelos resultados que se observam ao longo do tempo. Educar dá trabalho, e os bons frutos, na grande maioria dos casos, são colhidos pelo resto da vida.

Uma criança feliz não é chata. Ela se satisfaz com as coisas que faz, não exige que o outro seja a fonte de sua felicidade.

"Criança feliz é como um carro de corrida: só faz pit stop com os pais para abastecer. Quanto mais saudáveis são os filhos, mais exploram o mundo em velocidade condizente com o local e menos desastres provocam na corrida."


(Do livro "Quem ama, educa" - Içami Tiba)




Sueli Pereira dos Santos
CRT 25.188

Terapeuta Sistêmica (Família, individual e casal) – Psicopedagoga clínica – Letras - Psicomotricidade e Desenvolvimento Humano. 

Distúrbios/Transtornos de Aprendizagem – Aprendizagem e Psicopedagogia - Bioenergia - Dinâmicas de Grupo - Educação e Psicologia Social/clinica – Leitura corporal 

Exerce atividade clínica em Belo Horizonte - MG 

www.terapeutasistemica.blogspot.com

"PALAVRAS ILUMINADAS" - (12/04) - O comentário positivo de Frei Jaime Bettega OFMcap


Bom Dia! Alegria e paz para este sábado!


“Saudade tem cheiro. Desconfio também que tenha braços, porque aperta.”
(Michelle Trevisani)


Há períodos em que ela é mais intensa; às vezes está mais amena; alguns dias, machuca; noutros, intensifica a felicidade. Essa é a saudade que invade a interioridade humana e desperta variados sentimentos.


É bem provável que todos os humanos se defrontam com esse sentimento. Alguns tiram de letra. Outros, tornam-se chorosos. A saudade já inspirou obras de arte; monumentos... Mas também já machucou e arrasou muitos sonhos. Ela é inerente à vida. Sem dúvidas, ela tem braços resistentes: nunca vi apertar tanto. Mas é um aperto que alcança as profundezas do existir, confirmando que algo muito bom aconteceu.


Só não convive com a saudade quem caminha um tanto distante do amor. Faz parte da capacidade de amar, sentir saudades. Se todos são capacitados para o amor, como não experimentar a saudade?! A saudade não deveria entristecer. Pelo contrário, deveria intensificar a alegria.


Quem ama, sente saudades! Claro, tem saudades doloridas: quando algo se foi e não volta mais; quando alguém partiu definitivamente... Se houver serenidade para sintetizar as coisas boas que aconteceram, a saudade poderá reduzir algumas dores. Lidar com a saudade é um aprendizado que engrandece a vida!


Bênçãos! Paz e Bem! Santa Alegria! Abraços!





Frei Jaime Bettega é pároco da Paróquia Imaculada Conceição, em Caxias do Sul, linda cidade da serra gaúcha. Vale a pena vocês conhecerem esta joia do belo Estado do Rio Grande do Sul. Aproveitem para visitar a Paróquia Imaculada Conceição e receberem as bênçãos de Deus, através de Frei Jaime Bettega.

Sua palavra vai ao ar diariamente no seu Facebook e está presente na grade de nossa programação, sempre as terças, quintas, sábados e domingos. É um prazer retransmitir as palavras de Frei Jaime Bettega. Bom Dia! 

Frei Jaime Bettega OFMcap

“CAFÉ DA MANHÔ Um papo gostoso pra começar bem o dia. - Por Neo Cirne


Como é bom ser solidário.

Quando eu era criança observava a minha avó Noélia, uma mulher ativa, bondosa, dedicada aos seus 10 filhos, sim, naquela época a maioria das mulheres tinham muitos filhos e ontem, ao ver o retorno de A GRANDE FAMÍLIA, programa da GLOBO que sempre tive o prazer de assistir, fiquei pensando como é bom ter uma grande família. Assim era a família de minha avó, imensa e alegre. A vida era difícil naquela época, a sociedade se desenvolvia, mas às duras penas, vejam:

Pra começar, não existiam os grandes supermercados, comprava-se na quitanda ou nas vendinhas, a oferta de produtos era mínima, o leiteiro trazia o leite em galões entregando nas portas da casa, todos tinham uma lata de leite e iam pegar o leite na carroça, depois este mesmo leite passou a ser engarrafado e deixado nas portas das pessoas.  


A quantidade de automóveis e ônibus era bem pequena, os bondes circulavam pelas grandes cidades, mas não satisfaziam o aumento da população. As comunicações eram precárias, as oportunidades de emprego então, eram bem reduzidas, pois o comércio era pequeno e o parque industrial brasileiro era mínimo. 
Importávamos quase tudo, a classe média era composta por comerciantes e profissionais liberais e os pobres compunham a maioria da pirâmide social, como agora, neste aspecto nada mudou. 
Os pobres viviam em bairros mais afastados e a oportunidade de subir na escala social era muito pequena ou nenhuma. Neste cenário de dificuldade encontrar alguém que fosse solidário e desapegado era muito difícil.


Minha avó, era diferente, sempre exercia a sua liderança. Reunia a família aos domingos para um grande almoço, mas pela manhã levava um monte de netos até à Praça Saens Peña, no bairro da Tijuca, pertinho de sua casa. Lá nós brincávamos nos balanços e gangorras, tomávamos sorvetes e vovó reunia os netos num canto da praça e falava do assunto que mais gostava: a solidariedade. 

Dizia da necessidade de sermos mais solícitos, educados, generosos e sempre finalizava o passeio contando uma história orientando a necessidade de sermos todos amigos. Ela perguntava aos netos que gesto positivo nós tínhamos realizado naquela semana. Aos que faziam uma boa ação ela premiava com um brinde e dizia: "continue assim, meu filho... Este é o caminho".
 O seu gesto era observado com muita atenção por todos os netos. Ela conseguia ser uma grande mulher, mesmo com o seu 1,45 m de altura. Eu com 10 anos era maior que ela...rsrs. Porém, era uma mulher de ouro. Era justa, amorosa e rígida. Todos os netos a adoravam e temiam sua fala, pois suas palavras doíam, eram cheias de saber e calavam fundo.


A maioria dos seus filhos e netos era formada por grandes solidários, meu pai, mesmo lutando com muita dificuldade financeira, sempre encontrava uma forma de ser útil e solidário ajudando os vizinhos que estavam passando por alguma dificuldade. Mamãe fazia comida a mais e oferecia a um vizinho na vila onde eu morava. Eu compreendia e sabia que eles haviam assimilado os ensinamentos da vovó, a nossa família era muito feliz. 


Vovó Noélia foi presidente de um abrigo para meninos pobres, na rua Ibituruna, no bairro da Tijuca e seu grande foco era ajudar as mães pobres. Aquelas senhoras que aguardavam a “chegada da cegonha”, sim, vocês sabem, né? Antigamente, a informação que passavam para as crianças era de que o neném vinha numa cesta, carregada por uma cegonha... Assim, disfarçavam a curiosidade infantil sobre assuntos de sexo, coisa impossível nos dias de hoje. Depois vocês tirem as suas conclusões se isto era bom ou ruim.



Vovó passava o ano fazendo cestas de roupinhas de bebê, o enxoval era completo, era tudo feito à mão e com muito capricho.  Numa tarde festiva, a direção do Abrigo entregava às senhoras gestantes ou novas mamães, previamente selecionadas, aquelas lindas cestas repletas de roupinhas. 


No início eram 100 cestas, mas isto dava um trabalho imenso para ela, fazia tudo sozinha. Reuniu, então, um grupo de senhoras solidárias e a nova produção aumentou para 500 cestas. A festa ganhou um grande impulso com a chegada das novas participantes. Recordo que ao final da festa de entrega das cestas, vovó que era espírita discursava, lia uma passagem bíblica e uma mensagem de Alan Kardec, agradecia a Deus por tê-la permitido ajudar e todos os presentes, palestrantes e homenageados, davam as mãos e repetiam a expressão: 

“VIVA A SOLIDARIEDADE”  



E todos voltavam pros seus lares felizes, uns por terem sido brindados com uma linda cesta de enxoval completa para seus filhos e outros voltavam felizes pelo prazer de terem servido ao próximo.


Vovó sempre nos dizia: “Ninguém é tão pobre que não possa ofertar e nem tão rico que não possa receber”... Somos todos iguais e necessitamos uns dos outros.


Obrigado vovó Noélia, pelos seus ensinamentos que hoje tento aplicar nesta obra, que reúne tantas pessoas de bem. No sábado passado tivemos mais um exemplo de solidariedade deste grupo maravilhoso de UBAV, desta vez em Santa Catarina, na cidade de Canoinhas, mas quase todo o país de certa forma já realizou grandes ações sociais com UBAV. Isto nos enche de alegria e engrandece a vida de todos os envolvidos. Sabemos que estamos no caminho da luz e pondo em prática a missão que Jesus nos ensinou:

 “AMAR A DEUS SOBRE TODAS AS COISAS E AO TEU PRÓXIMO COMO A TI MESMO”


             Tim-Tim!

Neo Cirne
Coordenador de UBAV-Brasil

Curta essa Ideia

Agradecemos os amigos do Facebook - Tim-Tim!

Divulgue na Rede

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More